Ofurô é alternativa para quem sofre de insônia

Técnicas utilizadas para o banho tradicionalmente japonês ajudam a eliminar as ansiedades do dia a dia e promover noites de sono mais tranquilas

Escrito por Juliana Cazarine

Foto: Thinkstock

Dormir mal significa que o dia seguinte será péssimo: sonolento, devagar e estressante. Para evitar que isso aconteça, existem maneiras de relaxar antes de deitar da cama e, com os problemas do lado de fora do quarto, o sono acontece naturalmente. Mas, para pessoas que sofrem de insônia, noites intermináveis fazem parte da rotina. Para elas também existem técnicas que ajudam a dormir, como um banho de ofurô, por exemplo.

Tradicional no Japão, o ofurô, que significa banheira em português, tem como objetivo fazer uma limpeza física e mental a fim de deixar para trás as ansiedades do dia a dia. Trata-se de um banho de imersão em um tanque oval de madeira antisséptica cedro rosa, material que possui aroma próprio, com água quente – temperatura entre 39ºC e 42ºC.

Antes de entrar na banheira, deve-se tomar um banho de água fria. Com o choque térmico causado pelo contraste entre a temperatura das águas, os poros da pele são abertos e inicia-se o processo de relaxamento, que é potencializado também pelo uso de sais de banho aromatizados.

Para proporcionar ainda mais sensação de aconchego e proteção, que logo ajudarão o indivíduo a dormir, a banheira de ofurô tem formato mais profundo e curto para que o usuário fique na posição fetal, fazendo-o sentir-se como se estivesse no ventre da mãe.

“Os banhos de ofurô são indicados para quem sofre de insônia porque provocam vasodilatação (dilatação dos vasos sanguíneos causada por relaxamento dos músculos), o que melhora a oxigenação e circulação do corpo”, afirma a terapeuta Mari Maruyama, da rede de clínicas Luiza Sato.

Em geral, para tomar um banho de ofurô é necessário buscar estabelecimentos especializados. No entanto, existe uma maneira de aliviar o estresse e atrair o sono em casa. “Deixe o ambiente a meia luz, coloque uma música, tome um chá ou saquê, por exemplo, aqueça a água da banheira em torno de 40 graus e adicione sais de banho. O tempo de permanência deve ser de 10 a 20 minutos”, aconselha a terapeuta.

É importante lembrar que a profundidade e o material – a madeira possui propriedades relaxantes – da banheira também influenciam o resultado do ofurô. A banheira ocidental é mais rasa e não permite a posição fetal, além disso, a água perde o calor mais rapidamente.

O tratamento de ofurô, no entanto, não é recomendado para gestantes, pessoas com doenças de pele e câncer. Além disso, pessoas que sofrem de hipotensão (pressão baixa) devem ficar menos tempo na água, e esta deve estar com temperatura mais baixa. Mas isso não significa que elas não podem tomar um banho relaxante. A dica é tornar o banheiro um ambiente relaxante e aproveitar o banho convencional.

Assuntos: Bem-Estar

Para você