Dicas de Mulher Dicas de Saúde

Fast-food: o que comer e o que evitar nos cardápios

Nutricionista comenta sobre opções de redes disponíveis no Brasil e dá orientações para que você faça as melhores escolhas

em 09/09/2014

Foto: Thinkstock

Atualmente existe uma preocupação crescente com a saúde da população em geral. Em todos os países já se conhece os riscos que a obesidade pode trazer a uma pessoa, independentemente de ela ser uma criança ou um adulto, homem ou mulher.

Neste contexto, diariamente lemos e ouvimos falar sobre a necessidade de seguirmos uma dieta saudável, que vise, não somente o emagrecimento ou a manutenção do peso, mas, sim, uma vida mais segura, longe de doenças provenientes de uma má alimentação.

Em contrapartida, surgem, a cada dia, a uma velocidade incrível, mais e mais fast foods em todo o mundo. E por mais que a maioria das pessoas tenha a preocupação de evitar esse tipo de comida – e se alimentar, sempre que possível, em casa ou, no máximo, em restaurantes que ofereçam comida caseira -, vez ou outra, por pura “tentação” ou mesmo por falta de tempo, algumas delas acabam comendo um lanche ou outro tipo de produto em uma dessas redes.

De acordo com a nutricionista Sabrina Lopes, o ideal é que as pessoas evitem ao máximo o consumo de comidas de fast food ou nunca consumam esses alimentos, em benefício da própria saúde.

“Mas, como a maioria da população não é de ferro e, às vezes, acaba caindo em tentações, é ‘aceitável’ o consumo desses produtos uma ou duas vezes por mês, sem comprometimento da saúde e/ou aumento de peso. Isso se a pessoa tiver, no dia a dia, uma alimentação balanceada e praticar atividade física regularmente”, explica a nutricionista.

Sabrina Lopes acrescenta que o consumo frequente de fast food pode acarretar em aumento de peso, elevadas taxas de triglicérides, colesterol e glicose no sangue, o que pode potencializar o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. “Isso ocorre devido à presença em grande quantidade de sal, gordura e carboidrato e a baixa quantidade de fibras nesses alimentos”, alerta.

De olho nos cardápios dos restaurantes de fast-food

Mas, calma, nem tudo está perdido! Se, uma vez ou outra, você sentir vontade de comer em uma dessas redes de fast food ou ainda, estiver acompanhando alguém que optou por comer nesses locais, a dica é se atentar ao cardápio e buscar escolher uma opção mais saudável.

Abaixo, a nutricionista Sabrina Lopes fala sobre o que é possível comer (sem nenhum ou tanta culpa) e o que é bom evitar nos cardápios de redes de fast food disponíveis no Brasil. Confira:

1. Mc Donald’s

Foto: Reprodução

“Apesar de recentemente o Mc Donald’s ter mudado um pouco o cardápio para começar a oferecer opções um pouco mais saudáveis, ainda não é possível fazer uma refeição 100% saudável, devido à presença de carnes industrializadas ou processadas, molhos e sucos artificiais com alto teor de sódio”, diz a nutricionista.

O que evitar: especialmente, refrigerantes, sobremesas e sanduíches com bacon.

O que consumir: saladas no lugar dos sanduíches e das batatas fritas; água ou suco em vez de refrigerante.

2. Burger King

Foto: Reprodução

“O Burger King segue o mesmo exemplo do Mc Donald’s: possui em seu cardápio opções de saladas, porém, acompanhadas de frango empanado e molhos com sódio. Mesmo assim a salada é a opção um pouco mais saudável encontrada. Os sucos são todos enlatados, o que deixa claro a quantidade de sódio e o processo de industrialização”, diz a nutricionista.

O que evitar: batatas ou onion rings, sanduíches com bacon e outros produtos calóricos, além de refrigerantes e sobremesas.

O que consumir: apenas o sanduíche sem o combo de batatas ou onion rings. E, de preferência, a salada em vez do lanche.

3. Subway

Foto: Reprodução

“Entre os fast foods que servem lanches, o Subway é um dos que pode apresentar uma alimentação mais saudável e de qualidade, mas isso vai depender do consumidor na hora de montar o sanduíche ou escolher a salada”, destaca Sabrina Lopes.

O que evitar: na hora da salada, é bom deixar de lado o picles e a azeitona, porque eles contém alta quantidade de sódio. Fique longe das carnes processadas ou embutidos. Evite ainda combos com cookies e chips e também o refrigerante.

O que consumir: dar preferência aos pães integrais, montando um recheio mais natural possível, sem carnes processadas ou embutidos. O queijo deve ser o prato, que é o menos calórico entre as opções apresentadas. E por fim, use e abuse das ervas e temperos naturais no lugar dos molhos.

