É gripe ou resfriado?

Saber as diferenças entre as duas é o primeiro passo para tratar corretamente e evitar complicações, como uma pneumonia

Escrito por
Atualizado em 25.05.20

Por
Atualizado em 25.05.20

Publicidade

Independente da temperatura, se é inverno ou verão, gripe e resfriado andam de mãos dadas e não hesitam em aparecer. O que facilita a disseminação dos vírus que causam essas e outras dessas doenças respiratórias é a aglomeração de pessoas em locais pouco ventilados.

Os sintomas são semelhantes, mas ao contrário do que muita gente pensa, a gripe não é um resfriado mais forte e sim uma doença mais séria que se não receber os cuidados adequados, pode evoluir até virar uma pneumonia.

Não existe um exame específico para detectar se é gripe ou resfriado. Geralmente, os sintomas já deixam clara a gravidade do problema depois de 24 horas.

Portanto, uma dica simples para saber a diferença entre gripe e resfriado é ficar de olho: se você tiver que ficar de cama, é gripe.

Para acabar com as dúvidas a respeito de tais doenças, é preciso entender as diferenças entre uma e outra:

Gripe

Causa: É causada pelo vírus influenza
Duração: Dura sete dias ou mais
Sintomas: Dá mal-estar intenso, dores no corpo, congestão nasal, tosse leve, espirros e febre alta, que pode chegar a 40ºC e durar dois ou três dias

Resfriado

Causa: Pode ser causado por vários tipos de vírus
Duração: Dura cerca de quatro dias ou menos
Sintomas: Provoca sintomas muito mais amenos que os da gripe e que costumam desaparecer sozinhos: dores leves no corpo, tosse, espirros, coriza no nariz, sem febre ou moderada

Como tratar gripe e resfriado

Apesar das diferenças entre gripe e resfriado, a orientação em ambos os casos é repousar, fazer uma alimentação leve, ingerir bastante líquido e não se automedicar. Por mais inofensivo que possa parecer, tomar qualquer medicamento sem orientação médica pode tornar o vírus mais resistente e provocar infecções.

Em caso de gripe, procure um médico para saber qual o analgésico e o antitérmico ideais para amenizar os sintomas. Respeite o período estipulado pelo médico para o uso dos medicamentos, mesmo que os sintomas tenham desaparecido em poucos dias.

Publicidade

Este conteúdo foi útil para você?
SimNão

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.