Descubra o que cada tipo de sapato pode causar nos seus pés

As sapatilhas, por exemplo, normalmente têm soladas com pouco poder de absorção, podendo transmitir carga elevada ao pé

Escrito por Tais Romanelli

Foto: Thinkstock

As mulheres têm a fama de serem loucas por sapatos. A maioria delas, inclusive, faz questão de ter vários pares diferentes para as mais variadas ocasiões: saltos para baladas e eventos especiais; rasteirinha e sapatilha para o dia a dia; plataforma e scarpin para sair, entre outros tipos de calçados.

Mas, é interessante se atentar ao fato de que alguns modelos de sapato, se usados de forma excessiva, por longos períodos, podem causar problemas – que vão além de um simples desconforto – aos pés das mulheres.

Confira abaixo quais são esses problemas e lembre-se que, na hora da compra de um sapato, a questão estética deve ser colocada em segundo lugar, pois, o fundamental mesmo é que o calçado proporcione conforto.

1. Salto alto e fino

Não há como negar: os saltos altos e finos são lindos e fazem muito sucesso entre as mulheres. Eles são comumente vistos em sandálias, especialmente nas mais sociais – ideias para eventos chiques – e deixam qualquer mulher superelegante.

Foto: Thinkstock

Mas, vale destacar que eles não devem ser usados por um longo período de tempo. Mauricio de Moraes, ortopedista do Hospital Leforte, explica que, se usados com muita frequência, sandálias e outros sapatos com salto alto e fino podem causar problemas aos pés da mulher. “Isso porque o salto transmite carga maior para pontos isolados, não distribuindo pelo pé todo, como seria o normal”, diz.

Além disso, caso a mulher não seja muito acostumada com saltos altos e finos, é bastante perigoso ela torcer o pé e até cair com esse tipo de sapato.

Por isso, fica a dica: utilize salto alto e fino somente em ocasiões especiais e, na hora da compra, não leve em conta só a questão estética, lembre-se de optar por um modelo de sandália que faça você se sentir bem.

2. Sandália/sapato plataforma

Foto: Thinkstock

Diferentemente das sandálias de salto alto, a plataforma é vista pela maioria das mulheres como uma opção confortável. Mas, ainda assim, se usada por muito tempo e com frequência, ela pode causar alguns problema aos pés da mulher.

“Isso depende muito do tamanho do salto… Maiores do que cinco centímetros, por exemplo, já alteram a distribuição de carga”, destaca o ortopedista Mauricio de Moraes.

Além disso, caso a plataforma seja muito alta, a mulher corre o risco de, após um passo em falso, torcer o tornozelo. Por isso, por mais que seja confortável, esse tipo de salto também exige cuidados!

3. Tamancos

Foto: Thinkstock

O ortopedista Mauricio de Moraes explica que, assim como no caso da plataforma, dependendo da altura do salto e, também, do solado absorver (ou não) impacto, o tamanco pode causar alguns problemas aos pés da mulher, por alterar a distribuição de carga.

Nesse tipo de sapato, geralmente, a mulher acaba concentrando toda a carga para os dedos dos pés. Por isso, apesar de ser superprático, ficar por muito tempo com um par de tamancos pode não ser a melhor ideia!

4. Sapatilhas

Foto: Thinkstock

As sapatilhas são bastante usadas pelas mulheres e vistas pela maioria delas como um sapato extremamente confortável.

Porém, o ortopedista Mauricio de Moraes alerta que, apesar de confortáveis, “normalmente as sapatilhas têm soladas com pouco poder de absorção, podendo transmitir carga elevada ao pé, causando dor”.

Muitas mulheres sentem ainda que seus pés ficam extremamente “apertados” dentro de uma sapatilha, o que pode causar bolhas e problemas nas unhas.

Ou seja, é tudo uma questão de opinião! Se for adepta das sapatilhas, opte por modelos que realmente fiquem confortáveis no seu pé e, ainda assim, não exagere no uso.

5. Rasteirinha

Foto: Thinkstock

A “rasteirinha” também é bastante usada pelas mulheres, especialmente pelo fato de ser um sapato totalmente sem salto. É, também, uma ótima pedida para o verão.

Porém, neste caso também é importante dar atenção ao tipo de solado da sandália rasteirinha. Isso porque, se tiver pouco poder de absorção, provavelmente causará dores nos pés.

“Sugiro dar preferência para as rasteirinhas com solado de borracha ou similar, que têm maior poder de absorção de impacto”, destaca o ortopedista Mauricio de Moraes.

6. Tênis

Foto: Thinkstock

Muitas mulheres utilizam os tênis não só para atividades físicas, mas em ocasiões nas quais buscam mais conforto. De acordo com Mauricio de Moraes, esse tipo de calçado é sempre uma boa opção.

Na hora de comprar, a mulher deve escolher o tênis pelo formato, tipo de solado, informações do fabricante para a sua utilização, e não apenas levando em consideração a questão estética – que é importante, mas não primordial”, diz.

Vale frisar que o tênis deve ser comprado para determinada finalidade. Atualmente existem modelos próprios para caminhada, por exemplo, para a prática de corrida e para uso comum.

Mauricio de Moraes explica que praticar atividades físicas com um tênis não apropriado para isso, por exemplo, promove aumento do impacto e pode gerar lesões dos mais variados graus. É preciso escolher com atenção!

Agora você já conhece alguns problemas que determinado tipo de calçado pode causar nos seus pés. Mas, claro, essas informações não são motivo para desespero!

Você pode, sim, em ocasiões especiais usar um salto alto e fino; não precisa abrir mão da sua plataforma predileta e nem da sapatilha que usa para trabalhar… A proposta, porém, é não exagerar no uso de nenhum desses sapatos (ou seja, não ficar com eles por longos períodos) e, sobretudo, se atentar à qualidade do modelo escolhido, levando em conta sempre o conforto que ele proporciona.

Assuntos: Calçados, Sapatos

Dicas pela Web