Dicas para evitar e amenizar a ressaca

Exagerar no consumo de álcool, pode ter consequências graves e desagradáveis, uma delas é a ressaca

Escrito por Daniela Azevedo

Foto: Thinkstock

Em um dia você está lá, se divertindo, dançando, rindo e bebendo com os amigos, mas no dia seguinte, não tem ninguém que possa dividir com você os incômodos causados pela ressaca. Além da dor de cabeça insuportável, ainda tem enjoos, tonturas, calafrios, sede, sensibilidade à luz, um gosto ruim na boca e uma indisposição que parece não ter fim. Se você já passou por isso, sabe bem do que estamos falando, mas se nunca passou, é bom nem querer descobrir.

A ressaca é fruto de um conjunto de sintomas da intoxicação que ocorre quando você consome álcool em excesso. Para absorver todo o álcool ingerido, o organismo tem que fazer um enorme esforço, e tal esforço sobrecarrega todos os órgãos envolvidos no processo, sendo que o fígado é o mais afetado.

O fígado tem a função de produzir as enzimas que absorvem o etanol, mas quando o consumo do álcool é interrompido, ele leva um tempo para assimilar e enquanto isso não ocorre, entra em um processo parecido com o de uma abstinência, desestabilizando todo o organimo e o sistema nervoso, gerando os sintomas citados no início.

Para ajudar você a evitar a ressaca, ou combatê-la quando exagerar e beber demais, selecionamos 9 dicas úteis.

1 – Não exagere

A primeira e infalível dica para quem não quer ter ressaca é justamente não beber em execsso, pois além da ressaca, a bebida é responsável por muitos acidentes, brigas e também pode contribuir com o aumento de peso, diabetes, gastrite, úlcera, hepatite e lesões cerebrais.

2 – Não misture

Cada bebida alcoólica é feita com ingredientes e métodos diferentes que funcionam bem sozinhas, como os destilados e fermentados. Ao misturar determinada bebida com outras diferentes, você pode potencializar os efeitos nocivos e fazer com o que o corpo rejeite a mistura.

3 – Alimente-se antes e durante o consumo de álcool

Quando se bebe de estômago vazio, o organismo absorve o álcool mais rapidamente, fazendo com que as pessoas fiquem bêbadas mais rapidamente. Alimentando-se tanto antes, quanto durante a bebida, o álcool demora mais tempo para entrar na corrente sanguínea e o cérebro. Alimentos ricos em amido, vegetais e com glicose ajudam a retardar a absorção do etanol pelo organismo.

4 – Hidrate-se

Beber água durante e após a ingestão de bebida alcoólica ajuda a diluir o álcool e liberá-lo mais rapidamente. Como o álcool é diurético, ele aumenta a quantidade de urina produzida pelo organismo e a água ajuda o organismo a metabolizar o álcool mais rapidamente eliminando seus resíduos tóxicos atavés da urina. Intercale a ingestão de álcool com água ou outras bebidas não alcoólicas para evitar desidratação e transtornos no dia seguinte.

5 – Evite a cafeína

Ao contrário do que muita gente imagina, tomar um cafezinho amargo para diminuir a dor de cabeça nem sempre funciona no caso de ressaca. A cafeína estimula o sistema nervoso, o que pode piorar a dor de cabeça, além de possuir propriedades diuréticas que ajudam a desidratar o organismo.

6 – Coma alimentos leves

Colabore com o seu organismo consumindo alimentos de mais fácil digestão, já que ele acaba de ser sobrecarregado com a grande ingestão de álcool. Dê preferência a alimentos ricos em carboidratos, proteínas magras, frutas, vegetais e muito líquido, alimentos que fornecem energia para o fígado processar e eliminar as toxinas e o excesso de álcool. Fuja das frituras, molhos, queijos amarelos e gorduras que sobrecarregam o sistema digestivo.

7 – Escolha bebidas de qualidade

Se você não tiver confiança total na procedência da bebida, talvez seja melhor nem beber. O mercado está cheio de bebidas falsificadas que prometem o mesmo sabor, mas que por serem feitas com produtos de baixa qualidade detonam o organismo com mais facilidade.

8 – Cuidado com os remédios

Existem remédios que ajudam minimizar os danos causados pelo álcool, mas cada um deles age em um ponto específico da dor, o que leva algumas pessoas a tomarem diferentes remédios para combater os diferentes sintomas, como analgésicos, antiácidos e outros. Portanto é melhor tomar cuidado, pois o excesso de remédios além de ser perigoso, pode sobracarregar o fígado.

9 – Descanse

Se a ressaca te pegou, o jeito é enfrentá-la pacificamente. Permaneça o maior tempo possível na cama, longe da luz dando ao seu corpo tudo aquilo que ele precisa depois de tanta agitação: repouso.

Cada pessoa precisa conhecer o seu próprio limite para enfim conseguir beber com moderação. Além de mais elegante, isso evita não só a ressaca, mas uma série de outros transtornos, vexames e até confusões. E lembre-se sempre: se beber, não dirija.

Dicas pela Web
Comentários