Mantenha seu cérebro saudável

É possível melhorar o desempenho do cérebro tomando alguns cuidados básicos

Escrito por Carolina Werneck

Foto: Thinsktock

O cérebro é ainda um grande mistério para a ciência. As ligações neurológicas e reações químicas que ocorrem em seu interior continuam sendo estudadas para que possamos compreender melhor como ele funciona. Enquanto isso não acontece, já se sabe que é possível cuidar da saúde desse órgão tão importante.

Exercite seu cérebro

Leia. Leia tanto quanto for possível e sobre muitos assuntos diferentes. Aprender coisas novas é uma das melhores maneiras de manter o cérebro atualizado e, consequentemente, em “expansão”. Isso porque ela exercita aspectos como memória, raciocínio e imaginação.

Também é importante cultivar hábitos como palavras-cruzadas, quebra-cabeças e xadrez. Essas atividades exigem raciocínio e manter o cérebro ativo é uma das principais formas de cuidar dele.

Exercite-se

Pode parecer estranho, mas a prática de atividades físicas colabora para manter o cérebro sempre saudável. Acontece que manter o corpo em movimento aumenta a oxigenação no cérebro, principalmente com exercícios aeróbicos.

Cuide da alimentação

Você sabia que doenças como obesidade e colesterol alto podem aumentar as chances de desenvolver doenças neurodegenerativas? Para evitar que isso aconteça, é necessário ter hábitos alimentares saudáveis. Ingerir alimentos ricos em ácidos graxos ômega 3, segundo algumas pesquisas, pode ajudar na prevenção do mal de Alzheimer, por exemplo. Essas substâncias são encontradas principalmente em peixes como o salmão, o atum, a sardinha, o arenque, a cavalinha, a anchova e a truta, mas também estão presentes no óleo de canola e na linhaça.

Também é importante consumir fontes de gorduras poliinsaturadas, como castanhas e algumas sementes, além de gorduras monoinsaturadas, como o azeite e o abacate.

Durma corretamente

Enquanto dormimos, a memória seleciona os eventos ocorridos durante o dia que devem ser gravados e aqueles que não merecem atenção e serão, portanto, esquecidos. Também é durante a noite que o cérebro reforça as conexões entre os neurônios.

Invista em experiências e atividades novas

Todos os dias o cérebro é bombardeado com uma imensa quantidade de informações. Algumas são mais relevantes que outras e ele reconhece quais são as que devem estar acessíveis com rapidez. Esses dados “inseridos” no cérebro são usados no processo de cognição. De acordo com o dicionário Aurélio, “cognição” significa, ao pé da letra, “aquisição de conhecimento”. Há uma área da neurociência especializada em estudar os processos cognitivos, ou de aprendizagem, para entender como, exatamente, eles funcionam.

Isso significa que, sempre que você aprende algo novo, está aumentando a rede de associações disponíveis para serem usadas no seu dia a dia. Por isso, quanto mais coisas você aprende, mais fácil se torna aprender outras mais.

O lado esquerdo do cérebro é responsável pela memorização e realização de atividades automáticas, que já não exigem nenhum esforço criativo. Já o lado direito trabalha quando estimulamos o cérebro a gravar novas informações, o que significa que ele está funcionando a todo vapor enquanto estamos aprendendo um idioma, fazendo aula de dança ou viajando, por exemplo. Experimente, também, brincar de memorizar datas, fatos e nomes sem utilizar agenda ou aparelhos como o celular ou o computador. Essa “brincadeira” exercita a memória, impedindo que ela se deteriore com o tempo.

Como qualquer órgão do corpo, o cérebro precisa ser usado para se manter sempre saudável.

Para você