Alerta gatilho! Como conquistar o corpo perfeito, sem esforço e com rapidez?

De tempos em tempos as dietas milagrosas surgem ou ressurgem, como é o caso da low carb

Publicado por
Atualizado em 28.06.22

CANVA

Por
Em 22.05.22 às 14:30

Se a leitora abrir o Google e digitar: “como ter corpo s…”, qual resposta imagina que virá em primeiro lugar? Saudável ou sarado? Infelizmente é sarado, não porque ter um corpo “sarado” seja ruim, mas por ele representar a imagem do físico imposto como o perfeito. Por isso, esse é um dos padrões estéticos mais difíceis de serem superados.

Publicidade

“A sociedade tende a ser muito cruel com as mulheres. Somos a todo momento cobradas para não engordar e não envelhecer. Uma questão é a obesidade enquanto problema de saúde pública, a outra é termos mulheres buscando um padrão de beleza irreal, apoiado e estimulado por quem lucra com produtos, por exemplo”, explica Lígia Reis, nutricionista graduada pela Faculdade de Saúde Pública/USP com especialização em Nutrição em Saúde Pública pela UNIFESP e mestrado em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da USP.

E esse mercado do “emagrecimento sem esforço” é cíclico. De tempos em tempos as dietas milagrosas surgem ou ressurgem. Semanas atrás, foi a vez da dieta low carb (caracterizada pelo baixo consumo de carboidratos) voltar à tona. A socialite americana Kim Kardashian emagreceu 7 quilos em apenas 3 semanas seguindo esse regime para ir a um evento de moda, em Nova York, usando um vestido que Marilyn Monroe usou em 1962 na festa de aniversário John Kennedy, presidente dos Estados Unidos na época.

Reprodução / Entertainment Tonight

Conclusão: a peça não coube e ela optou por colocar um casaco para cobrir o zíper que ficou entreaberto na parte de trás, ao invés de usar outra roupa, o que não deve faltar no seu closet de milhões. É fato que Kim sempre usou o estereótipo físico para a autopromoção, tanto que tornou-se uma das maiores influenciadoras digitais do mundo, com 310 milhões de seguidores só no Instagram, além de fortuna estimada em US $1,8 bilhão, grande parte fruto de seu trabalho nas redes sociais.

Mas o quanto é saudável esse tipo de atitude em relação ao corpo, principalmente de uma mulher que é referência para tantas outras ao redor do mundo? “O melhor caminho é sempre a reeducação alimentar com o consumo dos alimentos de forma equilibrada e atividade física. O problema é que as pessoas querem tudo para ‘hoje’”, explica Daniella Moreira, Mestre em Nutrição Humana Aplicada e professora do curso de nutrição Universidade São Judas.

Mas nem tudo é má notícia para quem opta pela dieta low carb. “Esse método pode ser indicado apenas como ferramenta para ajudar no processo de emagrecimento, mas não por um longo período, já que pode causar problema na pele, fadiga e cansaço extremo, queda de cabelo, entre outras reações”, diz Daniela.

Já Lígia ressalta os danos causados pelo baixo consumo de carboidratos com foco no emagrecimento: “Não vejo como abordar aspectos positivos dessas dietas quando o intuito é emagrecimento e não o tratamento de uma doença que exija o controle do consumo de carboidratos”.

Para responder o título desta matéria, fique claro: não tem como emagrecer de forma rápida, sem esforço. O prato tem que ser o mais colorido possível e equilibrado e a dieta feita com acompanhamento. “O plano alimentar deve ser feito de forma personalizada, e essa é a diferença no atendimento nutricional. Nem sempre a dieta que funciona para uma pessoa vai dar certo para outra. Isso pode gerar complicações de saúde”, ressalta Daniella.

Lembre-se: o corpo ideal é o que tem bons pensamentos, autoestima elevada, atitudes saudáveis, respeita os limites físicos, e esses são aspectos que passam longe do físico. “A alimentação também é um ato social, cultural, deve proteger o meio ambiente e garantir bem-estar”, finaliza Lígia.

Publicidade

Assuntos: Corpo, Dietas