4. Bob’s

Foto: Reprodução

“O Bob’s segue a mesma linha do Mc Donald’s e do Burger King, possui no cardápio saladas, porém, com adicional de carnes processadas e molhos com sódio. A opção para amenizar o prejuízo é evitar batatas fritas, refrigerantes, sobremesas e o bacon”, diz a nutricionista Sabrina.

O que evitar: batatas fritas, refrigerantes, sobremesas e bacon.

O que consumir: salada no lugar do sanduíche.

5. Giraffa’s

Foto: Reprodução

“O Giraffa’s possui um cardápio bem flexível que atende a todos os gostos, além de possuir os sanduíches, possui também os pratos e os pratos infantis. Isso de certa forma pode deixar a comida um pouco mais saudável, porque temos como fugir dos sanduíches e porções gordurosas”, destaca Sabrina Lopes.

O que evitar: carnes gordurosas e embutidos. “E fuja das parmegianas e estrogonofes porque, além de não apresentarem saladas, contém creme de leite, queijo ou frituras que são engordativos. Também devemos fugir das porções, sobremesas, milk shakes e hambúrgueres”, diz a nutricionista.

O que consumir: nas opções de pratos, prefira a linha Brasil e Brasileirão, os Grelhados e as Dicas Leves. “Essas quatro opções apresentam uma refeição completa com salada, proteína e carboidratos, porém, fique atento ao tipo de carne que você vai incluir no seu prato”, acrescenta.

6. Habib’s

Foto: Reprodução

“O Habib’s é um fast food de comidas árabes, onde normalmente as pessoas vão procurar esfihas. Nessa hora o ideal é consumir a esfiha mais tradicional possível sem adicionais”, diz Sabrina.

O que evitar: sanduíches, salgados, sobremesas e refrigerantes.

O que consumir: esfihas de espinafre, de frango e de queijo branco. “Porém, o ideal é optar pelos pratos árabes presentes no cardápio ou pelos beirutes”, acrescenta a nutricionista. Outras opções saudáveis são a salada, o filé grelhado com salada e os sucos.

7. Spoleto

Foto: Reprodução

“Na hora de montar seu prato no Spoleto, se você deseja ser saudável, procure pelas saladas acompanhadas pelas carnes. Mas caso não consiga evitar as massas e risotos, procure refogar no azeite, escolher o tamanho pequeno ou médio, evite molhos quatro queijos e branco e ingredientes calóricos”, diz Sabrina Lopes.

O que evitar: bacon, linguiça, queijos amarelos e conservas.

O que consumir: saladas acompanhadas pelas carnes. “As melhores opções de carnes são aquelas que não possuem recheios com queijos”, acrescenta a nutricionista.

8. China in Box

Foto: Reprodução

“A comida chinesa é composta sempre por muitos vegetais, porém, também possui bastante frituras, gorduras e shoyu. Por isso na hora de fazer sua escolha no China in Box, observe bem as preparações”, diz Sabrina.

O que evitar: frituras e as sobremesas. “Na hora de montar sua refeição, o ideal também é escolher apenas um tipo de carboidrato, não misturar um yakissoba com um yakimesshi, por exemplo”, acrescenta a nutricionista.

O que consumir: principalmente os vegetais. “Existem também algumas opções no cardápio que parecem ser balanceadas, como China Bowl e China Mix”, diz Sabrina.

9. Vivenda do Camarão

Foto: Reprodução

“A Vivenda do Camarão é uma ótima opção para comer peixes que são essenciais para a nossa alimentação, porém, na hora de escolher o prato, temos que tomar cuidado com os acompanhamentos escolhidos”, diz a nutricionista Sabrina.

O que evitar: passe longe dos petiscos, frituras, massas, risotos e sobremesas.

O que consumir: para acompanhar os camarões, prefira sempre as saladas e também as preparações sem creme de leite e queijos. “No cardápio também existem opções para escolher somente saladas. Para bebidas escolhas os sucos naturais”, acrescenta a nutricionista.

10. Pizza Hut

Foto: Reprodução

“O cardápio do Pizza Hut oferece saladas e wraps, que são boas opções para quem que se manter um pouco mais saudável”, diz Sabrina Lopes.

O que evitar: fuja dos recheios como bacon, catupiry, cheddar, quatro queijos, bordas recheadas etc., molhos brancos, sobremesas e refrigerantes.

O que consumir: saladas, wraps ou pizzas com recheios menos calóricos.

Com essas orientações fica mais fácil seguir uma dieta saudável, mesmo que, uma vez ou outra, você faça uma breve visita a um fast food. Lembre-se sempre de se atentar ao cardápio e fazer boas escolhas!

Comentários
Dicas relacionadas