5 benefícios do crudivorismo que você não imaginava que existissem

Escrito por
Em 09.11.21

iStock

Por                                
Em 09.11.21

O crudivorismo, também conhecido como “raw food” ou “comida viva” é um conceito alimentar que dá prioridade aos alimentos crus e naturais. Para entender como funciona a dieta, confira a explicação do doutor Marcelo Cássio de Souza (CRM: 86760), nutrólogo do Hospital Moriah:

Publicidade

Índice do conteúdo:

O que é crudivorismo

Segundo Marcelo, “crudivorismo é um tipo de alimentação vegetariana ‘viva’ (em inglês Raw Food), um conceito que prioriza os alimentos de forma crua e da maneira mais natural possível”.

Como funciona o crudivorismo

“São utilizados alimentos orgânicos, e, quando necessitam de preparo, este nunca pode ultrapassar a temperatura de 45ºC a 50ºC”, explicou o nutrólogo. Ele complementou dizendo que as enzimas dos alimentos permanecem intactas, resultando na melhora da digestão.

Benefícios do crudivorismo

iStock

O doutor Marcelo também falou sobre os benefícios de seguir uma dieta crudívora. Confira alguns deles:

Melhora o fortalecimento do sistema imunológico

“Como as vitaminas e as proteínas são mais bem preservadas, o corpo é beneficiado com isso, observando revitalização e melhora do sistema imune”, explicou Marcelo.

Detox natural do corpo

Segundo o nutrólogo, ocorre uma “queda importante em substâncias tóxicas e melhora na eliminação do fígado e corpo, deixando-o desintoxicado”.

Perda de peso

“Como a maioria das enzimas dos alimentos permanece intacta, a digestão é facilitada, o que contribui para o aumento da satisfação e consequente perda de peso”, citou Marcelo.

Redução do risco de doenças cardiovasculares

“Por conter menos gorduras trans e gorduras saturadas, associada ao baixo teor de sódio e açúcar, e ser rica em magnésio e potássio, folato, fibras, vitamina A e antioxidantes.”. Explicou o nutrólogo.

Publicidade

Melhora do sistema digestivo

O doutor Marcelo mencionou que é observada uma melhora do sistema digestivo como um todo. Isso porque “os alimentos crus são ricos em água, nutrientes e fibras, conseguindo satisfazer as necessidades do corpo”.

Você imaginava que o crudivorismo tivesse todos esses benefícios? Continue a leitura para saber quais são os riscos dessa dieta e vídeos que podem te ajudar a segui-la.

Riscos do crudivorismo

iStock

  • Deficiência nutricional: o nutrólogo comentou que há mais risco de lidar com a deficiência de “Vitamina B12, Ferro, Zinco e Omega-3.”
  • Níveis elevados de homocisteína: “aminoácido associado a doenças como hipertensão arterial, infarto e acidente vascular cerebral.” Explicou Marcelo.
  • Queda do colesterol HDL (colesterol bom): “devido à deficiência de Vitamina B12, é possível lidar com a queda do colesterol bom, o que pode ser prejudicial para a saúde.” Citou o nutrólogo.
  • Deficiência de aminoácidos: segundo Marcelo, “a alimentação crudívora pode resultar na deficiência de aminoácidos como a Lisina, essencial na construção de proteínas no organismo.”

O nutrólogo também citou as contraindicações. A dieta não é recomendada para pessoas com altas necessidades proteicas, diverticulites, gastrites e úlceras. Crianças, gestantes e idosos devem ter atenção em relação à Vitamina B12, D, ferro e cálcio.

Saiba mais sobre crudivorismo

O doutor Marcelo indica que para se iniciar no crudivorismo “o ideal é começar com 50% de alimentos crus e ir aumentando aos poucos, além de manter uma grande variedade de alimentos.” Veja agora alguns vídeos que também podem te ajudar a seguir a dieta:

3 erros comuns no começo do crudivorismo

Uma explicação com três erros comuns na transição da alimentação tradicional para o crudivorismo com dicas de como evitá-los.

Como iniciar uma alimentação crudívora

São várias dicas para iniciar no crudivorismo e diminuir, aos poucos, os alimentos cozidos. Ressalta a importância de diversificar a alimentação e ter acompanhamento profissional.

Receitas crudívoras

Publicidade

A YouTuber dá dicas do que comer em um dia de alimentação crudívora, apostando principalmente em frutas, grãos e verduras.

Como você pode ver, o crudivorismo tem benefícios, mas exige cuidado durante a transição de uma dieta normal para a dieta de “comida viva”. Agora, que tal conferir também a matéria sobre veganismo?

Este conteúdo foi útil para você?
SimNão