Dicas de Mulher Dicas para Mães

Prepare a casa e receba o seu bebê com conforto e segurança

A chegada do bebê altera a rotina da casa e com pequenas medidas você pode tornar o ambiente seguro e confortável

em 25/01/2013

Foto: Thinkstock

Poucas coisas têm o poder de transformar tanto a vida de um casal quanto a chegada de um bebê. A relação entre o homem e a mulher muda, a rotina da casa muda, os horários mudam completamente e muitos hábitos antigos vão aos poucos sendo abandonados. E tais mudanças são tão significativas que, sonhar com que tudo volte a ser como antes depois de algum tempo, pode ser uma grande ilusão.

Entretanto, todas essas transformações são saudáveis e fundamentais para que, ao chegar em casa, o bebê sinta-se amado e seja acolhido da melhor maneira possível.

O fato é que, além do lado psicológico que começa a se modificar para estruturar a família em formação, existe um outro aspecto importantíssimo que deve sofrer algumas mudanças nesse período: a preparação do ambiente que receberá o bebê.

A notícia da gravidez geralmente vem acompanhada da preparação do quarto e do enxoval do bebê, mas por mais que ele leve um tempo para passar a explorar os demais ambientes da casa, é bom se preparar para deixar tudo confortável e principalmente seguro, pois o tempo passa rápido e quando você menos esperar, lá está ele correndo pelos quatro cantos da casa.

Pelo menos até o sexto mês de vida, o bebê só irá frequentar os espaços em que a mãe ou o pai estiverem presentes e o levarem, mas tão logo comece a engatinhar e dar os primeiros passos, o risco de acidentes começa a aparecer. Pensando nisso, selecionamos alguns dos principais cuidados que você deve tomar para preparar a casa para que o seu bebê tenha todo o conforto e segurança necessário para crescer.

Móveis e objetos

Assim que começa a ensaiar os primeiros passinhos, o bebê tende a se apoiar em tudo o que vê pela frente, puxando para se levantar e empurrando para tentar tocar, por isso, tapetes, toalhas de mesa, objetos de vidro e quinas de móveis passam a representar perigo para os pequenos.

Retirar esses objetos da casa, ou do caminho dele, e proteger as quinas com protetores específicos pode evitar quedas, cortes e ferimentos.

Tomadas elétricas e eletrodomésticos

Muita atenção com tomadas elétricas, já que os bebês, levados pela curiosidade são atraídos a colocar os pequenos dedinhos nos orifícios das tomadas, o que pode causar choques. Da mesma forma, evite deixar ferros de passar quente, pranchas de cabelo, ventiladores em locais que eles possam acessar, sobretudo após o uso, quando o objeto está muito quente.

Na cozinha

Na cozinha os cuidados devem ser ainda maiores. Evite ao máximo a presença da criança, mas se não tiver outra opção, redobre a atenção com as panelas, de preferência utilizando as chamas de trás do fogão, evitando que, caso ele venha a se apoiar, nenhuma panela caia sobre ele.

Ao ligar o forno, mantenha a criança longe da cozinha, pois é natural que ela apoie as mãos na lateral do objeto, o que pode fazer com que se queime.

Além disso, mantenha-o longe de pratos, copos e demais objetos de vidro e principalmente das facas e objetos cortantes.

Janelas e varandas

Quem mora em prédios ou em sobrados sabe que o risco de a criança se esticar para olhar pela janela e acabar caindo existe, por isso, as grades de proteção são essenciais nos quartos, na varanda e em qualquer outro lugar que dê acesso a pavimentos inferiores.

Essa precaução começa a ser necessária tão logo a criança comece a andar sozinha, afinal, nunca se sabe quando os acidentes domésticos podem ocorrer.

Escadas e degraus

Casas com escadas são um verdadeiro perigo para os bebês. Basta um pequeno descuido para que eles sofram um acidente. Neste caso, cercar a escada com grades de proteção ou mesmo portões que impeçam a passagem da criança podem ser a solução mais segura.

Remédios e produtos de limpeza

Os números de acidentes causados por envenenamento e intoxicação de crianças que inalaram ou ingeriram remédios ou produtos de limpeza é altíssimo. Para se proteger, o ideal é não descuidar e manter esses itens fora do alcance dos pequenos. Outra dica é não aproveitar garrafas pet para armazenar produtos de limpeza, pois a criança pode pensar que trata-se de refrigerante e tentar ingerir. No caso dos remédios, principalmente aqueles com gostinho de frutas, a dica é a mesma, mantenha em local protegido e inacessível.

Banheiros e piscinas

Ambientes úmidos deixam qualquer pessoa suscetível a quedas, o que faz o perigo multiplicar no caso das crianças que ainda não têm o equilíbrio totalmente desenvolvido. Nesse caso, nunca deixe o seu bebê sozinho no banheiro, dentro da banheira e principalmente próximo à piscina. Em questão de segundos ele pode escorregar ou mesmo se afogar, por isso, todo cuidado é pouco.

Com medidas simples como essas você aumenta a segurança da sua casa e de quebra, a sua tranquilidade para poder aproveitar ao máximo todos os momentos do seu bebê no conforto do seu lar.

Comentários
Dicas relacionadas