Feminismo: entenda porque ele é mais importante do que você pensa

Não, não tem a ver com não se depilar, não ter filhos ou odiar os homens

Escrito por Nicole Dias

Foto: iStock

Cada vez mais o feminismo está sendo colocado em pauta nos mais diversos assuntos e situações do cotidiano, especialmente por causa das redes sociais, é importante falarmos sobre o assunto. Afinal, ainda tem bastante gente que acha que feminismo significa detestar homens e não depilar as pernas ou axilas. Você pode fazer o que quiser com os seus pelos, o que não pode é desconhecer um movimento tão importante.

11 coisas que você precisa saber sobre o feminismo

É justamente para desmistificar um pouco o feminismo que nós estamos aqui hoje. Você tem um minutinho para conversar sobre isso? Separamos algumas coisinhas que é preciso saber já.

1. Feminismo não é o contrário de machismo

Gif: Reprodução / Giphy

Enquanto o machismo significa colocar as mulheres em um papel subordinado aos homens, o feminismo busca colocar ambos os gêneros no mesmo patamar. Igualdade, nada mais, nada menos.

2. Se você tem direito ao voto hoje, agradeça ao feminismo

Gif: Reprodução / Giphy

Acredite se quiser, mas no Brasil as mulheres só ganharam direito ao voto em 1932. Isso mudou por causa de movimentos feministas que batalharam muito. Aliás, vale conferir aqui Foto: Reprodução / 10 coisas que as mulheres conquistaram e você não sabia.

3. Ser feminista não é odiar os homens

Gif: Reprodução / Giphy

O movimento feminista não pretende derrubar os homens, excluí-los ou colocá-los na fogueira. A ideia é libertar as mulheres das estruturas sociais opressoras. Não tem nada a ver com odiar ou não gostar dos homens, na realidade.

Leia também: 10 TEDs de mulheres incríveis para te inspirar neste dia

4. Ser feminista não tem nada a ver com pelos

Gif: Reprodução / Giphy

Aquela coisa de que “feminista não se depila” não é real. Na verdade, o feminismo permite que você possa decidir se quer manter os pelos ou não. E ninguém tem nada a ver com isso.

5. E não é obrigatório sair sem sutiã

Gif: Reprodução / Giphy

Mas se você quiser sair sem sutiã, está liberado. E é libertador.

6. O feminismo conta com diferentes correntes

Gif: Reprodução / Giphy

Embora a premissa básica seja a igualdade entre os gêneros, existem diferentes formas de pensar o feminismo. Há diversas vertentes do feminismo que podem se adequar à sua maneira de pensar. A dica é pesquisar sobre cada um deles e ver com quais ideias você se identifica.

7. Ser feminina não torna você menos feminista

Gif: Reprodução / Giphy

Pode usar salto, pode usar batom, fazer escova, vestir rosa, o que você quiser. Uma coisa não elimina a outra, de jeito nenhum. Ao mesmo tempo, vale lembrar que você não precisa de nenhuma dessas coisas para se sentir linda.

8. O feminismo não obriga você a nada

Gif: Reprodução / Giphy

Quando você é feminista, não ganha uma carteirinha e lista de obrigações. O movimento não prega o ódio e não tem lista de regras. Você não precisa ser ativista. Se você acredita que deva existir igualdade entre homens e mulheres, já é feminista.

Leia também: 12 lições que podemos aprender com vídeos de mulheres incríveis

9. Dá pra ser feminista e dona de casa sim

Gif: Reprodução / Giphy

Foi preciso muita luta para que as mulheres pudessem exercer trabalhos fora de casa. No entanto, não há nada que diga que você não pode ser dona de casa e cuidar dos seus filhos. A real questão está em poder escolher o que você quer.

10. Feminismo tem a ver com liberdade!

Gif: Reprodução / Giphy

De ir, de vir, de ter filhos se quiser, de estudar, de trabalhar com o que quiser. E de lutar por um mundo sem opressão, sem medo, sem abuso. O desejo de ser livre nos impulsiona.

11. Talvez você já seja feminista sem nem saber

Gif: Reprodução / Giphy

Você acha que as mulheres devem votar? Que elas devem ter o mesmo acesso à educação que os homens? Que os salários devem ser iguais quando as mesmas funções são executadas? Então olá, você é feminista sim.

3 vídeos que vão te ajudar a entender mais sobre o feminismo

Agora que já colocamos por terra alguns dos principais mitos sobre o feminismo, chega a hora de ver o que outras mulheres têm a dizer sobre o movimento. No YouTube não faltam informações para quem quer ficar mais por dentro!

1. 5 indícios de que você é feminista, por Lully de Verdade

Feminismo não é o contrário de machismo, humanismo e muito menos misandria. Para saber mais sobre esses diferentes termos e conferir um papo riquíssimo sobre a vida das mulheres na atualidade, dê play no vídeo acima.

Leia também: 10 músicas feministas para você ouvir e se empoderar

2. Rebatendo comentários antifeministas, por Jout Jout

Existem diversos argumentos que são usados para diminuir o movimento feminista. Há quem diga que não precisa de feminismo ou que as mulheres sempre tiveram direitos. Confira as respostas de Jout Jout para essas afirmações.

3. Vertentes do feminismo, por Victoria Ferreira

Informação é poder! Confira um pouquinho mais sobre algumas das diferentes vertentes dentro do movimento feminista.

3 livros para você se aprofundar no feminismo

Que tal deixar os textões do Facebook um pouco de lado para ler bons livros? Abaixo, sugestões para quem quer se aprofundar ainda mais no universo do feminismo.

1. Sejamos todos feministas, por Chiclete Violeta

O livro é uma adaptação do discurso que a autora, Chimamanda Ngozi Adichie, fez no TEDx Euston. Adichie se intitula como uma “feminista feliz e africana que não odeia homens, e que gosta de usar batom e salto alto para si mesma, e não para os homens”.

2. Para educar crianças feministas, por Livraneios

Também de Chimamanda Ngozi Adichie, esse livro traz sugestões de como criar filhos dentro de uma perspectiva feminista. O bacana é que o livro é escrito como se fosse uma carta da autora a uma amiga.

Leia também: 15 séries de TV com mulheres incríveis como protagonistas

3. Um teto todo seu, por Duda Menezes

Embora o livro tenha sido baseado em palestras proferidas por Virginia Woolf em 1928, a leitura é pra lá de atual. Trata-se de uma reflexão sobre as condições sociais das mulheres, seu espaço na sociedade e na literatura.

Compartilhe esse post com todas aquelas pessoas que precisam entender um pouco mais sobre o que é e o que não é ser feminista. Afinal de contas, um movimento que fala sobre liberdade e igualdade precisa ser disseminado o máximo possível!

Assuntos: Mês da Mulher

Para você