“Sem graça?”, Bea Lopes responde à crítica ao seu cabelo crespo e viraliza na internet

Em entrevista, artista defende a liberdade capilar e aconselha: “Descubra o seu cabelo e note o quanto ele é único.”

Publicado por
Atualizado em 27.04.22

Bea Lopes

Por
Em 17.04.22 às 9:30

A dançarina, atriz e modelo Anna Beatriz, mais conhecida como Bea Lopes, recentemente viralizou na internet ao responder a uma crítica feita ao seu cabelo crespo, que foi chamado de “sem graça”. No vídeo com mais de 2,4 milhões visualizações, mostra penteados artísticos diversos e questiona: “Seu cabelo faz isso?”.

Publicidade

Bea Lopes tem 23 anos e mora em Bangu, no Rio de Janeiro-RJ. Apesar de conhecida como influencer digital, ela é muito mais que isso. Formada em Letras – Inglês, foi professora durante um período, porém atualmente segue seu sonho de ser artista, que existe desde a infância.

Em entrevista ao Dicas de Mulher, a artista que conta em detalhes não só a repercussão de seu vídeo, mas também sobre sua transição capilar e a importância de se posicionar em uma sociedade que não vê beleza no cabelo crespo. Confira na sequência:

Dicas de Mulher – Em suas redes, você se coloca como militante do cabelo 4C. Na sua opinião, por que fazer essa afirmação ainda se faz tão necessário atualmente?

Bea Lopes – Sim! Essa pauta precisa ser levantada, precisamos falar sobre o cabelo 4c, pois ainda é muito invisibilizado. As pessoas querem ter o seu cabelo natural, querem ter cachos, mas o crespo, normalmente, é o tipo que ainda enfrenta muita rejeição. Por muito tempo, foi denominado o cabelo que não tem jeito, o cabelo que ninguém quer, “alisa que é mais fácil”. Então, é difícil conseguir mudar essa linha de pensamento de um dia para o outro.

Como se sentiu quando recebeu uma mensagem dizendo que seu cabelo era “sem graça”? Você esperava tamanha repercussão quando fez o vídeo em resposta?

Publicidade

Eu ri na hora, porque hoje em dia essas coisas já não me abalam mais. E eu pensei na mesma hora: “como meu cabelo pode ser sem graça, se ele é incrível de várias formas diferentes?”. Então, me expressei por meio desse vídeo. Uma forma de mostrar às pessoas o poder do 4c! No mesmo dia, bateu 100 mil views. No dia seguinte, diversas páginas estavam compartilhando. Eu não imaginava que esse vídeo iria repercutir dessa forma. Realmente fiquei muito impressionada! E o vídeo hoje tem cerca de 2,4 milhões de views.

Acredita que seus vídeos e seus posicionamentos nas redes sociais têm um papel importante para outras mulheres também assumirem seus cabelos? Por quê?

Sim, têm! Porque é muito bom a gente se identificar com alguém, dessa forma tudo é mais fácil de tolerar quando percebemos que não passamos pelas situações e desafios da vida sozinhos. A gente se sente acolhido e mais imbatível pra lidar com os problemas.
Eu compartilhando minhas dificuldades e minhas vitórias, mostra pra outras mulher que é possível sim a gente se libertar de muita coisa pra viver em prol da nossa felicidade e liberdade capilar.

De onde veio a ideia de transformar seu cabelo em obras de arte?

Eu estudo bastante pela internet, à procura de referências de penteados para cabelo crespo e vi muitas modelos com obras incríveis no cabelo. Guardei essas ideias para fazer em algum ensaio fotográfico, porém senti que podia mostrar essas obras no vídeo e deu muito certo.

Conte um pouquinho da sua história: como foi assumir seu cabelo 4C e passar por esse período de aceitação?

Já passei diversas químicas no cabelo, já alisei… Porém eu não me sentia feliz e completa, ou até mesmo meu cabelo não se adaptou muito bem com algumas transformações, teve diversas quedas. Até que em um dia, entrei para o teatro e conheci meus amigos que passaram pela transição e me inspiraram a fazer também. E foi um grande desafio, mas foi lindo ver meu cabelo pela primeira vez com 18 anos! Todo o processo de descoberta e descobrir como ele se comporta com cremes próprios pra ele. Realmente me senti livre.

Que conselho você dá a quem pensa em passar por uma transição capilar?

Eu sempre gosto de frizar isso, faça transição para ter o seu cabelo e não o cabelo da revista, da blogueira… Entre com essa mentalidade, que isso irá ajudar em todo o processo. Descubra o seu cabelo e note o quanto ele é único, aproveite cada fase de descoberta. E o que é muito importante: não se compare a ninguém!

Se está passando por uma transição em busca da liberdade capilar e quer uma ajudinha com isso, confira como ter seu cabelo crespo de volta com dicas de uma profissional e também produtos adequados.

Publicidade