Quadros para a sala: +70 inspirações e dicas para incrementar este ambiente

Seja utilizando uma única peça, ou através de composições, os quadros podem mudar o visual deste ambiente

Escrito por Ana Kordelos

Foto: iStock

Ambiente de uso comum aos moradores, a sala também merece cuidado especial no momento de sua decoração, unindo beleza e estilo, além de toda a funcionalidade e tranquilidade que este espaço deve possuir.

De acordo com Daniel Szego e Fernanda Sakabe, sócios proprietários do escritório SZK Arquitetura, ao escolher um quadro para a sala, deve-se primeiramente observar o tamanho do ambiente, o tamanho da parede e o estilo desejado. “Atualmente existem no mercado diversas opções e tipos de quadro, desde os mais clássicos e até exemplares com estilo mais contemporâneo, como pôsteres por exemplo”, declaram.

Outro fator a ser levado em consideração é o local onde o quadro será instalado, devendo cuidar para que este “não brigue com o restante da decoração”, indicam os profissionais. Ainda segundo eles, é possível misturar diferentes estilos de quadros dentro de um mesmo espaço, basta realizar composição com estilos semelhantes.

Como pendurar quadros

Existem alguns fatores a serem levados em consideração no momento de adicionar quadros à parede, visando garantir um resultado mais belo e harmônico. Confira as dicas dos arquitetos:

  • Tamanho do ambiente: de acordo com os profissionais, é necessário respeitar o estilo do ambiente e sua proporção. “Escolher uma parede focal dentro de um ambiente é imprescindível, sendo que o que irá orientar a escolha da peça e seu display, será o tamanho da parede e a intenção do uso dos quadros”, ensinam.
  • Tamanho dos quadros: “também deve ser respeitado dentro da proporção da parede a ser instaladas. No caso de paredes largas e altas, a melhor opção são quadros maiores. Já em paredes cumpridas ou estreitas, opte por artes menores”, recomendam.
  • Altura da parede: conforme revela a dupla de arquitetos, a instalação do quadro ou da composição de quadros deve ser feita de acordo com a parede a ser instalada como um todo: sua altura e largura. “Paredes com pé direito duplo ou acima de 3,5m devem ter composições de imagens ou pinturas maiores”, indicam.
  • Altura do olhar da pessoa: conforme sugerem os profissionais, para uma boa visualização, o centro da composição deve estar a pelo menos 1,60 do chão – altura suficiente para ficar acima dos móveis e na altura do olhar.

Como fazer uma composição de quadros

Foto: Reprodução / Mandril Arquitetura

De acordo com os arquitetos, atualmente não é mais necessário utilizar apenas um quadro como composição de arte. “Existem diversas composições de cores, estilos e formatos que podem criar um visual bastante contemporâneo”, ensinam.

Leia também: Como escolher o lustre ideal para a sala: dicas e inspirações

Ainda segundo os profissionais, para criar composições harmoniosas é indispensável ter definido o estilo dos quadros e o intuito do mesmo: se este será decorativo, uma composição de cores ou retratos com fotografias. Confira a seguir algumas sugestões com possibilidades de belas composições:

Imagem: Dicas de Mulher

Se a opção for decorativa, os quadros podem ser arranjados da maneira que desejar: sobrepostos em um anteparo de madeira, compostos de acordo com o seu formato ou até mesmo lado a lado, da forma mais original.

Os profissionais recomendam manter um espaçamento mínimo de 3cm entre uma moldura e outra, para não provocar a sensação de “colagem” na parede, regra que também vale no caso de composição de cores. “Já para os quadros de retratos, é bacana sempre dispô-los de forma que cada quadro tenha seu destaque. Vale neste caso as combinações assimétricas ou dispostas de forma lado a lado”, sugerem.

Outra recomendação importante dada pelos sócios é que a obra deve ser proporcional à parede ou ao móvel que ficará próximo. “Se a parede for mais larga, opte por quadros longitudinais (horizontais). Agora, se a parede for mais estreita, invista em composições de artes na vertical ou um quadro bem comprido”, orientam. Conforme explicam, é importante dar atenção especial para o equilíbrio entre a forma e tamanho, já que os quadros agrupados devem funcionar como um conjunto único.

