Saiba como acabar com o efeito “chiclete” nos cabelos

Profissional dá dicas de tratamentos para quem não aguenta mais sofrer com o fios elásticos

Escrito por Mariana Bueno

Foto: Thinkstock

Todo cabelo possui uma elasticidade natural, o que permite que o fio não quebre muito facilmente.
 Ao se esticar um fio, ele sempre deve voltar à forma natural. Isso indica saúde. Mas, se não há mais essa elasticidade, ao ser esticado o fio poderá ter duas possibilidades: se quebrar ou simplesmente não voltar à forma natural, como um chiclete.

Isso acontece devido a alguns fatores que acabam com a elasticidade e deixam os fios com o chamado efeito elástico ou chiclete. “Tratamentos químicos mal feitos, excesso de química, procedimentos em cabelos frágeis; causas mecânicas, como excesso de chapinha, secador sem proteção; ou, ainda, excesso de química, falta de manutenção do processo químico, e falta de reconstrução capilar são fatores que contribuem para a perda da elasticidade dos fios”, explica a hairstylist Viviane Siqueira, do Pierre Louis Coiffeur, no Rio de Janeiro. Nesses casos, os fios também podem se quebrar mais facilmente.

Tratamentos indicados

Quando os fios perdem a elasticidade é preciso investir em tratamentos que possam recuperar o aspecto natural e saudável. Entre os recomendados pela hairstylist estão a reestruturação, a cauterização, e a reconstrução capilar.
 O uso de queratina quinzenalmente também pode ajudar, já que ela é a principal proteína do fio.


Na hora da limpeza, o ideal é lavar uma vez por dia, evitando, assim que se acumulem resíduos. Mas para quem tem cabelos mais secos, é bom dar uma pausa de dois dias para que a oleosidade natural possa chegar até as pontas.


Faça hidratação em casa

Não é preciso ir sempre ao salão para manter os cuidados com os cabelos em dia. É possível fazer uma hidratação caseira semanalmente, comprando máscaras específicas e seguindo corretamente as instruções.

Os resultados começam a aparecer aos poucos e os fios voltam ao normal em aproximadamente três a quatro meses, dependendo da situação. Depois de recuperar a elasticidade, é preciso manter os cuidados.

“Deve ser feito tratamento regularmente e, sempre que fizer processo químico, além de conhecer o profissional, deve-se pedir cautela no manuseio e indicação do tratamento necessário para manutenção do processo”, orienta a hairstylist.

Veja outros cuidados importantes:

  • Tenha cuidado ao pentear;
  • Exponha o cabelo ao calor só quando necessário;
  • Tenha cautela com processos químicos e mudanças radicais;
  • Use leave-ins, que possuem agentes hidratantes que atuam nos fios como um tratamento;
  • Evite escovas progressivas, pois o excesso delas vai tirando a densidade dos fios, as pontas vão quebrando e ficando cada vez mais ralas.

A dica de ouro para evitar os danos nos fios é nunca mentir para o seu cabeleireiro. Nunca diga que o seu cabelo está livre de químicas se isso não for verdade. Seja sempre franca e siga os orientações do profissional. Misturar químicas que reagem de forma agressiva no seu cabelo pode causar danos irreparáveis, portanto, nada de ocultar informações.

Assuntos: Cabelos

Para você