6 grãos integrais que você deveria incluir na sua alimentação

Conheça algumas opções e saiba os diversos benefícios que o consumo desses grãos oferece à saúde

Escrito por Mariana Bueno

Foto: iStock

Incluir grãos integrais na alimentação é importante não só pelos nutrientes, mas também porque melhoram a digestão, auxiliam na perda de peso e ajudam a compor pratos mais variados, além de serem ótimas fontes de fibras e carboidratos complexos.

Por isso o consumo de cereais integrais vem crescendo cada vez mais. Veja seis opções para adicionar à sua dieta e conheça os benefícios de cada um deles para a saúde:

1. Aveia

Foto: iStock

Conhecida como a “rainha dos grãos”, tem alto valor energético e ajuda a regular os níveis de glicose no sangue, o que facilita a sua transformação em fontes de energia, ajudando a melhorar o ritmo metabólico. Também contém muitas fibras, que promovem o controle de colesterol ruim (LDL), digestão e aliviam a ansiedade. Além disso, a aveia é uma fonte importante de vitamina B, necessária para o funcionamento correto dos sistemas nervoso e muscular, e que protegem as células dos efeitos dos radicais livres.

2. Arroz integral

Foto: iStock

O arroz branco é mais comum no supermercado, mas é essencial saber que o arroz de grão integral é a melhor alternativa e oferece 100% das propriedades nutricionais. Os principais benefícios são: boas quantidades de vitaminas B (melhoram as funções do sistema nervoso e do cérebro), fonte de magnésio (importante para diversos processos biológicos do corpo), é fibra natural (melhora a digestão e prolonga a saciedade). Também otimiza a absorção de nutrientes essenciais e é bom para a saúde cardiovascular.

3. Cevada

Foto: iStock

É o quinto grão mais cultivado do mundo. Tem baixas calorias e fornece nutrientes importantes ao organismo. Contém vitaminas B1 e B2, fibras de zinco, magnésio, ajuda a melhorar a digestão, reduz a absorção de lipídios prejudiciais ao intestino e é um dos melhores remédios naturais para triglicerídeos elevados. A cevada também regula o trato intestinal e ajuda na eliminação dos resíduos. Mas seu consumo não é indicado para celíacos ou pessoas com intolerância ao glúten.

Leia também: 10 alternativas saudáveis para matar sua vontade de comer doces

4. Centeio

Foto: iStock

Possui uma grande quantidade de nutrientes, mas é baixo em calorias. Suas fibras ajudam a controlar o colesterol alto, eliminando a acumulação nas artérias, e a melhorar o movimento intestinal, evitando problemas como constipação. Também possui efeito antioxidante, diminui os riscos de distúrbios nervosos, e é recomendado para regular os níveis de açúcar no sangue e reduzir o risco de doenças metabólicas.

5. Milho

Foto: iStock

Alimento tradicional que tem sido usado como fonte de energia graças aos seus carboidratos de absorção lenta. Também é fonte de vitaminas A, B e E. Entre os benefícios estão: protege o sistema nervoso, imune e cardiovascular, ajuda no funcionamento correto do intestino, protege as células contra os efeitos do estresse e melhora o colágeno da pele, diminuindo a aparência dos sinais de envelhecimento precoce.

6. Trigo sarraceno

Foto: iStock

O trigo sarraceno ou trigo mourisco é um alimento seguro para os celíacos ou com intolerância ao glúten, porque não contém essa proteína. Ele é conhecido por ter aminoácidos de alto valor biológico, que ajudam a manter o corpo ativo e os músculos fortes. Além disso, contém minerais como magnésio e ferro, necessários para ter boa saúde no sangue. E tem um índice glicêmico baixo que ajuda a manter os açúcares em um nível estável.

Você consome algum desses grãos? Agora que já conhece todos os benefícios e sabe o quão importante eles são para a saúde e o bom funcionamento do corpo, lembre-se de incluí-los na alimentação diária, combinados a outros alimentos.

Leia também: Adeus constipação: 11 alimentos que soltam o intestino

Assuntos: Alimentação

Dicas pela Web