Bem-estar

Disco menstrual é uma alternativa sustentável para substituir os absorventes descartáveis

Força Mulher

Atualizado em 08.08.22

Da menarca à menopausa, uma pessoa que usa absorventes descartáveis pode gerar cerca de 200 quilos de lixo. Para diminuir o impacto ambiental provocado por todo esse resíduo, o disco menstrual é uma alternativa sustentável. No decorrer da matéria, a ginecologista Dra. Neusa Marli Presa (CRM 11052) esclarece dúvidas frequentes, mitos e verdades, ensina a colocar e higienizar o dispositivo, além de falar sobre os modelos disponíveis no mercado.

Publicidade

O que é disco menstrual?

A ginecologista explica que o disco menstrual é um dispositivo feito de silicone hipoalergênico. Como o nome sugere, ele possui o formato oval, muito parecido com um disco, e geralmente é comercializado em uma coloração transparente. Entre tantos tipos de absorvente disponíveis no mercado, o disco é uma opção sustentável.

Para que serve o disco menstrual?

O disco menstrual serve para coletar o sangue durante a menstruação, evitando incômodos e vazamentos. Segundo a médica, diferentemente dos absorventes internos ou externos descartáveis, o disco não absorve o sangue, apenas coleta, por isso, deve ser esvaziado e higienizado a cada 12 horas, ou antes, se o fluxo for intenso.

Como funciona o disco menstrual

O disco é inserido dentro da vagina, cobrindo o colo do útero, e, nessa posição, coleta o sangue. Os utensílios são comercializados em 4 tamanhos que variam entre 60 mm e 71 mm de diâmetro. Para escolher o dispositivo ideal, é preciso considerar a altura do colo de útero – alto ou baixo. O tamanho também influencia na capacidade de coletar o sangue que vai de 30 ml a 70 ml.

Como usar o disco menstrual

O disco é inserido no canal vaginal. Diferentemente dos coletores menstruais, não é necessário formar um vácuo para alcançar a posição correta, ele se encaixa em volta do colo do útero e, desse modo, coleta o sangue.

Como colocar o disco menstrual

Abaixo, a Dra. Neusa Marli Presa ensina o passo a passo para colocar o disco no canal vaginal corretamente, evitando desconfortos e vazamentos.

  • Lavar as mãos;
  • Relaxar;
  • Pegar o disco e ficar em uma posição confortável: agachada ou com uma perna dobrada em cima do assento do vaso sanitário;
  • Segurar e apertar o disco entre o polegar e o indicador para dobrá-lo ao meio;
  • Inserir o disco no canal vaginal, empurrando-o para trás e, posteriormente, para baixo;
  • Posicionar a borda atrás do osso púbico, usando o dedo indicador;
  • Arrumar a posição: o disco precisa cobrir o colo do útero e não ficar incomodando.

O disco pode permanecer dentro da vagina por 12 horas, mas deve ser trocado antes em caso de fluxo intenso. Para retirar, é preciso inserir o dedo indicador na vagina, alcançar a borda do utensílio e puxar o disco para fora. “Nesse momento, é necessário usar os músculos vaginais para empurrar o objeto”, como se você fosse urinar, especifica a profissional.

Como higienizar o disco menstrual

Segundo a especialista, a higienização do disco é bem simples. Na hora de trocar, deve-se fazer a lavagem do dispositivo com água e sabonete neutro. Não esqueça de enxaguar bem. Já entre um ciclo e o outro, é recomendado esterilizar o utensílio. Geralmente as marcas que comercializam o disco menstrual também vendem cápsulas esterilizadoras que podem ir ao micro-ondas. Aprenda o passo a passo da esterilização:

No micro-ondas

  • Lave o disco com água e sabonete neutro;
  • Coloque-o na cápsula esterilizadora ou em um recipiente de vidro (pois outros materiais podem soltar substâncias indesejadas que prejudicam o corpo e a vida útil do disco);
  • Coloque água no recipiente até cobrir o disco;
  • Ligue o micro-ondas e deixe de 3 a 5 minutos;
  • Com as mãos limpas, retire o disco do micro-ondas, então, deixe-o secar.
  • Após o procedimento, ele está pronto para ser usado ou guardado.

No fogão

  • Lave o disco com água e sabonete neutro;
  • Coloque-o em uma panela esmaltada ou de inox (panelas de outros materiais podem soltar substâncias indesejadas que prejudicam o corpo e a vida útil do disco);
  • Encha a panela com água;
  • Ferva o disco por 5 minutos;
  • Com as mãos higienizadas, retire o disco da panela. Deixe-o secar naturalmente.

A ginecologista informou que “um disco menstrual higienizado e armazenado corretamente tem usabilidade de até 3 anos”. Continue a leitura para esclarecer dúvidas e aprender mais sobre o assunto.

Mitos e verdades sobre o disco menstrual

A Lua em Flor

Publicidade

1. É possível ter relação sexual, com penetração, usando o disco menstrual.

