Como ter uma relação amigável com seu chefe

Saber aceitar as críticas e mostrar também seus pontos de vista são comportamentos essenciais para um ambiente de trabalho saudável

Escrito por Ana Carolina Gabriel

Foto: Thinkstock

Em todo ambiente de trabalho, há pessoas com quem você se identifica melhor e conquista uma maior proximidade, como também aquelas com quem há maior distanciamento. O mesmo acontece com os chefes. Normalmente, são pessoas de personalidade forte e peças essenciais para o bom andamento de uma equipe. E aprender a conviver com eles é primordial para alcançar seus objetos e garantir sucesso profissional.

O fato é que se os funcionários são motivados, consequentemente há chefes realizados e um ambiente de trabalho saudável e recompensador. Mas para isso, é preciso saber lidar e ter uma relação amigável com os seus superiores.

Calma e respeito são bases de um bom relacionamento.

“É preciso que haja respeito em ambas as partes. Não é porque ele é seu chefe que você concordará com tudo. Se discordar de algo, mostre o porquê e ofereça argumentos à eles. Empregados que mostram iniciativa são muito bem vindos em qualquer ambiente de trabalho. Mas é importante ressaltar que não adianta em nada não concordar com alguma coisa e não explicar seus pontos de vista profissionais e de forma respeitosa”, comenta a gerente de recursos humanos, Cristina Souza.

Receba as críticas de seus superiores de forma construtiva. Eles devem ser os profissionais que apontam os erros e reconhecem também os acertos. “Toda crítica é muito bem vinda. Comece a perceber que elas te ensinarão algo em que talvez você realmente foi falho. Caso você esteja com a razão, ouça o que seu chefe tem a dizer, mas coloque também seus pontos de vista. Compete à você e à ele serem profissionais e visarem o melhor para a empresa e para uma maior produtividade”, diz Cristina.

Não dê motivos para que ele implique com você. “Normalmente há muita queixa dos funcionários quanto ao comportamento do chefe. Mas é preciso que os empregados cumpram corretamente seu papel. Chegar no horário, realizar seu trabalho da melhor forma possível, buscar soluções para os problemas que surgem. Dessa forma, com certeza, o empregador te respeitará e verá muito profissionalismo em cada um”, sugere a gerente.

Fale apenas quando for necessário e não todos os momentos. “Saber falar quando é preciso é uma ótima qualidade. Tem colaboradores que em todas as reuniões mostram os seus pontos de vista e não querem ouvir os dos demais. Não dar palpites em tudo é também uma qualidade”, comenta Cristina.

Cumpra seus prazos corretamente. “A falta de pontualidade também é um fator que deixa o ambiente de trabalho desequilibrado. Se você deixa de cumprir o combinado, pode atrapalhar o trabalho dos demais e comprometer todo o projeto”, ressalta a gerente.

Fuja das fofocas e seja discreto sempre. “Se envolver nas chamadas ‘picuinhas’ não leva a nada. Às vezes, essas fofocas são sem base e acabam virando um telefone sem fio. Seja amigo de todos e não se envolva nesses grupinhos”, ressalta Cristina.

Tenha discrição também na maneira de se vestir. Existem profissões que são mais descontraídas e que não exigem trajes sociais. Mas é preciso ter bom senso e evitar roupas muito curtas e agarradas. “Em hipótese nenhuma a mulher deve usar roupas muito coladas, com decotes ou de barriga de fora. A forma como você se veste é seu cartão de visita. Elegância e bom gosto são essenciais”, recomenda a gerente.

Exagerar no perfume também pode incomodar seu chefe e seus colegas de trabalho. “Suavidade e equilíbrio são bases essenciais em um ambiente. Nada impede da mulher passar seu perfume, claro. Mas é preciso que ela saiba a quantidade ideal”, conclui Cristina.

Seguindo essas recomendações, você estará fazendo a sua parte no que diz respeito ao ambiente de trabalho harmonioso. Vale ressaltar que isso não garante que problemas nunca existirão, mas abre portas para que o caminho profissional que você percorre na empresa seja mais ameno e que “probleminhas” não se tornem “problemões” devido à um relacionamento ruim com os superiores.

Para você