L-carnitina: auxilia na perda de peso e trata o mal de Alzheimer

Entenda como este suplemento age na diminuição dos triglicerídeos e como pode ser um grande aliado na terapêutica do mal de Alzheimer

Escrito por Tais Romanelli
Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Atualmente muito se fala sobre L-carnitina. Ela é, muitas vezes, associada à perda de peso e à redução de triglicerídeos. Mas pouca gente sabe de fato o que é a carnitina, para quem é indicado o seu consumo, quais benefícios ela pode trazer etc.

A nutricionista funcional Helouse Odebrecht explica que a L-carnitina é um derivado de aminoácido bastante conhecido pelo seu efeito bioquímico de aumentar a passagem de ácidos graxos de cadeia longa para o interior da mitocôndria, facilitando sua oxidação e gerando energia. “Além disso, aumenta a utilização de triglicerídeos para gerar mais energia e controle da dislipidemia (alteração nas gorduras do sangue, como colesterol e triglicerídeos)”, diz.

“Resumindo: a L-carnitina tem se mostrado eficiente para auxiliar a ‘queima’ de gordura existente no sangue (triglicerídeos), gerar energia através dele e, assim, controlar os níveis sanguíneos”, acrescenta a nutricionista.

A carnitina é produzida pelo corpo naturalmente, porém, não em grande quantidade. Por isso, para aumentar suas potencialidades benéficas pode ser recomendada a ingestão de suplementos com a substância.

“A maior fonte de carnitina é a dietética. A L-carnitina também é conhecida como vitamina Bt, entretanto, não é exatamente uma vitamina. Dentro do nosso corpo está presente principalmente no músculo, em especial o cardíaco”, destaca a nutricionista funcional Helouse Odebrecht.

Benefícios da L-carnitina

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

A nutricionista funcional Helouse explica que, por seu potencial no metabolismo de energia, onde consegue levar a gordura presente no sangue para oxidação nas mitocôndrias, a L-carnitina tem sido um suplemento utilizado para:

  • a terapêutica do mal de Alzheimer,
  • a perda de peso,
  • a redução de triglicerídeos, entre outros benefícios.

Indicações da L-carnitina

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

A nutricionista Helouse destaca que os estudos ainda não são 100% conclusivos. Alguns não demonstram sua eficiência com uma parte específica da população e outros, sim. Mas, de forma geral, algumas aplicações clínicas da L-carnitina são:

  • Na geração de energia das células musculares cardíacas, recomendada na doença cardíaca;
  • Como um antioxidante, pelo seu potencial de melhorar o uso de gorduras do sangue para gerar energia;
  • Para hipertensos, a suplementação com L-carnitina mostra-se excelente para o desempenho da musculatura em movimento, com alívio dos sintomas;
  • Em pacientes realizando diálise, a eliminação de carnitina (aproximadamente 80%) gera uma depleção dos músculos por utilização da carnitina muscular para suprir o que foi eliminado. Neste caso, a suplementação de carnitina mantém a capacidade de energia e hipertrofia muscular, redução do cansaço muscular, fadiga central e aumento da sensação de bem-estar, aumentando a qualidade de vida desses pacientes;
  • Em pacientes diabéticos, mostra efeito protetor de problemas neurais, estimulando a regeneração de fibras nervosas.
  • Auxilia também no processo de detoxificação junto com outros ácidos orgânicos.

“Então, destacamos sua ação tanto para indivíduos saudáveis, como para portadores de doenças como cardíaca, neuropatia diabética, problemas neuronais, excelente antioxidante e suporte do fígado no processo de detoxificação”, ressalta a nutricionista funcional Helouse.

L-carnitina x emagrecimento

Mas será que a L-carnitina pode ser útil para quem quer emagrecer? De acordo com a nutricionista Helouse Odebrecht, esta é uma das linhas de estudos e que se mostra benéfica em muitas situações.

“Porém, o processo de emagrecimento envolve vários fatores, vias bioquímicas, estado fisiológico, hábitos etc. Então, a L-carnitina isolada sem outras estratégias de equilíbrio metabólico não tem efeito”, ressalta a profissional.

Onde comprar L-carnitina?

Na galeria abaixo você confere exemplos de lugares onde é possível encontrar a L-carnitina:

L-Carnitina Probiótica por R$51,21 na <a href="http://www.nutrimundo.com.br/detalhes_produto.php?cod_produto=932" target="blank_">Nutri Mundo</a>
L-carnitina Integralmédica por R$66,36 na <a href="http://www.lojadosuplemento.com.br/l-carnitina-liquid-integralmedica-3220-p492" target="blank_">Loja do Suplemento</a>
L-carnitine 4 Fuel por R$69,21 na <a href="http://www.lojadosuplemento.com.br/l-carnitine-4-fuel-tangerina-3719-p39644" target="blank_"> Loja do Suplemento </a>
L-Carnitine Max Titanium por R$66,74 na <a href="http://www.sosuplementos.com.br/l-carnitine-2000-60-capsulas-max-titanium-p1946/" target="blank_">Loja do Suplemento </a>
L-Carnitine Arnold Nutrition por R$118,76 na <a href="http://www.sosuplementos.com.br/l-carnitine-1000mg-473ml-arnold-nutrition-p1783/" target="blank_"> Loja do Suplemento </a>
Carnitine Universal Nutrition por R$139,92 na <a href="http://www.sosuplementos.com.br/carnitine-capsules-60-caps-universal-nutrition-p1843/" target="blank_"> So Suplementos </a>
L-Carnitina Iron Man por R$54,45 na <a href="http://www.sosuplementos.com.br/l-carnitina-iron-man-500ml-new-millen-p2226/" target="blank_"> So Suplementos </a>
L-carnitine Fire por R$29,90 na <a href="http://www.netshoes.com.br/produto/lcarnitine-fire-240-ml--midway-161-8053-509?photo=selected_photo0" target="blank_">Netshoes</a>

Qual deve ser o consumo diário?

As recomendações, explica Helouse Odebrecht, sugerem suplementação diária de 250 a 500mg, dependendo do objetivo e quadro clínico.

Riscos e contraindicações da L-carnitina

A nutricionista Helouse explica que, por ser um suplemento, a recomendação nutricional ou médica deve ser feita para adequações, verificação de riscos e orientação de uso. “Todo nutriente em excesso ou com dosagem inadequada pode representar danos à saúde”, diz. “Porém, a L-carnitina não apresenta problemas específicos relatados na literatura”, acrescenta.

A profissional ressalta que não há relatos de contraindicação, mas superdosagens (acima de 2g) têm sido associadas com náuseas, vômitos e diarreia.

Agora você já conhece os benefícios que a L-carnitina pode oferecer, mas lembre-se: a suplementação só deverá ser feita caso haja recomendação nutricional ou médica. Afinal, qualquer nutriente em excesso ou com dosagem inadequada pode oferecer danos à saúde!

Dicas pela Web