30 receitas práticas com carne moída para acrescentar ao seu menu

Versátil, ela pode ser utilizada para fazer quibe, hambúrguer, molho, além de recheios para os mais variados alimentos

Escrito por Tais Romanelli
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Versatilidade. Esta é, certamente, a principal palavra para definir a carne moída. Este tipo de alimento costuma fazer parte da alimentação da maioria das pessoas, sendo empregado nas mais variadas preparações, como, por exemplo, quibe; hambúrgueres; bolinhos; recheios de massas, pastéis; refogado com legumes etc.

Além disso, por existirem diferentes cortes para carne moída (por exemplo: coxão mole, coxão duro, patinho etc.), é possível escolher aquele que mais te agrada, seja em relação ao sabor, à maciez ou até em relação à quantidade de gordura que cada corte possui.

Todo mundo concorda que, por mais gostoso que seja um alimento, comê-lo todo dia da mesma maneira, acaba enjoando. Então, que tal aproveitar a versatilidade da carne moída e criar diferentes pratos?!

Para que não te faltem ideias, você confere abaixo algumas receitas superpráticas e saborosas, e que provavelmente farão o maior sucesso na sua casa, seja no almoço ou jantar do dia a dia; seja em uma ocasião especial em que você vai cozinhar para receber amigos ou familiares.

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

1. Carne moída simples: esta, de fato, é uma comida rápida, barata e muito versátil. Mas nada disso importa se ela não for também saborosa! Por isso, nesta receita você encontra dicas para chegar no “tempero ideal”.

Leia também: 10 receitas de bolo de fubá deliciosas e fáceis de fazer

2. Carne moída com batata: para quem é fã de uma comidinha simples, bem caseira, a combinação de carne moída com batata – preferencialmente acompanhando arroz, feijão e salada – é perfeita!

3. Carne moída com legumes: receita fácil, super-rápida e nutritiva. Ideal para quem segue uma alimentação saudável!

4. Carne moída com quiabo: uma receita simples, porém, muito saborosa, ideal para variar a forma de comer carne no seu dia a dia. Você só precisará, basicamente, de carne moída, quiabo, batata, alho e cebola.

5. Carne moída de forno: uma maneira diferente de comer carne moída! Você vai utilizar, além deste ingrediente principal, sopa de cebola, creme de leite, requeijão, mussarela ralada e temperos a gosto.

6. Carne moída à parmegiana: uma receita diferente, porém, fácil de fazer! Você precisará, basicamente, misturar a carne moída com creme de cebola, cebola e cheiro verde, dividindo, posteriormente, a mistura em “bifes”. Vale a pena aprender!

Leia também: 50 receitas de tapioca para você se deliciar de forma saudável

7. Carne moída para molho bolonhesa: a maioria das pessoas adora um bom prato de macarrão ao molho bolonhesa! Se você também faz parte deste time, confira esta receita para caprichar no preparo da carne moída e do molho.

8. Carne moída para lasanha: não há como negar, molho bolonhesa também combina perfeitamente com uma boa lasanha. E aqui você confere a receita de um prato completo, ideal para um almoço de domingo em família! Fica a dica!

9. Carne moída à jardineira: mais uma maneira diferente, saudável e simples de se consumir a carne moída no dia a dia. Você vai utilizar, além do ingrediente principal, batatas, tomates, cebolas, salsa, sal e pimenta do reino.

10. Carne moída à primavera: para quem ama comida árabe, esta dica é ótima! Na receita, o quibe de forno ganha mais cor e sabor com tomate, abobrinha, cebola, folhas de hortelã, azeite, pimenta e sal!

11. Carne moída à silveirinha: aprenda a fazer um delicioso crepe com recheio que leva, além da carne moída, cebola, alho, cenoura, azeitona, salsa, pimenta, sal e azeite. É de dar água na boca!

Leia também: 10 ideias de lanches rápidos e saudáveis para o dia a dia

12. Carne moída com bacon: se, além da carne moída, você adora bacon, vai amar esta receitinha superprática e saborosa, ideal para um almoço ou jantar bem caseiro.

