Riscos das dietas malucas

Saiba quais são os prejuízos para a saúde de quem adere aos regimes sem orientações médicas necessárias

Escrito por Ana Carolina Gabriel

Cabelos lisos, pele sem imperfeições e claro, um corpo magro. Esses são um dos sonhos e objetivos de mulheres e adolescentes brasileiras. A busca pela estética perfeita é incentivada pelo grande sucesso alcançado de modelos nacionais e internacionais que fazem dietas para manter o peso considerado ideal.

Mas até que ponto ter um corpo magro é saudável? A nutricionista Michelle de Souza explica quais são os riscos das dietas malucas. Segundo ela, ficar sem comer por longas horas pode trazer prejuízos incalculáveis ao organismo. “Infelizmente a sociedade cria esse estereótipo que para ser bonita, é preciso ser magra, o que leva a sérios riscos à saúde”, comenta.

Consumir medicamentos não prescritos pelo médico para reduzir determinados quilos em poucas semanas pode levar a perda futura de funcionamento de órgãos. “Os remédios podem causar a má absorção intestinal, dores de cabeça, vômitos, que a longo prazo, afeta os rins, circulação e até o próprio coração”, afirma a nutricionista.

Busca pelo padrão de beleza ideal

O que é muito comum ver em redes sociais são as dietas que prometem reduzir dez quilos em apenas uma semana, por exemplo.

Embora aparente ser tão eficiente, os resultados podem acarretar em vários prejuízos. “Aderir as essas dietas sem fundamento é um risco muito sério. Isso porque a falta de uma alimentação balanceada leva a problemas de longo a curto prazo”, explica Michelle.

Pular refeições também é totalmente recriminado. “O ideal é fazermos cinco refeições diárias, ou seja, café da manhã, almoço, café da tarde, jantar e chá noturno. Comer frutas durante esses intervalos é recomendado”, explica a nutricionista.

Porém, diferentemente do que se pensa, beliscar bolachas ou torradas antes das refeições não é nada saudável. “Os famosos beliscos chamamos de calorias vazias, ou seja, você está consumindo calorias, mas esses alimentos não enriquecem em nada a sua dieta, a não ser engordar”, conta Michelle.

Por isso, para quem pretende emagrecer de forma saudável, o recomendado é consultar o médico para que ele indique a melhor opção de tratamento. “Eu sempre auxilio os meus pacientes a procurar orientações de nutricionistas, afinal, antes de darmos uma dieta, fazemos exames de sangue para ver qual é a situação de saúde do paciente, para depois começarmos uma dieta”, explica Michelle de Souza.

Além é claro, de praticar exercícios físicos regularmente. “A pratica de atividades físicas tem grande importância para quem quer emagrecer com saúde, afinal, o corpo necessita de equilíbrio para se manter equilibrado”, sugere a nutricionista.

Assuntos: Alimentação, Dietas

Dicas pela Web