Feng Shui: como harmonizar as energias da sua casa e melhorar sua vida

Os efeitos do equilíbrio alcançado com a técnica geralmente são sentidos em todos os aspectos da vida dos moradores

Escrito por Tais Romanelli

Foto: iStock

Você já ouviu falar sobre Feng Shui, ciência que estuda os efeitos das energias do ambiente sobre as pessoas? Utilizar algumas de suas técnicas na organização dos móveis e decoração da casa, por exemplo, promete oferecer muitos benefícios aos que ali vivem.

Vale destacar que, embora sua origem seja chinesa, nem todo Feng Shui é chinês. Cristina Ventura, consultora de Feng Shui e autora do site Canto do Feng Shui, explica que existem várias escolas de Feng Shui, mas no Ocidente a mais conhecida é a Escola do Chapéu Negro (de origem Tibetana), que utiliza o Baguá (mapa octogonal) como principal instrumento para localizar as áreas que regem a vida: família, amigos, prosperidade, relacionamentos, saúde, sabedoria, sucesso, criatividade e trabalho.

Mas, para falar do Feng Shui de uma forma geral, ele pode ser resumido como uma mistura de arte, técnica e filosofia para harmonizar os ambientes. “Tem como objetivo melhorar a energia vital que está presente em todos os seres vivos e em nossos ambientes. A prática consiste em identificar os fluxos de energia estagnados ou acelerados do imóvel e aplicar técnicas e curas que fortalecerão a energia do ambiente, trazendo benefícios aos seus ocupantes”, destaca Cristina.

Aline Mendes, arquiteta e Mestre em Feng Shui Tradicional Chinês, autora do site Aline Mendes – Casa Quântica e especialista em Feng Shui do Personare, comenta que, sendo parte do Universo, as pessoas devem estar em harmonia com ele. Neste sentido, o estudo do Feng Shui possibilita a identificação dos padrões energéticos presentes no ambiente para que cada pessoa se posicione corretamente e possa se beneficiar do fluxo de energia.

“Dessa forma, dentro do Feng Shui, trabalhamos com a distribuição do mobiliário, a escolha de cores, materiais e formatos dos ambientes, além de objetos presentes em uma casa e/ou local de trabalho”, acrescenta Aline.

Leia também: Horta em casa: o que plantar, como cultivar e cuidar das hortaliças

Para o que ele serve? Os benefícios do Feng Shui

Foto: iStock

Cristina reforça que a proposta do Feng Shui no ambiente é melhorar as áreas da vida: família, amigos, prosperidade, relacionamentos, saúde, sabedoria, sucesso, criatividade e trabalho. “Muitas vezes ao aplicar o Feng Shui, é perceptível a melhora no ânimo/disposição dos moradores e o surgimento de oportunidades na vida pessoal e profissional, descoberta de talentos, melhoras na saúde e na energia em geral. Mas cada casa é um caso”, destaca.

Para Aline, os efeitos do equilíbrio alcançado com o Feng Shui podem ser sentidos em todos os aspectos da vida:

  • Ajuda a recuperar e manter a saúde física;
  • Atua na saúde emocional e espiritual, harmonizando os relacionamentos;
  • Colabora, também, nos aspectos ligados à prosperidade, propiciando o surgimento de novas oportunidades e aumento de ganhos financeiros;
  • Oferece a chance de se prevenir problemas legais, brigas e até mesmo roubos.

“Depois que as recomendações sugeridas são postas em prática, os efeitos costumam ser notados imediatamente.”, comenta Aline.

Feng Shui nos ambientes: como harmonizar as energias da sua casa

Como colocar o Feng Shui em prática dentro de casa e usufruir dos seus benefícios? Cada caso deve, preferencialmente, ser avaliado e orientado individualmente por um especialista. Mas abaixo você conhece algumas das principais orientações para os diferentes tipos de ambientes:

Na entrada da casa

Foto: iStock

Aline explica que, no Feng Shui, a porta principal é chamada de “boca do qi”. “Qi (ou chi) é a energia vital presente nos ambientes, objetos e seres, fazendo com que compartilhem as mesmas vibrações. A energia que entra pela porta principal será carregada pelas pessoas e pelo ar para todo o imóvel. Ela irá definir o principal potencial deste imóvel para a saúde, prosperidade e relacionamentos”, diz.

Leia também: 20 truques simples de decoração para transformar sua casa

De acordo com a especialista, o hall de entrada deve ser amplo, com espaço para que o qi se acumule e flua suavemente. “A energia não deve ser estagnada nem acelerada demais. As cores devem ser claras e vibrantes, evitando-se cores escuras. Plantas, abajures e tapetes ajudam a criar um ambiente favorável à energia”, destaca.

