Dicas de Mulher Dicas de Comportamento

15 momentos estranhos no sexo que não devem ser levados a sério

É normal que nos momentos de intimidade coisas inusitadas aconteçam, mas não deixe que esses detalhes atrapalhem seu prazer

em 13/04/2015

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Sexo é uma das atividades humanas mais superestimadas. Ao passo que entendemos que ele tem sua importância e que a maioria das pessoas o aprecia, nos enganamos muito criando expectativas irreais sobre o momento.

Durante a hora H, muita coisa pode acontecer e nem sempre são situações sensuais. É comum que algo inesperado aconteça, como a cama quebrar ou um brinquedo erótico novo que vocês resolveram experimentar parecer algo tão ridículo a ponto de não conseguirem parar de rir.

Isso tudo é muito natural e qualquer um pode passar por situações assim. O segredo é não levar muito a sério, afinal o propósito do sexo, em geral, é a diversão. Por isso, não esquente a cabeça. Confira a seguir alguns deslizes que podem acontecer com qualquer casal e porque não devem ser levados a sério.

1. Quando ele brocha

Que atire a primeira pedra quem nunca perdeu o tesão durante ou no início de uma relação. Brochar é algo totalmente natural e não significa que ele não te deseje. O homem é humano, não cobre dele que funcione como um robô, não é possível estar sempre 100% preparado ou a fim. Então, se você notou que o pênis do parceiro não reagiu mesmo aos seus melhores carinhos, talvez seja hora de chamá-lo pra ver um filme e deixar o sexo para outro momento. Sem crise!

2. Quando a vagina faz barulhos estranhos

O flato vaginal é uma reação natural da vagina, principalmente após fazer sexo em posições que favorecem a entrada de ar no canal. Em um primeiro momento, ele pode remeter às flatulências, mas ele não tem cheiro. Então, se rolar, não se preocupe com isso. E se o gato não entender, explique para ele que é algo normal e que não deve ser levado a sério.

3. Quando, no meio do sexo, vocês perdem a vontade

Se isso acontecer, o melhor a fazer mesmo é parar. Não vale a pena insistir. Unam-se na cozinha e façam algo gostoso pra comer ou saiam para dar uma volta. Fazer sexo só para cumprir tabela não é necessário. É válido dizer também que isso não deve se tornar uma paranoia entre vocês, porque é algo normal, que pode acontecer com qualquer casal.

4. Quando algo engraçado acontece

Quem nunca passou por aquele momento em que algo tão bizarro acontece que é simplesmente impossível parar de rir? Se rolar isso, aproveitem o momento e se possível, continuem o sexo em seguida.

5. Quando a vagina simplesmente não colabora

Seu parceiro já fez de tudo: usou os dedos, usou a língua, deu uns belos amassos, apostou no lubrificante – e nada! Sua mente está repleta de tesão, mas a vagina simplesmente não fica úmida. Nesses casos, o melhor é deixar para outro dia e não forçar a barra. Se o acontecimento for frequente, sugere-se consultar uma ginecologista a respeito. Mas não fique se cobrando sobre isso, pois também é um processo natural do corpo.

6. Quando alguém leva um tombo

Quem nunca pisou em falso, derrapou ou escorregou em algo durante o sexo? Principalmente quando o momento fica bem animado, isso é bem provável de acontecer. Seja contigo ou com ele, se rolar um tombo, verifique se está tudo no lugar e se ninguém se machucou e continuem (se houver disposição).

7. Quando a posição nova não dá certo

É muito comum que o casal, ao tentar uma posição nova ou mais exótica tenha dificuldades e o momento, que era pra ser sensual, se torne engraçado. Porém, é importante não desistir, tentem mais vezes até conseguirem fazê-la de forma confortável. E se realmente nunca der certo, talvez seja melhor optar por outras posições.

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

8. Quando o pênis escapa

Se isso acontecer, verifique se nenhum de vocês está machucado e se tudo estiver bem, continuem. Quando os movimentos são mais rápidos e a vagina está bem lubrificada, é comum que esse tipo de deslize aconteça. Mas não deixem que isso abale o momento.

9. Quando ele “erra” o alvo

Se por acaso, o seu parceiro tentar colocar o pênis no local “errado”, avise-o de forma gentil e use sua mão para direcioná-lo ao espaço certo. Entretanto, esse “erro” pode até mesmo servir como uma provocação para que vocês tentem algo novo, por que não?

10. Quando você engasga com o sexo oral

Se isso acontecer, não deixe o pênis ir tão fundo da próxima vez e deixe claro ao seu parceiro que ele não precisa apoiar sua cabeça para baixo com as mãos, para que você não se engasgue de novo. Sexo é saudável, mas também precisa ser feito com alguns cuidados para que você não se machuque.

11. Quando a camisinha não colabora

Algumas embalagens de camisinha são verdadeiros desafios para serem abertas. Junte isso à excitação e ao nervosismo do momento e a soma pode ser um pequeno desastre. Mas um casal decidido não se deixa balançar por uma camisinha que não colabora. Se necessário, esperem um pouco, comecem de novo e coloquem outra camisinha. É muito importante que não deixem de usar a camisinha, mesmo quando parece que tudo colabora contra.

12. Quando o seio começa a vazar leite

Para mulheres que estejam amamentando, é comum que o seio vaze um pouco de leite ou até mesmo “esguiche” o líquido, especialmente para quem tem muito leite. Explique isso ao seu parceiro para que ele saiba que é um processo normal, que não há porque se preocupar. E se você quiser evitar o vazamento, existem adesivos e sutiãs que ajudam a segurar o fluxo, mas lembre-se que não é necessário esconder isso, pois é parte natural da amamentação, nunca deve ser motivo de vergonha.

13. Quando a menstruação resolve descer durante o ato

Outra surpresa que pode acontecer naturalmente com qualquer mulher que ainda tenha seu ciclo menstrual normal. Se, ao acontecer, vocês ficaram incomodados com o fluxo menstrual, uma opção é partir para o banheiro e aproveitar o sexo durante o banho. E se quiserem continuar onde estiverem, apenas cubram a superfície com uma toalha para evitar manchas em lençois, sofás etc.

14. Quando algum telefone toca

Atender ou não atender? É a questão que fica na cabeça sempre que o telefone toca na hora H. Se possível, confira quem está ligando e se puder, deixe para retornar depois. Se for algo urgente, atenda e depois recomecem. Não desistam.

15. Quando os gases estão incontroláveis

Quem já passou por isso sabe o quão constrangedor e traumático isso pode ser, especialmente se você for o responsável pelos gases indesejados. Se o parceiro for o seu namorado, noivo ou marido, é mais fácil superar, mas, se for aquele gato que você está conhecendo e super apaixonada por ele, o momento pode ser mais difícil. Porém, em ambos casos, não podemos levar tão a sério e devemos nos lembrar que qualquer um pode passar por isso, porque é normal ter um dia de descontrole nos gases. Se acontecer contigo, peça desculpas, deixe o local arejar um pouco e depois recomecem a atividade. E se acontecer com o parceiro, seja compreensiva, afinal, poderia ter sido com você também.

Comentários
Dicas relacionadas