Protetor térmico para cabelo: conheça os benefícios e uma receita caseira incrível

Saiba mais sobre o produto que vai ajudar você a proteger seu cabelo contra os danos causados pelo secador e a chapinha

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

Se você tem o costume de secar o cabelo com secador ou utilizar a chapinha com frequência, você já deve saber que esses hábitos podem acabar danificando os fios.

Porém, algumas vezes nós não podemos esperar que o cabelo seque naturalmente ou não estamos a fim de sair de casa com ele em seu formato natural.

O problema é que os danos causados pelo calor não devem ser ignorados. Quando os fios são expostos a temperaturas elevadas, as cutículas abrem e permitem a saída da umidade, deixando o cabelo poroso e sujeito a frizz.

Para evitar esse efeito, uma boa ideia é utilizar um protetor térmico antes de usar o secador, a chapinha ou o babyliss, com a finalidade de prevenir os danos causados pelo calor desses aparelhos.

Os benefícios do protetor térmico

Foto: iStock

O protetor térmico é um produto que promove a hidratação dos fios ao mesmo tempo em que forma uma barreira que reduz a perda de umidade durante a aplicação do calor.

Leia também: 11 erros que você deve evitar para ter cabelos saudáveis

As versões industrializadas desse produto costumam ter uma mistura de dois ingredientes, a ciclometicona e a dimeticona. Enquanto o primeiro promove a hidratação do cabelo, o segundo é responsável por fazer uma camada protetora em volta dos fios – assim, eles perdem menos umidade durante o uso do calor.

Além disso, os protetores térmicos suavizam as cutículas, permitindo que elas se fechem e deixando os fios menos porosos. Com isso, eles ficam menos sujeitos a apresentar frizz em ambientes com umidade mais alta ou em dias chuvosos.

Por fim, por aumentar o nível de hidratação, reduzir a perda de umidade e promover o fechamento das cutículas, os protetores térmicos deixam os cabelos mais maleáveis e com um textura mais agradável ao toque.

Como utilizar o protetor térmico

Foto: iStock

O protetor térmico deve ser utilizado depois que o cabelo já foi lavado e condicionado, com os fios ainda úmidos.

Lembre-se de utilizar a chapinha e o babyliss apenas depois que o cabelo estiver seco, senão você corre o risco de “fritar” os fios. Expor o cabelo úmido ao calor desses aparelhos acelera a perda de água, deixando-o ressecado.

Leia também: Cronograma capilar: agenda completa para recuperar até os cabelos mais danificados

Se o seu cabelo for fino, é mais indicado utilizar temperaturas mais baixas, pois ele não precisa de tanto calor para secar ou assumir o novo formato. Dessa forma, você poupa seus fios da agressão.

Como fazer um protetor térmico caseiro

Foto: iStock

Se você quiser testar um protetor térmico feito em casa, você pode seguir a dica da youtuber Bia Siqueira, do canal Ficando Gata. Anote os ingredientes:

  • 50 gramas de Yamasterol
  • 1 colher de chá de óleo reparador
  • 1 tampinha de soro fisiológico
  • 2 tampinhas de água (medir com a tampa do soro fisiológico)

Basta misturar todos os ingredientes e guardar a mistura em um frasco com borrifador, que facilita a aplicação no cabelo.

De acordo com a youtuber, você deve aplicar o produto no cabelo úmido mecha por mecha. Não é necessário utilizar uma grande quantidade da mistura, senão o cabelo pode ficar oleoso e pesado.

Caso você tenha ficado com alguma dúvida em relação ao preparo do protetor térmico, basta assistir ao vídeo a seguir com toda a explicação:

Leia também: Escova alisadora: como funciona e quais são as melhores marcas do mercado

Para quem busca produtos totalmente naturais, é possível utilizar alguns óleos vegetais como protetor térmico. Os mais indicados são o óleo de semente de uva, coco, abacate, girassol e o azeite de oliva.

Os óleos de semente de uva e de girassol têm um ponto de fumaça bastante elevado, o que significa que eles impedem que o calor atinja diretamente os fios. O óleo de abacate, por sua vez, é capaz de nutrir e hidratar o cabelo e de protegê-lo contra os danos causados pelo sol durante o dia.

O óleo de coco consegue penetrar profundamente nos fios, hidratando-os e minimizando a perda de água, além de refrescar o couro cabeludo no verão. Por fim, o azeite de oliva é rico em vitaminas e antioxidantes, que ajudam a manter a saúde do cabelo, e ainda é capaz de formar a barreira protetora em volta dos fios.

Se você ainda tiver dúvidas sobre como utilizar os protetores térmicos ou se seu cabelo não reagir muito bem aos produtos indicados, é sempre recomendável consultar a opinião de uma cabeleireira de confiança ou de uma tricologista.

Leia também: Hidratação com banana: truque caseiro para tratar cabelo danificado

Assuntos: Cabelos

Dicas pela Web
Comentários