Ariana DeBose é a 1ª mulher negra e queer a conquistar um Oscar

A atriz latina e LGBTQIA+ marcou a história do Oscar ao conquistar prêmio na categoria Melhor Atriz Coadjuvante

Publicado por                                
Em 27.03.22 às 23:07

Divulgação

Por
Em 27.03.22 às 23:07

A atriz Ariana DeBose acaba de se tornar a primeira mulher negra e queer a conquistar um Oscar por sua atuação. Ela venceu a categoria de Melhor Atriz Coadjuvante. Antes disso, apenas em 2007 essa categoria premiou uma mulher queer, a atriz Tilda Swinton.

Publicidade

Ariana atuou na remake de Amor, Sublime Amor, filme no qual interpretou Anita, namorada do líder dos Sharks, Bernardo (David Alvarez) e melhor amiga da protagonista Maria (Rachel Zegler).

Esse papel foi recusado pela atriz quatro vezes e, devido a isso, quase não vivenciou essa vitória. Foi a diretora de elenco, Cindy Valon que convenceu DeBose a aceitar o papel e deixar os palcos da Broadway, conforme dito em entrevista à revista Variety.

Vale mencionar que essa premiação também é histórica porque DeBose, ao lado de Rita Moreno, venceu o Oscar com a mesma personagem, anos depois.

Uma vitória da diversidade

Ariana DeBose se reconhece como mulher negra e queer. Tem mãe branca e pai afro-porto-riquenho, e também descendência italiana. Junto à atriz Kristen Stewart, ela está entre grandes nomes que dão voz e representam a comunidade LGBTQIA+, não só no Oscar, mas no cinema como um todo.

Além da diversidade, Ariana prova que os 30 anos podem ser uma idade de sucesso! Há poucos dias, fez 31 anos e conquistou um Globo de Ouro, o SAG Awards e, agora, Oscar, maior prêmio do cinema.

Assuntos: Filmes