Por que médicos devem prescrever vibradores às mulheres?

Equipe de pesquisadores liderada pela médica Alexandra Dubinskaya afirma que o brinquedo sexual oferece benefícios que vão além do prazer

Publicado por                                
Em 27.05.22 às 11:03

PEXELS

Por
Em 27.05.22 às 11:03

Você já imaginou sair de uma consulta médica com a prescrição do uso regular de um vibrador? Pode até parecer brincadeira, mas não é. Apesar do tabu que cerca a ideia da utilização desses brinquedos sexuais, pesquisadores do Cedar-Sinai Medical Center, nos Estados Unidos, recentemente publicaram uma pesquisa que pontua os benefícios do uso regular do aparelho que um dia também foi recomendado para o tratamento do que se chamava: “histeria feminina”.

Publicidade

A pesquisa que realizou uma revisão da literatura científica sobre o tema, contou com 18 estudos e buscou analisar os impactos do vibrador em relação à função sexual, vulvodinia, musculatura do assoalho pélvico e incontinência urinária.

Os resultados demonstraram que apesar da necessidade de mais estudos sobre o assunto, é possível afirmar que a estimulação causada pela vibração do dispositivo alivia as dores vulvares e melhora a incontinência urinária devido o fortalecimento da musculatura pélvica, além de auxiliar no bem-estar e aumentar a libido, consequentemente melhorando a vida sexual das mulheres.

Por tais resultados, o estudo liderado pela médica Alexandra Dubinskaya, especialista em medicina pélvica feminina e cirurgia reconstrutiva, afirma que “considerando os potenciais benefícios dos vibradores para a saúde pélvica, sua recomendação às mulheres deve ser incluída em nosso arsenal de tratamento de distúrbios do assoalho pélvico”.

Ao ‘Mediscape Medical News’, a pesquisadora ressalta o desejo de realizar uma nova pesquisa com mulheres de idade entre 18 a 99 anos, para rastrear alterações na musculatura pélvica, nas funções sexuais, incontinência urinária etc. O objetivo do novo estudo é fornecer dados mais concretos para que médicos possam considerar a recomendação do artefato como forma de tratamento.

Ainda sobre a saúde sexual das mulheres, é valido pontuar a importância da discussão sobre métodos que auxiliam no bem-estar físico, mental e sexual. Por isso, confira também os benefícios da masturbação, com ou sem vibrador.