Será que as pessoas realmente sentem inveja de mim?

Nem sempre a admiração que os outros sentem por nós significa que eles nos invejem

Escrito por Carolina Werneck

Foto: Thinkstock

Quem já se sentiu alvo da inveja alheia, sabe o quanto é difícil lidar com uma ou várias pessoas esforçando-se para ter o que você tem, fazer o que você faz, conquistar o que você conquistou e, em casos mais graves, até mesmo ter uma personalidade parecida com a sua.

É natural que as pessoas tomem como exemplo para sua vida um determinado indivíduo que conquistou isso ou aquilo, dependendo da personalidade de cada um. Algumas vezes conhecemos pessoas que passaram por situações adversas e, apesar de todas as dificuldades, alcançaram seus objetivos. Olhar para essas pessoas com admiração e toma-las como exemplo de luta é absolutamente normal e até saudável, uma vez que isso nos encoraja a também ir atrás do que desejamos para nós. O problema é quando passamos a nos ressentir do que essas pessoas possuem, experimentando sensações negativas a cada nova conquista delas.

Falar sobre inveja é quase um tabu, porque mexe com um dos sentimentos mais complicados do ser humano: a frustração. Desejar o que é do outro ou não querer que o outro tenha nada além do que você tem é uma demonstração clara de que não se está feliz com as próprias vitórias. Mas é preciso ter cuidado antes de se julgar alvo da inveja alheia.

Minhas amigas querem o que é meu?

Entre mulheres, a inveja pode mesmo ser mais acentuada, devido à natureza de competitividade que permeia a personalidade feminina. Não é à toa que os homens costumam fazer piada acerca da rivalidade que mantemos com nossas amigas, colegas, conhecidas e até mesmo desconhecidas: nós, mulheres, algumas vezes temos a sensação de que as outras mulheres com quem convivemos estão interessadas em tudo que é nosso, mas convém analisar se estamos sendo corretas em nosso julgamento, antes de nos manifestarmos.

Quando suas amigas de verdade, aquelas com quem você sabe que pode contar em qualquer circunstância, elogiam sua roupa, seu cabelo, seu sapato ou seu namorado novo, não quer dizer que elas queiram essas coisas para elas. Esse tipo de sentimento demonstra que não há verdadeira intimidade e confiança entre vocês e, por isso, é muito importante desenvolver amizades verdadeiras, que estejam acima desse tipo de sensação.

Se, por outro lado, você tiver certeza de que é inveja o que elas sentem por você, avalie se não é melhor afastar-se dessas companhias e buscar outras que, de fato, queiram você por perto apenas porque gostam de você e não porque estão interessadas no que é seu.

Como lidar com a inveja alheia?

Algumas vezes, acreditamos que os outros querem o que temos, mas essa sensação pode não ser verdadeira. Receber elogios e ser admirada pelas outras pessoas não significa, necessariamente, que as pessoas sentem inveja de você. A gentileza demonstrada em gestos como esses não deve ser sempre encarada como inveja.

Se você suspeita que pode estar sendo vítima de inveja, procure observar quem está ao seu redor antes de acusar alguém. As pessoas possuem objetivos diferentes e, por mais que suas conquistas e seus bens sejam valiosos, eles podem não ser o desejo de todo mundo. Reavalie suas companhias e afaste-se daquelas que não te fazem bem, seja pela inveja ou por qualquer outro motivo. Por fim, se notar que alguém realmente quer “viver a sua vida”, sinta-se admirada e feliz porque outras pessoas estão te tomando como exemplo. O mal causado por sentimentos como a inveja depende, também, da maneira (positiva ou negativa) que os encaramos.

Assuntos: Relacionamentos

Para você