Dicas de Mulher Dicas de Beleza

Entenda como funciona a aromacologia nos cabelos

Os cabelos reagem involuntariamente aos estímulos do ambiente, de modo que é possível estimular certas reações dos fios através do aroma.

em 31/05/2013

Foto: Thinkstock

O corpo humano é uma máquina ainda muito longe de ser completamente desvendada pela ciência. As chamadas massagens por reflexologia, por exemplo, atuam sobre diversos órgãos e funções do organismo sem que seja necessário tocar diretamente neles. O corpo reage a estímulos de luz, som e até mesmo toque de maneiras nem sempre compreensíveis.

Os cabelos não são diferentes do restante do corpo. Eles também reagem involuntariamente aos estímulos do ambiente no qual se encontram, de modo que é possível estimular ou inibir determinadas reações dos fios.

O que é a aromacologia?

O termo “aromacologia” é relativamente desconhecido, embora seja parente próximo de “aromaterapia”, um pouco mais famoso. A aromacologia é uma ciência que se dedica a estudar os efeitos que os aromas têm sobre a mente humana. Em decorrência desses estudos, criou-se a aromaterapia, que é o tratamento terapêutico feito à base de diferentes aromas, visando obter os mesmos resultados de uma terapia convencional, porém por meio de outro tipo de tratamento.

Se você refletir durante alguns minutos, perceberá que muito da sua memória está relacionada a aromas, mais que a visões ou sons. Quando você sente um determinado cheiro, que foi comum em uma época da sua vida, imediatamente você associa esse aroma àquela fase, de modo que se lembra dela de maneira mais intensa do que se olhasse uma fotografia, por exemplo. O mesmo vale para o perfume de uma determinada pessoa, que sempre será associado involuntariamente à sua imagem, caso você o sinta em outra pessoa.

A aromaterapia se baseia no uso de aromas por defender a tese de que eles podem influenciar o cérebro positiva ou negativamente, de acordo com o tipo de perfume utilizado. O aroma de lavanda, por exemplo, comprovadamente acalma, diminui a ansiedade, melhora o humor e aumenta a qualidade do sono, combate a depressão e até relaxa a musculatura.

Como essa ciência pode melhorar a saúde dos cabelos?

De acordo com estudos recentes, o couro cabeludo é capaz de absorver aromas e, consequentemente, de reagir a eles. Essa descoberta é de extrema importância, principalmente para pessoas que sofrem de males como a dermatite e algumas disfunções do couro cabeludo, que podem ser tratadas por meio dos diferentes aromas.

O que acontece, exatamente, é que a substância é inalada pela pessoa e seus princípios ativos começam a agir diretamente no cérebro. Esse processo permite curar as doenças já citadas e também ajuda a amenizar problemas causados por compulsão, como arrancar e comer cabelos.

Os produtos que você usa nos cabelos diariamente, como xampus, condicionadores e cremes para pentear, já são aromatizados, mas não é com esse tipo de aroma que a aromacologia trabalha. É preciso procurar um profissional da área que seja de sua inteira confiança e, a partir das orientações dele, começar o tratamento. Se você possui problemas respiratórios, também é importante consultar um pneumologista antes de iniciar qualquer tratamento à base de aromas. Isso evitará que você tenha transtornos alérgicos decorrentes do tratamento, por exemplo, e garantirá melhores resultados finais.

Comentários
Dicas relacionadas