Espelhos ajudam a dinamizar o fluxo do qi junto à entrada. “Mas eles não devem estar diretamente de frente para a porta, situação em que refletiriam a energia de volta para fora. A posição ideal para um espelho é em alguma parede lateral, perpendicular à porta de entrada”, orienta Aline.

Para Cristina, do lado de fora, é importante que a recepção intencione boas-vindas, o que pode ser conseguido com o uso de uma planta natural ou um enfeite na porta. Pensando na parte interna, é preciso lembrar que ‘a primeira impressão é a que fica’, assim, uma bela imagem, um objeto bonito, um lustre, um cristal multifacetado, flores e/ou plantas podem ser utilizados.

Ainda de acordo com Cristina, um bom hábito a ser adotado é retirar os sapatos logo na entrada, para que a energia e a sujeira da rua e dos afazeres externos não contaminem a energia da casa. Outra ideia, acrescenta, é colocar um cesto vazio logo na entrada para funcionar como um “catalizador” das energias ruins e preocupações.

Sala

Foto: iStock

As salas inspiram a convivência familiar, momentos de alegria e de relaxamento, além de serem o principal ponto onde são recepcionadas as visitas. De acordo com Aline, praticamente qualquer cor pode ser usada neste ambiente, “levando em conta que cores quentes e claras energizam as pessoas e aceleram a energia, enquanto cores frias e mais escuras relaxam e acalmam o fluxo da energia”.

Leia também: 15 plantas para cultivar em casa e melhorar a qualidade do ar que você respira

Sofás e poltronas, de acordo com a arquiteta, devem estar de frente ou de lado para a porta de entrada, nunca de costas para ela. “A posição ideal para o sofá é encostado em uma parede, trazendo conforto e segurança para os moradores, e beneficiando sua saúde e seus relacionamentos”, diz. “Se houver uma janela em frente à porta principal, em linha reta, use um biombo, uma planta ou uma cortina para desviar o fluxo do qi”, acrescenta.

Na sala de jantar, orienta Aline, mesas redondas ou ovais trarão harmonia à família no momento das refeições. “Um jarro com flores frescas sobre a mesa poderá beneficiar os relacionamentos”, diz.

Cristina destaca que incensos ou óleos essenciais em difusores ou aromatizadores em spray podem ser usados neste ambiente e são ótimos para alegrar e remover energias negativas. E além de posicionar sofás, poltronas e cadeiras de frente para a porta de entrada, é importante verificar se há espaços livres para circulação entre os móveis da sala.

Ainda de acordo com Cristina, é interessante ter luminárias, plantas ou mesas nos cantos da sala.

Quarto

Foto: iStock

A cama deve possuir uma cabeceira sólida, encostada em uma parede. “Camas com a cabeceira abaixo de uma janela ou solta no meio do quarto podem trazer problemas de saúde e desarmonia no relacionamento”, orienta Aline.

Leia também: 10 itens essenciais para um quarto mais confortável e funcional

“Para quem quer cuidar do romance, seja na busca de um novo parceiro ou na harmonia de seu relacionamento existente, é importante haver duas mesas de cabeceira, que não precisam ser idênticas, mas de tamanho proporcional. Objetos decorativos e flores aos pares no quarto também favorecem o romance”, acrescenta a arquiteta.

Pessoas agitadas devem preferir os tons frios no quarto de dormir. “Para pessoas tristes ou deprimidas, prefira os tons quentes. Mas tome cuidado com cores muito fortes ou escuras, como laranja, vermelho e azul marinho. Nas paredes, cortinas e armários, prefira sempre os tons suaves, e reserve as cores fortes para pequenos detalhes na decoração”, sugere Aline.

“Preste atenção à primeira imagem que você vê antes de dormir e ao acordar. Ela irá influenciar seu subconsciente e sua energia te acompanhará ao longo de todo o dia. Escolha que tipo de mensagem quer criar para si mesmo”, explica a arquiteta.

Outra dica importante é evitar aparelhos eletrônicos e celulares ligados próximos à cama. “Eles prejudicam seu sono e sua saúde. Mantenha o quarto escuro e tranquilo na hora de dormir. Evite também espelhos refletindo diretamente a cama, pois eles agitam a energia e podem causar insônia”, destaca Aline.

Banheiro

Foto: iStock

“Banheiros tendem a acumular um qi estagnado, sem vida. É um local de perda de energia na casa. Mantenha-os sempre bem iluminados e ventilados. Use cores claras e vibrantes, e evite as cores escuras. Se houver luz natural, mantenha um vaso de plantas, fonte natural de energia vital”, orienta Aline.

