12 erros de moda que você deve parar de cometer

Essas lista fala sobre como ser mais fashion e consciente, sem deixar de lado quem você é

Escrito por Beatriz Castells

Foto: iStock

Como todo ser humano, cometemos erros que às vezes são difíceis de perceber. Quando o assunto é moda, falar disso é ainda mais delicado. Não estamos aqui para te dizer o que fazer ou não fazer, já que suas escolhas dizem respeito somente a você.

As mesmas pessoas que erram, devem estar abertas a experimentar novas coisas que possam levar à evolução, já que somos seres em constante crescimento. Pensando nisso, listamos 12 hábitos relacionados a moda que podem estar atrasando nossas vidas. Confira!

1. Fazer compras por impulso

Gif: Reprodução / Giphy

Quem nunca foi ao shopping sem precisar comprar nada e acabou voltando com algumas sacolinhas para a casa? Sabemos que as marcas são experts em nos fazer gastar mais do que podemos e precisamos, elas apostam nos artifícios visuais, cheiros e outros estímulos que nos deixam mais propensos a comprar algo.

Uma das reações mais comuns é o arrependimento antes mesmo de chegar em casa, porque a sensação de bem estar após comprar um produto é momentânea e passa muito rápido. É difícil resistir, mas tente pensar se o que você está prestes a comprar é realmente útil ou é só um produto que vai ficar esquecido em alguma gaveta qualquer.

2. Comprar uma numeração menor esperando que irá emagrecer

Gif: Reprodução / Giphy

Você usa 42, provou uma calça 40 e ela não serviu mas mesmo assim levou pra casa? Esse é um erro muito comum e que pode acabar causando frustração.

Leia também: 7 bons motivos para você desapegar de algumas peças do seu guarda-roupa

Invista em roupas do seu tamanho, que vão servir com facilidade e que te deixarão confortável, sem ficar apertando, e linda do jeito que você é!

3. Não repetir roupa

Gif: Reprodução / Gipgy

Roupa não é descartável (ainda bem!). Nosso planeta já tem muito lixo acumulado e, se as roupas fossem como copos plásticos e guardanapos de papel, esse acúmulo de lixo seria muito maior. O processo produtivo pelo qual uma simples camiseta passa é extremamente detalhado e cada etapa envolvida merece atenção.

Não é vergonha nenhuma repetir roupa! Usar uma peça mais de uma vez é sinal de que você gosta da roupa e que ela veste bem. Só isso, nada mais que isso. E, claro, é normal que um dia nós enjoemos de algo que usamos bastante. Nessa hora, faça com que essa peça chegue a alguém que vá fazer bom uso dela.

4. Só vestir uma cor

Gif: Reprodução / Giphy

É bastante comum encontrar pessoas que usam uma única cor nos looks e, geralmente, essa cor é o bom e velho preto. Ele nunca sai de moda e combina com qualquer coisa. Mas você já deu uma chance a outras cores? Algumas combinações podem ficar incríveis e realçar ainda mais sua beleza.

Se você não está totalmente preparada para abandonar o look preto total, vá colocando pontos de cor aos poucos, como por exemplo uma sapatilha vermelha, uma bolsa azul marinho ou um casaquinho em tons de nude.

Leia também: 10 blogueiras de moda para seguir no Instagram

5. Comprar uma peça só porque está na moda, mesmo não se sentindo bem com ela

Gif: Reprodução / Giphy

Sabe aquela peça que a atriz usou na novela e de repente estava em todas vitrines? Que atire a primeira pedra quem nunca se rendeu à essas tendências que passam voando e quando você menos espera ninguém mais está usando.

Às vezes pode até ser uma tendência que seja mais atemporal e que se repete em várias estações, mas não insista em usá-la se não se sentir bem. O comprimento midi, por exemplo, está super em alta, mas muitas mulheres dizem não gostar. Só tem uma regra que você deve seguir: vista o que te faz bem. Não importa se é um clássico ou se é uma tendência passageira.

6. Deixar de usar algo que “não fica bem no seu corpo”

Gif: Reprodução / Giphy

Quantas vezes você já ouviu alguém falando que as gordinhas não devem usar listras na horizontal? Dizem que elas também não podem usar cropped, não podem usar biquíni e devem dar preferência a roupas mais larguinhas e de tons escuros para esconder as gordurinhas. Outra afirmação frequente é que as baixinhas devem estar sempre de salto porque mulheres altas são mais elegantes. E as altas devem usar rasteiras porque, se usarem salto ficam altas demais.