13. Carne moída cremosa: com molho de tomate, creme de leite, entre outros ingredientes, sua tradicional carne moída com legumes ganhará “cara nova”, ficando muito mais saborosa e cremosa. Perfeita para servir com arroz e uma salada verde!

14. Carne moída com mandioca: e quem disse que carne moída combina somente com batata?! Com mandioca também fica deliciosa, num prato supersimples de se fazer.

15. Carne moída com abóbora: uma receita diferente, saudável, que rende bastante e possui poucas calorias. Vale a pena anotar!

16. Carne moída com ovos: se você gosta e geralmente tem em casa carne moída e ovos, vai adorar esta receita superprática que une os dois ingredientes e mais molho de tomate.

Leia também: 30 receitas vegetarianas que até os carnívoros vão amar

17. Carne moída de soja: uma boa opção para quem não come carne e/ou gosta de experimentar novos sabores. É feita de forma simples e fica pra lá de saborosa!

18. Arroz de forno com carne moída: esta receita é uma ótima maneira de reaproveitar o arroz que sobrou, preparando um prato completo e gostoso.

19. Bolinho de carne moída: a receita reaproveita o arroz já pronto, e leva, além de carne moída, ovos, alho, cebola, orégano, sal, salsinha e cebolinha, e mais uma cobertura de molho de tomate caseiro.

20. Sopa de carne moída: uma receita que utiliza ingredientes simples que, normalmente, você tem em casa. Ótima pedida para os dias mais frios!

21. Pimentão recheado com carne moída: uma receita prática que resulta em um prato delicioso, ideal para ser servido com batatas cortadinhas em lâminas e arroz com cenoura.

22. Panqueca de carne moída: o recheio mais tradicional para um boa panqueca certamente é a carne moída! A maioria das pessoas adora! Confira a receita para fazer o prato completo.

23. Pastel com carne moída: pastel combina perfeitamente com carne moída! Confira uma receita rápida, mas muito saborosa, que rende 18 porções. É uma ótima pedida para um fim de semana, por exemplo!

24. Polenta com carne moída: receita ideal para deixar aquela comidinha simples quase “gourmet”!

25. Hambúrguer de carne moída: fazer hambúrguer em casa (em vez de optar por aqueles vendidos prontos congelados ou por fast food) não é difícil e, além disso, é uma opção mais saudável e saborosa. Com esta receita base você poderá criar seus hambúrgueres a gosto!

26. Escondidinho de carne moída: uma receita simples que resulta em um prato delicioso e completo! Vale a pena aprender!

27. Ragu de carne moída: confira a receita deste molho delicioso que reúne, entre outros ingrediente, carne de boi moída, carne de porco, polpa de tomate, salsão, cenoura, cebola, sal, azeite, pimenta e alho.

28. Bolinho de batata doce com carne moída: uma receita diferente, fácil de fazer, e que resulta em bolinhos saborosos, ideais para quem gosta de consumir alimentos saudáveis.

29. Carne moída com berinjela: uma receita simples, saborosa e saudável, que leva, basicamente, berinjela cortada em cubinhos, cebola, alho, extrato de tomate e a carne moída.

30. Berinjela recheada com carne moída ao forno: esta é uma receita considera low carb e bastante nutritiva (especialmente se for feita com carne magra), além de superprática. Vale a pena anotar!

Como escolher a carne moída adequada para cada prato?

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Antonio Filho, chef da LC Restaurantes, destaca que, para se ter a boa carne moída, o princípio de tudo é a escolha de um açougue de sua confiança: que tenha sempre carnes frescas e de boa procedência. “Lembre-se: se a matéria prima não for de boa qualidade, dificilmente teremos bons resultados em nossas receitas”, diz.

