Dicas de Mulher Dicas para Mães

Meu filho pegou piolho, e agora?

Saiba quais as melhores formas de eliminar esses invasores e acabar com a coceira

em 16/09/2014

Qual mãe não fica desesperada quando vê o filho coçando a cabeça sem parar? Os piolhos são pragas que se espalham rapidamente de cabeça a cabeça e vão contagiando de forma constante através de contato direto.

Apesar de não ter uma idade certa, é muito comum os piolhos surgirem na cabeça das crianças com uma certa rapidez devido ao contato com outras em escolas ou creches. Pode ser através de um simples abraço, ficar muito próximo do amigo ou até mesmo pelo empréstimo de um boné, presilha, escova de cabelo ou qualquer outro objeto que passou pela cabeça contaminada.

Os piolhos não são sinônimo de falta de higiene, muito pelo contrário, eles preferem o couro cabeludo limpo, seco e não oleoso para poder se expandir com rapidez. Na cabeça suja, eles acabam provocando machucados.

Caso a criança venha a se queixar de coceira nas regiões do couro cabeludo, nuca e atrás das orelhas, é preciso procurar as lêndeas (ovos) e piolhos entre os fios.

Se o seu filho estiver mesmo com piolho, é preciso tratar o quanto antes para evitar a contaminação não só dos amiguinhos, mas de todos ao seu redor e acabar com a coceira.

Como encontrar os piolhos?

A coceira intensa no couro cabeludo é o principal sintoma da infestação por piolhos. Esses parasitas são inofensivos e têm tamanho de cerca de 3 mm. Os piolhos podem ser encontrados através de um exame visual do couro cabeludo da criança, que pode estar seco ou molhado.

Tratamento contra piolhos

Os piolhos podem viver até dois meses na cabeça, podendo botar até 300 ovos neste período. Por isso, é preciso tratar o quanto antes para que os parasitas não se multipliquem, para aliviar a coceira na cabeça e, principalmente, evitar a contaminação em outras crianças.

A primeira reação de muitas mães ao descobrir que o filho está com piolho, é raspar o cabelo da criança ou cortar bem curtinho. Na maioria das vezes, essa medida não é a mais adequada. O recomendado é procurar a orientação de um pediatra para indicar produtos como sabonetes ou xampus à base de permetrina, substância eficaz para eliminar de vez os piolhos.

Como eliminar os piolhos

O produto para eliminar os piolhos deve ser aplicado sempre no banho, de preferência antes de dormir para evitar que a criança leve o cabelo à boca. Lave os fios cuidadosamente e em seguida, passe várias vezes um pente fino nos cabelos para eliminar as lêndeas e piolhos que, mesmo mortos, ficaram agarrados aos fios.

Se o couro cabeludo da criança não estiver muito irritado, faça uma receita caseira misturando duas colheres de sopa de vinagre e um litro de água para ajudar a descolar as lêndeas (ovos) e piolhos. Vale lembrar que essa receita caseira para matar piolhos não substitui o medicamento, serve apenas como uma medida auxiliar para retirar o restante dos bichinhos.

Dependendo da eficácia do produto, uma única aplicação pode ser suficiente. Caso o parasita persistir, a criança poderá ser infectada novamente. Por isso, é preciso escolher produtos de boa qualidade e aplicá-los de forma correta.

Fique atenta

  • As mães devem ficar sempre atentas se os filhos estão coçando bastante a cabeça. O indicado é estar sempre conferindo o couro cabeludo e o cabelo da criança, principalmente em dias mais frios, época preferida para os bichinhos se instalarem na cabeça;
  • Por prevenção, a mãe deve avisar imediatamente à escola que a criança está com piolho e alertar os pais dos amiguinhos;
  • Além do tratamento com o medicamento, é preciso ferver as roupas, principalmente de cama e banho para evitar a reinfestação dos piolhos;
  • Para as meninas, o indicado é ir sempre a locais onde tem contato com outras crianças com os cabelos sempre bem presos por um rabo de cavalo ou coque. Não é recomendado emprestar elásticos, presilhas e escovas de cabelo;
  • Para os meninos, usar boné pode ajudar a evitar o contato direto com as demais crianças infectadas;
  • As crianças são as principais vítimas da infestação por piolhos, mas os adultos também podem pegar. Portanto, se apresentar coceira intensa no couro cabeludo, certifique-se de que não há a presença de “invasores”.

Comentários
Dicas relacionadas