Verdade. O disco fica posicionado na entrada do colo do útero, deixando o canal vaginal livre, diferentemente do coletor menstrual. Por isso, é possível ter relação sexual, com penetração, normalmente, até mesmo sem sentir o dispositivo.

2. É possível engravidar com o disco menstrual.

Verdade. O disco não funciona como método contraceptivo, então, não previne a gravidez.

3. O disco menstrual pode se perder no corpo ou ficar preso na vagina.

Mito. Além de não ser muito extenso, o canal vaginal possui um limite, que vai até o colo do útero. Assim, é fácil alcançar qualquer dispositivo de uso interno, como coletores, absorventes internos e o próprio disco menstrual.

4. O disco menstrual é seguro.

Verdade. O disco é seguro, não causa danos à saúde e pode ser usado por quem já teve filhos ou não.

5. O disco menstrual pode dar cólica.

Mito. A ginecologista explica que o disco fica localizado na vagina e não no útero, assim, não interfere na cólica menstrual.

Publicidade

6. É possível usar disco menstrual e DIU simultaneamente.

Verdade. Como já foi citado, o disco menstrual fica posicionado na entrada do colo do útero. Já o DIU fica posicionado dentro do útero, dessa forma, é possível usar os dois ao mesmo tempo, sem problemas. Porém, deve-se tomar cuidado para não puxar as cordinhas do DIU no momento de retirar o disco menstrual.

7. O material do disco aumenta o risco de alergias.

Mito. O material do disco não aumenta o risco de alergias, visto que ele é hipoalergênico.

Depois de várias informações sobre o que é verdade e o que é mito em relação ao disco menstrual, está na hora conhecer os tipos de disco disponíveis no mercado e as particularidades de cada um. Continue lendo para ficar por dentro!

Qual é o melhor disco menstrual para você?

O mercado oferece várias opções de disco menstrual. Algumas marcas disponibilizam vários tamanhos enquanto outras produzem tamanho único que se adapta a todo tipo de corpo. Abaixo, conheça os produtos mais procurados com resenhas de pessoas que testaram:

Disco Menstrual Korui – $$

O disco menstrual da Korui é um dispositivo feito de silicone medicinal e possui um toque macio. A marca conta com 2 tamanhos – A e B (A para colo de útero alto, e B para colo de útero baixo).

“Depois de colocar o DIU, ele [o disco menstrual da Korui] tem sido meu favorito. É fácil de colocar e tirar. Eu acho mais fácil que o coletor menstrual, pois ele não cria vácuo, então, é bem mais fácil. O disco ultimamente é meu favorito, sim! Amo e acho super prático”. – Anny Teixeira

Disco Menstrual Violeta Cup – $$

O disco menstrual da Violeta Cup é reutilizável e pode ser usado durante o sexo. Ele possui aro duplo que garante proteção contra vazamentos.

“Eu uso há um ano e sou apaixonada! Ele é econômico, sustentável, confortável e possibilita fazer sexo com penetração durante a menstruação”. – Lu Lopes

Publicidade

Disco Menstrual Yuper – $$

O disco da Yuper é 100% reciclável, hipoalergênico e atóxico. A marca conta com 4 tamanhos e é feito de TPE, material de uso médico. Além disso, ele é livre de látex, silicone, borracha, BPA e outras substâncias nocivas que podem causar alergias.

“Simplesmente, MA-RA-VI-LHO-SO! O primeiro dia foi meio difícil por conta da adaptação, acabei tendo microvazamento (só por conta de ter sido a primeira vez de uso). No segundo dia, a colocação já foi bem fácil, pois o disco estava meio programado para a dobra que eu tinha feito no dia anterior e não tive nenhum vazamento! Coloquei o disco pela manhã, quando fui tirar a noite, estava tudo lindo lá dentro e zero vazamentos. Eu estou superapaixonada pelos meus produtos, super-recomendo. Higiene menstrual sustentável é vida demais”. – Brenda Maia

Disco Menstrual Inciclo – $$$

O disco menstrual da Inciclo é feito 100% de silicone hipoalergênico, macio, transparente, sem adição de corantes e é reutilizável por até 3 anos.

“Para quem não se adaptou com o coletor, sempre indico tentar o disco. Troca a cada 12h. Eu amo!” – Dra. Priscila Prebianca

Disco Menstrual Fleurity – $$$

O disco menstrual da Fleurity também é feito 100% de silicone hipoalergênico, é BPA Free e não faz vácuo. O produto é reutilizável e tem duração aproximada de 3 anos. Além disso, permite relações sexuais no período menstrual.

“Para mim, não fez diferença nenhuma, eu usei ele durante todo o período da relação e foi supertranquilo, não senti nada mesmo. Já o meu parceiro disse que sente um “molinho”, porém não incomoda em nada, não machuca e não atrapalha”. – Julia Martins

Não existe um estudo comparativo que aponte qual é a melhor marca de disco menstrual. Por isso, é importante conferir resenhas, conhecer as características do produto e testar para ver como será a sua adaptação. Outra opção sustentável é o absorvente de pano. Além de confortável, ele não precisa ser introduzido na vagina.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.