Neste contexto, o chef passa algumas dicas importantes:

  1. Escolha a peça que deseja e peça para moer na hora.
  2. Bandejinhas em gôndolas nem sempre são de carne fresca.
  3. Tempo e oxigênio são inimigos da carne moída, pois ela começa a escurecer, mudar o aroma e sabor, dependendo do tempo de exposição. Perdendo, assim, qualidade importante.
  4. A carne moída tem que ter cor vermelho vivo e intenso. Às vezes, vermelho claro, dependendo da quantidade de gordura propositalmente adicionada a ela para se obter melhores resultados em receitas específicas.

Vale lembrar que existem vários cortes para carne moída, o que a diferencia no sabor, maciez, na quantidade de gordura etc. Abaixo, o chef Antonio Filho fala sobre os principais tipos:

Acém (11% de gordura): carne considerada de segunda, porém, muito rica em sabor. “É uma carne relativamente magra, ideal para ser utilizada em recheios de tortas, pastéis, empadas, croquetes. Além de ser uma carne que não pode faltar nos blends (misturas de dois ou mais tipos de carne para equilibrar o sabor do hambúrguer perfeito). Possui fibras curtas e grau médio de maciez”, explica o chef.

Coxão duro (9% de gordura): “esse pedaço possui fibras grossas, longas e secas, com capa de gordura. Após moída o tempo de preparo é maior e a concentração de sabor também é maior em relação ao coxão mole. Ideal para ser utilizada no preparo do molho bolonhesa. Esse pedaço precisa ser moído de duas a três vezes”, destaca Antonio Filho.

Coxão mole (9% de gordura): possui fibras macias, curtas, com gordura e nervos, de acordo com o chef. “Também é mais rica em sulcos. Esse pedaço precisa ser moído duas a três vezes, o preparo é mais rápido por conta da gordura que ajuda amolecer a fibra. Ideal para produção de almôndegas, polpetones recheados etc.”.

Fraldinha (26% de gordura): “este pedaço é a parede do abdômen do animal, composta de fibras longas e gordura. É uma carne muito macia, saborosa e de aroma muito agradável, ideal para churrasco. Moída podemos utilizá-la na produção de kaftas e nos blends para hambúrguer”, destaca o chef.

Músculo (7% de gordura): esse pedaço é considerado de terceira, porém, é umas das carnes mais ricas em sabor, aroma e nutrientes, conforme explica Antonio Filho. “Recomendo moer a parte traseira junto a algum outro pedaço de sua preferência para que haja um equilíbrio na fibra ao paladar, por se tratar de músculos e nervos. Fibra curta e dura, que requer tempo maior de cozimento. Recomendo o uso em molhos, sopas, caldos e recheios”.

Patinho (7% de gordura): carne de primeira, com fibras macias, sem gordura, com grande quantidade de sulco e sangue com aroma e sabor bem característicos. Ideal para fazer carne moída e usar em diversas preparações, de acordo com o chef.

Picanha (20% de gordura): corte nobre e muito macio, super-rica em gordura e sulco. “Indicada especialmente para churrasco. A sua gordura pode ser moída junto a outras carnes para enriquecer sabor e aromas nas preparações. Utilizamos moer a picanha com mais um ou dois tipos de carnes para a preparação do hambúrguer”, explica o chef.

Assim, de forma resumida, o chef Antonio Filho orienta quais são os cortes mais indicados de carne moída para cada tipo de prato a seguir:

  • Massas: acém, músculo, coxão duro, patinho.
  • Hambúrguer: fraldinha, picanha, acém, paleta, costela, alcatra, coxão mole. (Blends: acém + fraldinha + gordura)
  • Molhos: músculo, acém.
  • Salgadinhos: patinho, acém. O ideal é que sejam carnes magras.
  • Assados: picanha, alcatra, coxão mole, fraldinha. “Preferencialmente peças que tenham capa de gordura, pois ela protege de ressecamento e ajuda a amaciar, além de valorizar os aromas do preparo”, explica o chef.

Agora você já tem ótimas dicas para consumir a carne moída de diferentes maneiras, bem como para escolher os melhores cortes! Vale usar a criatividade sempre, criando, além dessas, novas receitas que levem este ingrediente versátil, acessível e saboroso.

Para você