Sua personalidade não será a mesma quando você envelhecer

Reunir as amigas de infância na terceira idade pode trazer surpresas: além da aparência, nossos traços psicológicos também mudam

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

Você se considera mal-humorada e pensa que, por isso, vai se tornar uma vovozinha ranzinza que não vai nem querer saber de assar biscoitos para os netinhos? Ou, então, você é superfalante e sociável e acredita que vai ser uma daquelas senhorinhas simpáticas que adoram conversar com todo mundo?

Pois saiba que não é bem assim que as coisas acontecem. De acordo com o mais longo estudo já realizado sobre a personalidade humana, os traços psicológicos da maior parte das pessoas mudam completamente entre a adolescência e a terceira idade.

63 anos depois, todo mundo tinha mudado

Foto: iStock

A pesquisa que chegou à conclusão de que a personalidade muda foi feita por cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, e durou 63 anos. A história começou na década de 1950, quando um grupo de pesquisadores solicitou a alguns professores que eles avaliassem a personalidade de 1,2 mil alunos de 14 anos.

Os adolescentes foram avaliados em relação a seis traços psicológicos: autoconfiança, perseverança, estabilidade de humor, consciência (senso de dever), originalidade e desejo de aprender. Mais de seis décadas depois, os pesquisadores conseguiram reunir 635 desses mesmos adolescentes, agora com 77 anos, mas apenas 174 aceitaram repetir o teste.

Desta vez, os participantes avaliaram a si mesmos em relação aos traços psicológicos e também foram avaliados por uma pessoa próxima, como o cônjuge ou outro familiar. A surpresa foi que os pesquisadores não encontraram uma correlação entre a personalidade na adolescência e a personalidade na terceira idade, tanto na avaliação da própria pessoa quanto na do familiar.

Leia também: 5 mitos sobre a terceira idade

Esses resultados causaram espanto porque, em estudos anteriores que consideraram participantes da infância até a vida adulta e da vida adulta até a terceira idade, foi encontrada uma estabilidade dos traços psicológicos.

Aparentemente, as mudanças na personalidade são graduais durante as fases da vida, mas, quando se considera um longo período de tempo, como os 63 anos da nova pesquisa, elas ficam bastante perceptíveis.

Existe alguma explicação para isso?

Foto: iStock

O final da adolescência e o início da vida adulta são épocas em que ocorre um desenvolvimento da personalidade, muitas vezes acompanhado por mudanças bastante significativas. A passagem da vida adulta para a terceira idade também é um período de mudanças e reflexão, que podem modificar os traços psicológicos da pessoa.

Devido ao amplo intervalo de tempo coberto pelo estudo, os participantes já haviam passado por esses períodos de maior mudança, além de terem vivido experiências que podem resultar em alterações em seu comportamento.

Apesar disso, é preciso considerar que, desde a década de 1950 para os tempos atuais, o conceito de personalidade também mudou. De acordo com a teoria dos traços da personalidade, os fatores considerados hoje são cinco: extroversão/introversão, nível de socialização, escrupulosidade (senso de dever), estabilidade emocional e abertura para novas experiências.

Leia também: Ciência confirma: quanto mais tempo você passar com a sua mãe, mais ela viverá

Por causa disso, a avaliação dos estudantes aos 14 anos poderia ser considerada superficial e incompleta para os parâmetros de hoje. Talvez, se a teoria da personalidade moderna tivesse sido utilizada na década de 1950, os traços psicológicos teriam se mantido mais estáveis com o passar do tempo.

Outra possível falha do estudo está no fato de que a avaliação feita pelos professores em 1950 pode ter sido influenciada pelo conhecimento que eles tinham sobre o desempenho acadêmico dos adolescentes.

Por fim, também é preciso considerar que os 174 participantes que aceitaram repetir o teste com 77 anos se destacaram muito no quesito inteligência em relação aos demais. Esse fato pode indicar que essa característica tenha alguma influência na mudança da personalidade durante a vida.

Assuntos: Bem-Estar

Dicas pela Web
Comentários