Dr. Pet dá dicas sobre animais de estimação para crianças de cada idade

Alexandre Rossi, o Dr. Pet, fala como os pais podem ensinar os seus filhos a cuidar dos bichinhos corretamente

Escrito por Ana Carolina Gabriel

Foto: We heart it / Reprodução

Não há nada melhor do que ter um animal de estimação para alegrar a família e principalmente brincar com a criançada. Pesquisas indicam que os bichinhos podem trazer inúmeros benefícios à saúde e ao bem-estar de todos, inclusive aos adultos. Mas como escolher o animalzinho certo para a sua casa e qual é o momento adequado de presentear seu filho com um pet?

Alexandre Rossi, o Dr Pet, especialista em comportamento animal, diz que é preciso primeiramente analisar o tamanho do ambiente e se a família poderá dar toda a atenção que o bichinho merece. “A decisão de ter um bichinho deve ser discutida entre os pais e familiares, de acordo com a rotina e expectativa das pessoas da casa. Uma criança, por mais responsável que seja, não tem maturidade para cuidar sozinha de um animal, por isso a responsabilidade final será sempre dos adultos. Deve-se analisar se, naquele momento, a família está preparada para assumir um animalzinho na família”, comenta.

Crianças de até 5 anos

Para trazer alegria e harmonia à sua casa, o ideal é escolher o animal de estimação adequado para a idade do seu filho. “Por volta dos 5 anos a criança está aprendendo a ter cuidado e empatia pelos bichinhos, mas ainda não consegue manipulá-los com muita delicadeza. Uma boa opção é um porquinho da índia, que não é um animalzinho tão frágil, gosta de interagir e ser manipulado, e ao mesmo tempo não demanda atenção constante”, diz Dr. Pet.

Os pais podem também orientar as crianças a cuidar do bichinho e aprender a ter responsabilidades. “A criança pode brincar com ele e ajudar a cuidar colocando água e comida”, afirma Dr. Pet. Ele ainda alerta para evitar animais muito frágeis. “Evite presentear a criança com hamsters e coelhos, pois esses animais precisam de uma manipulação mais delicada para não morder ou fugir”, diz.

Aos 8 anos de idade

Durante esse período, as crianças já aparentam ser responsáveis e gostam de cuidar de algum animalzinho. “É indicado um pet pequeno e fácil de cuidar, pois a criança começa a ser mais responsável. Mas é interessante começar com um animal que não demande tanta atenção como um gato ou cão. Peixinhos ou gerbils [roedor], por exemplo, são indicados. Os pequenos podem ajudar a limpar, alimentar e interagir com os bichinhos”, recomenda Dr. Pet.

10 anos de idade

Com variedade de raças e tamanhos, os gatinhos e os cachorros podem ser a melhor opção para crianças de 10 anos ou mais. “Com 10 anos de idade, as crianças já demonstram grande interesse por animais e uma maior responsabilidade, portanto é uma boa idade para ter um cão ou gato. É importante também deixar que elas brinquem, escovem, cuidem e levem o animalzinho para passear”, indica Dr. Pet.

Vale lembrar que existem milhões de cachorros que estão em abrigos para serem adotados. Levar seu filho para ajudar a escolher um amiguinho pode ser a melhor solução!

Atenção pais!

Independente da idade e da escolha do animal de estimação, supervisionar as crianças enquanto elas estão próximas do bichinho é essencial para evitar incidentes. Outro cuidado necessário também é orientar os pequenos a tratar os bichinhos com carinho. “É importante passar para as crianças a importância de ser gentil, não puxar ou apertar os pelos e respeitar os limites de cada pet. Explique também ao seu filho que, assim como nós, os animais precisam de água, comida e carinho”, orienta Dr. Pet.

Espelho seu!

As crianças imitam as atitudes dos pais, por isso, é essencial que elas percebam que você também cuida corretamente do animalzinho. “Nossas atitudes e a forma como cuidamos do pet servem de exemplo para as crianças. Quando os pais perceberem que elas estão cuidando corretamente do bichinho, elogiar o pequeno sempre é ótimo incentivo”, finaliza Dr. Pet.

Para você