70 salas decoradas com quadros para te inspirar

Se você ainda possui dúvidas em relação à utilização de quadros na decoração da sala, confira uma bela seleção com os mais variados estilos, opções e composições, e inspire-se para mudar o visual do seu ambiente:

Leia também: 72 salas decoradas com diferentes estilos para você se inspirar

1. Os quadros podem combinar com os móveis

Foto: Reprodução / Decore Seu Estilo

2. E também harmonizar com o restante da decoração

Foto: Reprodução / Cordel de Achados

3. Vale apostar em tons claros, já vistos pelo ambiente

Foto: Reprodução / Karen Pisacane

4. Ou escolher tons novos, trazendo novas cor ao ambiente

Foto: Reprodução / Aleggra Design

5. Um visual urbano para um estilo mais sóbrio

Foto: Reprodução / Karen Pisacane

6. Ou uma paisagem relaxante para garantir tranquilidade ao espaço

Foto: Reprodução / Juliana Pippi

7. É possível utilizar mais de uma opção, em locais diferentes

Foto: Reprodução / Karen Pisacane

8. Ou decorar com apenas uma peça, para um visual mais discreto

Foto: Reprodução / Marília Veiga

9. Core diferentes, mesmo geometrismo

Foto: Reprodução / Karen Pisacane

10. Ou com tons presentes no ambiente, porém formas diferentes

Foto: Reprodução / Viviane Gobbato

11. É possível utilizar a mesma cor em diferentes peças

Foto: Reprodução / Karen Picasane

12. Ou optar por cores complementares

Foto: Reprodução / Estúdio HL

13. Que tal uma só paisagem em diferentes peças?

Foto: Reprodução / Cristina Reinert

14. Ou uma pintura que se complementa com a outra?

Foto: Reprodução / Zize Zink

15. Para quem deseja ousar, vale apoiar o quadro no chão

Foto: Reprodução / Rodrigo Fonseca

16. Ou em qualquer cantinho da sala

Foto: Reprodução / Consuelo Jorge

17. É possível mesclar conceitos e estilos diferentes

Foto: Reprodução / Tenório

18. Ou apostar em um visual que siga o estilo decorativo do ambiente

Foto: Reprodução / Ana Luisa Previde

19. Que tal criar uma galeria cheia de cores e conceitos?

Foto: Reprodução / Marcella Loeb

20. Ou uma composição harmônica e minimalista?

Foto: Reprodução / Kika Tiengo

21. Para os mais clássicos, pinturas de natureza

Foto: Reprodução / Graziella Nicolai

22. Já para os mais ousados, algo mais conceitual

Foto: Reprodução / Denise Barretto

23. Tons quentes ajudam a aquecer o ambiente

Foto: Reprodução / Patrícia Kolanian Pasquini

24. Já os tons mais frios, garantem tranquilidade

Foto: Reprodução / Patricia Martinez

25. Um pôster divertido ajuda a descontrair o ambiente

Foto: Reprodução / Desmobilia

26. E uma gravura em preto e branco ajuda a dar o tom

Foto: Reprodução / Camila Klein

27. As peças abstratas são bastante populares

Foto: Reprodução / Gislene Lopes

28. Brincando com formatos geométricos

Foto: Reprodução / Kalili Kibrit Arquitetura

29. Misturas de tons diferentes

Foto: Reprodução / Marília Veiga

30. Incrementando o visual da sala

31. A temática escolhida pode ser variada

Foto: Reprodução / Joana & Manoela

32. Abrangendo desde os hobbies favoritos

Foto: Reprodução / Coutinho e Vilela

33. Admiração por culturas diferentes

Foto: Reprodução / Cristiane Vassoler

34. Até a reprodução de elementos da natureza

Foto: Reprodução / Atonio Armando de Araujo

35. Existem opções em formatos tradicionais

Foto: Reprodução / Sá & Cioni

36. Ou assimétricos, enriquecendo a decoração da sala

Foto: Reprodução / Carolina Gonçalves