É importante ainda que ralos estejam sempre fechados. “Dê preferência aos modelos de metal que podem ser fechados e abertos conforme a necessidade. Se não for possível, posicione uma pedra sobre o ralo, o que irá diminuir o escoamento do qi”, diz Aline.

A tampa do vaso sanitário e a porta do banheiro também devem permanecer fechadas.

Cozinha

Foto: iStock

Cristina destaca que a cozinha representa o coração de uma casa e, por isso, é sempre bom renovar as energias desse ambiente tão acolhedor. Para isso, é essencial mantê-lo em ordem, com uma boa iluminação, com os eletrodomésticos funcionando perfeitamente (caso contrário, devem ser consertados), além de utensílios bonitos e coloridos, flores, frutas e potes com alimentos que ajudam a decorar e ativar a energia da fartura.

A arquiteta Aline orienta usar a cozinha diariamente, nem que seja para esquentar a água para um chá. “Esse é o cômodo responsável pela abundância na família, e sua energia deve ser mantida ativa”, diz.

“Se você usa o fogão com frequência, evite o excesso das cores vermelha e laranja na decoração. Isso geraria uma sobrecarga da energia de Fogo no ambiente, o que pode prejudicar a saúde”, destaca Aline.

Fogão e geladeira não devem estar lado a lado nem exatamente em frente um ao outro. “O confronto das energias yang-ativa e yin-passiva pode gerar desentendimentos. Mas tudo bem se a pia estiver entre os dois, ou a distância entre eles for grande”, explica a arquiteta.

Quadros com mensagens positivas também podem ajudar a trazer entusiasmo e alegria para quem começa ou termina o dia, de acordo com Aline.

Escadas

Foto: iStock

Cristina explica que a escada representa a ligação entre dois níveis, a transição de um lugar para outro. “A energia vital é conduzida de um andar para o outro por meio das escadas, por isso elas devem ter degraus não muito altos e curvas suaves, devem ainda transmitir segurança e estabilidade, ter boa iluminação e espelhos ou quadros que promovam sensação de infinito e amplitude”, diz.

Não se pode também deixar objetos espalhados pelos degraus ou qualquer coisa que obstrua o caminho, destaca Cristina.

Aline explica que, do ponto de vista do Feng Shui, as melhores escadas possuem degraus sólidos e patamares dividindo diferentes lances de degraus. Assim, o qi será carregado com suavidade entre os diferentes andares. “Escadas com degraus vazados comprometem a quantidade de qi que chega ao outro andar, podendo deixá-lo desvitalizado. Escadas em caracol criam um vórtice artificial no fluxo da energia, comprometendo seriamente a integração do qi entre os dois pavimentos”, diz.

Plantas e uma boa iluminação sob a escada ajudam a equilibrar as energias neste local. “Móbiles e esculturas pendentes acima da escada ajudam a estabilizar o fluxo do qi quando este estiver muito acelerado, o que poderia causar acidentes”, acrescenta Aline.

Além disso, explica a arquiteta, o espaço sob a escada pode ser usado como armário. “Mas cuide para que seja organizado e acessado com frequência, e não um canto para acumular coisas inúteis”, orienta.

Áreas externas

Foto: iStock

“Os caminhos de acesso à casa devem ser sinuosos, nunca uma linha reta em frente à porta. O paisagismo deve equilibrar cheios e vazios, isto é, plantas volumosas alternadas com áreas gramadas ou lagos”, orienta Aline.

Nos apartamentos, ainda de acordo com a arquiteta, as varandas devem possuir poucos móveis, não comprometendo a circulação das pessoas nem a energia que entra no imóvel através delas. “Vasos com flores trazem vitalidade e nos conectam à natureza, sendo sempre bem-vindos”, diz.

“Cuidado com os sinos de vento, muito populares entre os fãs do Feng Shui, mas que podem perturbar a energia de todo o imóvel (e até dos vizinhos) em dias de vento forte”, acrescenta Aline.

Nas varandas, destaca Cristina, é interessante ter muitas plantas, móbiles, água e comedouros para pássaros, o que ajuda a criar um clima agradável e atrai boas energias.

Agora você já tem as principais dicas para utilizar o Feng Shui em sua casa, harmonizando os ambientes e trazendo melhorias em vários aspectos da sua vida e da sua família. Para orientações mais personalizadas, procure por um consultor de Feng Shui que, com certeza, poderá te ajudar em todos os detalhes da casa!

Assuntos: Decoração

Dicas pela Web
Comentários