A verdade é que você deve usar o que você quiser. Se existe uma pessoa no mundo que precisa gostar das suas roupas, essa pessoa é você. Se você é gordinha, adora listras e se sente maravilhosa com uma peça listrada, não tenha medo de usá-la! Se você é “magra demais” e dizem que suas pernas são muito finas, não queira escondê-las. Use e abuse das peças que deixam suas pernocas a mostra, elas são parte de quem você é e isso é motivo de orgulho.

7. Não praticar a lei do desapego

Gif: Reprodução / Giphy

Atenção para essa dica: se você não usa uma peça há mais de 1 ano, está na hora de desapegar. Em 365 dias, você já passou por várias situações. Dias frios, dias quentes, dias chuvosos… Em nenhum desses dias você usou aquela roupa ou calçado que está esquecido lá no fundo do armário? Pode ter certeza que alguém vai usá-lo caso você passe para a frente. As alternativas são muitas, você pode doar, vender, trocar e até mesmo dar outro uso à essa peça.

Leia também: Tá na moda ser você mesma: 5 dicas para descobrir seu estilo

Em tempos de acúmulo de resíduos, não podemos tratar nossas peças de vestuário como lixo. Vamos praticar e incentivar o consumo consciente e deixar entrar uma energia renovada no armário?

8. Comprar várias peças de má qualidade em vez de poucas de qualidade

Foto: Reprodução / Giphy

Pense na cena: aquela loja de departamento com blusinhas por R$ 19,90. Você pega uma na mão, até percebe que a qualidade não é das melhores… E aí automaticamente você pensa “É só R$ 19,90, vou levar!”. Quantas vezes você fez isso? Quantas peças você comprou, usou pouquíssimas vezes e já percebeu vários defeitos?

Se você economizar, poderá comprar uma peça mais cara que terá uma duração muito superior, enquanto aquela blusinha de R$ 19,90 estará “imprópria” para uso depois de duas ou três lavagens. Será que vale a pena se render a produtos de baixa qualidade só porque eles são baratinhos?

9. Não passar suas roupas

Gif: Reprodução / Giphy

Passar roupa pode ser uma tarefa chata e que dá preguiça, mas sair de casa com a roupa toda amassada pode transmitir uma imagem de desleixo. Uma dica interessante é vestir a roupa só quando estiver pronta para sair de casa, assim você evita deitar ou sentar com ela e acabar amassando a peça.

10. Comprar alguma coisa só porque está em promoção

Gif: Reprodução / Giphy

Nossos olhinhos chegam a brilhar quando vemos uma liquidação, não é mesmo? Um truque legal é pensar da seguinte forma: se esse produto não estivesse em promoção, qual seria sua real utilidade para mim? A resposta foi “nenhuma”? Então continue andando pelo seu caminho e poupe alguns reais.

Leia também: 10 tendências que nunca saem de moda

Um exemplo: você tem uma calça preta e está muito satisfeita com ela. Aí você vê outra calça preta na vitrine com 50% de desconto. Tentador, certo? Você vai comprá-la somente por estar com desconto ou porque está realmente precisando? Provavelmente sua resposta foi a primeira opção. Fuja das promoções que só tiram dinheiro do seu bolso e não agregam valor ao seu armário.

11. Usar sapatos maravilhosos mas que acabam com o seu pé

Gif: Reprodução / Giphy

Você anda gastando muito em curativos para os pés? Se sua resposta foi sim, você deve repensar os sapatos que está usando. Precisamos desempenhar diversas funções, a rotina é muito corrida e seus pés, que sustentam todo o seu corpo, não merecem calçados que os maltratem.

Sabia que uma sapatilha ou um tênis podem ter a mesma elegância que um salto alto? E, de quebra, vão te deixar muito mais confortável e de bom humor ao longo do dia. Quer saber como criar looks sofisticados sem salto? Confere aqui!

12. Não ousar por conta da insegurança

Gif: Reprodução / Giphy

Muitas pessoas têm vontade de usar alguma coisa mas acabam deixando esse desejo de lado por insegurança ou por medo do julgamento alheio. Seja um decote mais profundo, um casaco extravagante, uma bolsa supercolorida… Que tal apostar no que você está a fim de vestir? Pode funcionar até mesmo como um exercício para a autoconfiança.

Como já falamos várias vezes aqui, somente você deve decidir o que quer vestir e deve usar o que te faz feliz e te deixa confortável. Se tem medo de ousar, comece devagar e em pouco tempo você estará desfilando por aí com looks que vão atrair todos os olhares.

Agora que você anotou todas essas dicas, é só colocá-las em prática e aproveitar uma vida mais fashion, leve e consciente!

Assuntos: Estilo

Dicas pela Web
Comentários