37. É possível brincar com composições utilizando tamanhos diferentes

Foto: Reprodução / Renata Romeiro

38. Ou formatos padronizados, resultando em um efeito mais harmônico

Foto: Reprodução / A1 Arquitetura

39. Enquanto opções coloridas garantem o destaque todo para si

40. Quadros em tons claros mesclam-se à decoração

Foto: Reprodução / Anna Maya & Anderson Schussler

41. Vale apostar em itens desiguais

Foto: Reprodução / Canatelli Arquitetura

42. Mas opções que se complementam também têm seu charme

Foto: Reprodução / PM Arquitetura

43. Temas, cores e formatos diferentes

Foto: Reprodução / RSRG Arquitetos

44. Ou múltiplas peças com uma só temática

Foto: Reprodução / Suzana Duarte

45. Que tal uma bela composição com fotografias?

Foto: Reprodução / Bianca da Hora

46. Ou brincar com um mix de pôsteres divertidos?

Foto: Reprodução / Casa Aberta

47. O quadro pode ser tão grande que se assemelhe à um painel

Foto: Reprodução / René Fernandes Arquitetura

48. Ou em tamanho reduzido, como um detalhe na decoração

Foto: Reprodução / Bernal Projetos

49. É capaz de mudar o visual de qualquer parede

Foto: Reprodução / Maricy Marcos Borges

50. Ou de qualquer cantinho da sala

Foto: Reprodução / 0E1 Arquitetos

51. Pode ser posicionado acima do sofá

Foto: Reprodução / A1 Arquitetura

52. Garantindo destaque à parede

Foto: Reprodução / Denise Barretto

53. No painel da tv, incrementando o visual

Foto: Reprodução / Marília Veiga

54. Ou em uma parede lateral, em conjunto com objetos decorativos

Foto: Reprodução / Arquitetura8

55. Fica lindo se utilizado em duplas

Foto: Reprodução / Marília Veiga

56. Seja em uma composição com duas peças semelhantes

Foto: Reprodução / Studio Scatena

57. Ou com quadros de cores e padronagens diferentes

Foto: Reprodução / Marília Veiga

58. O formato mais tradicional é o retangular disposto na horizontal

Foto: Reprodução / Mauren Buest

59. Permitindo belas composições simétricas

Foto: Reprodução / Renata Cáfaro

60. Mas os outros formatos também são belos

Foto: Reprodução / Roberto Migotto

61. Como um belo quadro na vertical

Foto: Reprodução / Flavia Medina

62. Ou até uma opção quadrada, menor

Foto: Reprodução / RAWI Arquitetua + Design

63. Que tal um formato mais achatado?

Foto: Reprodução / Luis Fabio Rezende de Araújo

64. Ou misturar diferentes formatos e tamanhos?

Foto: Reprodução / Roberto Migotto

65. Para um visual mais discreto, molduras semelhantes

Foto: Reprodução / Jamile Lima

66. Já para quem deseja algo mais descontraído, vale apostar em molduras coloridas

Foto: Reprodução / Ana Carolina Campos França

67. Capaz de abranger os mais variados estilos decorativos

Foto: Reprodução / Danyela Corrêa

68. Apostar na decoração com quadros pode mudar o visual da sua sala

Foto: Reprodução / Flávia Gerab

69. Seja utilizando apenas uma peça

Foto: Reprodução / Renata Pascucci

70. Ou apostando em uma bela composição

Foto: Reprodução / Clarice Semerene

Vale lembrar que a moldura também desempenha um papel fundamental na composição do ambiente. “Se for um quadro mais clássico, uma moldura mais grossa e rebuscada dará ênfase à arte”, explicam os sócios.

No caso de imagens como litogravura, xilogravura, aquarela ou fotografias, é recomendável uma moldura mais leve, sem esquecer o vidro para proteção das imagens. “O vidro não deve ser usado em quadros com telas de pinturas”, recomendam Daniel e Fernanda.

Assuntos: Decoração

Para você