O que é alergia ocular e como evitá-la

Descubra quais são os causadores desta reação e como se prevenir

Escrito por Giselle Coutinho

Foto: Thinkstock

A alergia ocular é a hipersensibilidade demonstrada pelo organismo quando entra em contato com ácaros, mofo, poeira, pelos e pólen. Com sintomas incômodos que podem afetar as atividades diárias de crianças e adultos, esta é uma reação que atinge um terço da população, em maior ou menor gravidade, estando vinculada geralmente a alergias respiratórias como rinite e bronquite.

Também chamada de conjuntivite alérgica, este tipo de alergia provoca coceira intensa, vermelhidão, lacrimejamento, inchaço e sensibilidade à luz; não devendo ser confundida com a conjuntivite virótica, que é contagiosa.

Um dos grandes problemas de quem sofre com a alergia ocular é, na tentativa de aliviar a sensação de que há um corpo estranho, não resistir a intensa vontade de coçar o olho, o que pode acentuar o quadro devido à existência de micróbios nas mãos.

Dicas para prevenir a alergia ocular

Manter o ambiente sempre livre de pó, arejado, evitar objetos que acumulem poeira como: cortina, carpete, tapete, bicho de pelúcia, e principalmente, manter a higiene do travesseiro são iniciativas fundamentais que devem ser tomadas para o bem estar do alérgico, evitando o risco de crises.

A higiene do travesseiro é o principal cuidado que se deve ter, pois o travesseiro, além de estar em constante contato com o rosto, depois de certo tempo, tem acumulado em suas fibras internas umidade, gordura, pele descamada, suor, saliva, coriza, seborréia, lágrimas e cerume, que fazem com que sua eficiência antimicrobiana não seja garantida.

Para manter o travesseiro em boas condições de uso para o alérgico, deve-se mantê-lo arejado e ventilado, protegido por uma fronha e sempre sob luz indireta. A lavagem do travesseiro deve ser feita apenas se for possível garantir a sua secagem completa. Esteja atenta, pois alguns travesseiros não são laváveis, observe o que está escrito na etiqueta.

Como lavar travesseiros

  • Coloque os travesseiros na vertical, dentro da máquina. Procure não colocar mais de dois;
  • Use água fria;
  • Coloque-os para secar sempre na posição horizontal, e nunca no sol;
  • Nunca utilize a secadora;
  • Nunca torça um travesseiro para secá-lo;
  • Nunca use amaciante;
  • Use o ciclo para roupas delicadas;
  • Use preferencialmente sabão líquido, ao invés de sabão em pó, para não deixar resíduos;
  • Repita o ciclo de enxague duas vezes para remover o sabão completamente;
  • É imprescindível deixar que o travesseiro seque por completo.

“Ao contrário do que se imagina, não é indicado expor os travesseiros ao sol, pois irá aquecer o ambiente úmido e escuro de suas fibras internas e intensificar a proliferação de ácaros. Além disso, a radiação ultravioleta oxida a superfície do material do travesseiro, deixando-a amarelada”, afirma Renata Federighi, consultora do sono da Duoflex.

Depois de dois anos de uso, os travesseiros têm em média 25% do seu peso formado por ácaros vivos, ácaros mortos, suas fezes, restos de secreções da cabeça e bactérias. Ainda que o travesseiro seja frequentemente higienizado e tenha protetores antialérgicos este deve ser trocado.

Apesar de a validade dos travesseiros ser de cinco anos em uso, é recomendado que se faça a troca de dois em dois anos, pois a prolongar o uso pode ser uma grande fonte de contaminação por microrganismos.

Além dos cuidados de higiene, pessoas com alergia ocular não devem se automedicar, nem usar colírios indiscriminadamente.

Manter as mãos limpas e evitar o contato destas com os olhos, usar compressas de água filtrada fria (não gelada), retirar e higienizar as lentes de contato antes de dormir, usar óculos escuros ao ar livre e evitar o uso de maquiagem são boas medidas em períodos de crise.

Consultar um oftalmologista é fundamental para um diagnóstico correto que evite acidentes e mantenha a saúde dos olhos.

Quem sofre com alergia ocular, quando está livre da crise pode usar maquiagem, mas deve investir em cosméticos de boa procedência, tomando cuidado de manter sempre limpos os pincéis e escovas que entram em contato com os olhos, cílios e sobrancelhas e sempre remover a maquiagem, lavando bem o rosto e hidratando a região ao redor dos olhos antes de dormir.

Dicas pela Web