Kefir: um aliado saboroso e amigo da dieta

Substituto do iogurte, o alimento é um probiótico que auxilia na digestão e fornece vitaminas fundamentais para o bom funcionamento do organismo

Escrito por Jenifer Corrêa

Foto: Thinkstock

O que é o que é? Tem cara de iogurte, gosto de iogurte, mas é mais magro e mais saudável do que o iogurte? Não, a resposta não é milagre, mas, sim, o kefir, um alimento de origem turca, cujo consumo é uma tradição que costuma ser passada de geração para geração.

O kefir é ainda pouco conhecido e, por isso, não é encontrado facilmente em qualquer supermercado, mas tem potencial para promover uma grande revolução no mundo das dietas, principalmente por sua flexibilidade de preparo e seu baixo número de calorias.

O médico e nutrólogo Roberto Navarro explica que o kefir consiste em uma colônia de lactobacilos e fungos encontrada na natureza. Acredita-se que, há muitos anos, moradores da região do Cáucaso misturaram-no com o leite e notaram que a mistura talhava (fermentava), transformando-se em um alimento muito parecido com o iogurte que consumimos hoje.

Na verdade, o kefir pode ser misturado com qualquer tipo de líquido. O mais comum é o kefir de leite, originado a partir da mistura com qualquer tipo de leite (vaca, cabra, ovelha, soja, coco ou arroz). Dr. Navarro comenta que uma outra opção que funciona bem e é ainda mais leve é misturá-lo com água e açúcar mascavo. Essa composição é conhecida como kefir de água.

Kefir emagrece mesmo?

Quem já fez regime alguma vez na vida sabe muito bem que não existe milagre para emagrecer. A fórmula básica é antiga e única: fechar a boca e fazer atividade física. Entretanto, o kefir pode ser um grande aliado de uma dieta equilibrada de baixas calorias.

Dr. Navarro explica que 100g do alimento possuem aproximadamente 40kcal. “Basta misturá-lo com produtos que sejam menos calóricos e tenham pouca gordura. Preferir misturar o kefir com leite desnatado, em vez do integral, é uma boa troca. Cada 100ml da mistura tem mais ou menos 90kcal, o mesmo que um copo de iogurte”, acrescenta.

Mas o especialista destaca que um dos principais benefícios do alimento é a recomposição da flora intestinal. “O kefir é um alimento probiótico, formado por vários tipos de lactobacilos e fungos que auxiliam na digestão”. Além disso, outras vantagens nutricionais importantes são:

  • Ótima fonte de proteínas e cálcio. Entre várias outras funções, as proteínas contribuem com a produção de enzimas, hormônios, neurotransmissores e anticorpos, enquanto o cálcio atua principalmente no fortalecimento dos ossos;
  • Rico em vitaminas do complexo B, principalmente B1 e B12, e K. A vitamina B1 contribui com o bom funcionamento do sistema nervoso, enquanto a vitamina B12 atua no combate à anemia. A ingestão do kefir é uma boa alternativa para quem é vegetariano, uma vez que a B12 é mais incidente nas carnes. Já, a vitamina K ajuda na coagulação de sangue.

Como preparar?

O preparo do kefir é fácil, mas demanda alguns cuidados. A proporção da mistura é uma colher de sopa de kefir em grão ou cogumelos para meio litro de leite ou água em temperatura ambiente. Deixe descansar por 24h fora da geladeira e aí é só coar e adoçar a gosto. Os grãos que sobraram podem ser usados para fazer uma nova dose de kefir. Agora, atenção para os cuidados:

  • O kefir multiplica-se mais rápido no calor, mas não o deixe exposto a temperaturas superiores que 40ºC (evite esquentar demais);
  • Se já tiver uma quantidade suficiente de kefir, guarde os grãos-base na geladeira ou até congelador para reaproveitá-los no futuro. Temperaturas baixas inibem a fermentação;
  • Não reserve o kefir em recipientes de metal. Prefira cultivá-lo em garrafas de vidro transparentes, cobertas apenas por um pano de prato;
  • Não é necessário lavar os grãos entre um cultivo e outro, mas se você fizer questão, lave-os apenas uma vez por semana.

Dicas de receitas com kefir

O kefir substitui perfeitamente bem o iogurte em qualquer receita. Assim, é muito comum batê-lo no liquidificador com frutas variadas, como mamão, maçã, banana ou morango, preparando uma vitamina ainda mais saborosa e saudável. Molhos e coalhadas também ficam muito bons quando preparados com kefir.

Uma outra dica bacana é usá-lo no preparo do lassi, uma bebida indiana muito refrescante. É só batê-lo no liquidificador com água, açúcar, gelo e algum aroma, como erva-doce, folhinha de limão, capim santo e menta. Coe e sirva. Para quem quiser experimentar algo diferente, a versão original do lassi é salgada: leva sal no lugar do açúcar e o cominho como aroma. A bebida acompanha bem pratos apimentados por suavizar o teor picante.

Onde encontrar Kefir?

Como não é muito fácil encontrar kefir em lojas, é muito comum a doação do alimento por pessoas que o conservam em casa. Existem alguns grupos nas redes sociais que listam doadores diretamente em seu Estado, além de pessoas que enviam o kefir desidratado pelo Correio, cobrando apenas o custo de postagem.

Dicas pela Web
Comentários