6 dicas de decoração para quem tem pet em casa

Veja dicas valiosas para garantir que seu bichinho fique feliz e seguro, e sua casa intacta (ou quase)

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

Quem tem um bichinho de estimação sabe: eles são membros da família e, tal como os bebês, fazem com que seja necessário tomar certos cuidados com a decoração da casa.

Os pets são seres cheios de amor e fofura, capazes de nos arrancar um sorriso mesmo nos dias mais estressantes. Porém, como seres vivos com vontades e necessidades, eles precisam de vários cuidados.

Além de fornecer uma alimentação adequada, dar vacinas e levá-los periodicamente a consultas com o médico veterinário, você precisa garantir que seu animalzinho terá um espaço próprio que seja seguro, resistente e de limpeza fácil.

Isso não significa, porém, que toda a casa será transformada em um canil ou em um gatil – a não ser que você queira, é claro. Confira nossas dicas de decoração para quem quer manter a casa com estilo ao mesmo tempo em que proporciona um lugarzinho aconchegante para os amiguinhos peludos.

1. Esqueça os tapetes caríssimos

Foto: iStock

Os tapetes apresentam uma vantagem em relação ao carpet: é muito mais simples tirá-los do ambiente para promover uma limpeza adequada, removendo pelos e odores.

Leia também: 15 coisas que só quem ama cachorros entende

Para ser ainda mais prática, é melhor dispensar os tapetes caríssimos, pois eles provavelmente serão alvo de patinhas com unhas afiadas e necessidades fisiológicas nos primeiros dias, ou pelo menos durante a adaptação do seu bichinho.

Escolha uma versão mais barata para sofrer menos a cada novo fio puxado, dando preferência aos tapetes sintéticos ou de sisal. Caso você tenha um tapete que valha uma fortuna, experimente utilizá-lo como decoração de parede ou garanta que ele esteja em um cômodo inacessível para o seu pet.

2. Dê preferência a pisos resistentes

Foto: iStock

Pisos laminados, de pedra ou cerâmica são mais fáceis de limpar e manter do que um revestimento de carpet. Além disso, esses materiais são mais frescos em dias quentes, proporcionando um alívio para os nossos amigos peludos que sofrem com o calor.

Só tome cuidado para não optar por pisos de materiais muito escorregadios, que dificultam a locomoção dos pets mais idosos e podem causar acidentes. Se esse for o caso na sua casa, tapetes antiderrapantes podem facilitar a vida do seu amiguinho.

3. Proteja os itens frágeis

Foto: iStock

Aquele vaso herdado da sua bisavó precisa estar muito bem protegido, assim como a coleção de cristais e porcelanas que você trouxe de suas viagens. Afinal, se seu cão ficar feliz e movimentar a cauda ou se seu gatinho curioso resolver inspecionar o objeto, é possível que seus objetos se transformem em cacos.

Leia também: 40 truques de limpeza para quem odeia perder tempo limpando

Para poder exibir seus itens decorativos sem medo, a dica é deixá-los em armários fechados com portas de vidro resistente, à prova de pets mais eufóricos.

4. Escolha a tinta correta

Foto: iStock

Seu bichinho acabou de voltar da rua e foi esfregar as patinhas na parede? Saiba que o estrago será muito menor caso você utilize tinta acetinada, que é bem mais fácil de limpar e resistente a manchas.

5. Reforce o tecido do sofá

Foto: iStock

É uma delícia ter a companhia do seu animalzinho para assistir à sua série preferida no sofá, não é mesmo? O que não é tão legal assim é ter que lidar com pelos e manchas pela sala inteira.

Por isso, procure escolher tecidos lisos e resistentes, que facilitem a retirada dos pelos e a limpeza. Algumas boas dicas são lona, vinil, brim, chenile e sarja.

Porém, se o orçamento não está permitindo que você troque o forro do sofá agora, uma ideia mais em conta é mandar fazer uma capa resistente a patinhas e manchas. Em caso de acidente, é só colocar para lavar.

Leia também: 54 mitos e verdades sobre animais de estimação

6. Ofereça um espaço divertido para o seu pet

Foto: Reprodução/Hide The LitterBox

Os animais de estimação são como crianças: eles gostam de brincar e precisam de estímulos para se desenvolver. Especialmente no caso dos gatos, que são aventureiros e curiosos, é necessário proporcionar um espaço com desafios para que eles não fiquem entediados.

A dica é procurar integrar móveis especiais para os felinos, como torres e escadas, com o estilo da sua decoração, adaptando a casa para todas as espécies que fazem parte da família.

Você tem bichinhos de estimação na sua casa? Como foi a adaptação dos ambientes quando ele chegou? Conte para a gente se você já viveu algum acidente doméstico causado pelo seu amiguinho de quatro patas.

Assuntos: Decoração

Dicas pela Web
Comentários