Como ter uma boa noite de sono durante a gravidez

Alguns passos simples podem melhorar a qualidade e a quantidade de sono da gestante

Escrito por Carolina Werneck

Foto: Thinkstock

Os problemas com o sono durante a gestação são absolutamente normais. Grande parte das gestantes terão algum tipo de transtorno nesse setor. No início, o problema é o sono excessivo que ataca durante o dia, impossibilitando (ou quase) a realização das tarefas diárias, como trabalhar adequadamente, por exemplo. Na sequência, entretanto, o sono que atrapalhava as coisas durante o dia simplesmente desaparece durante a noite, o que faz com que as futuras mamães se virem de um lado para o outro indefinidamente.

Todos esses desequilíbrios tão típicos do período gestacional ocorrem devido às alterações hormonais sofridas pelo corpo feminino nessa época, uma relação que a ciência ainda está tentando decifrar por completo. Mas não é necessário passar por esse calvário. Preparamos uma lista com seis dicas para alcançar o tão desejado descanso noturno.

Aprenda a gerenciar as luzes

As luzes têm influência sobre a qualidade do sono porque sua incidência durante a noite diminui os níveis de melatonina, que é a substância responsável pela sonolência. Luzes provenientes de aparelhos eletrônicos, principalmente aquelas em tons azuis, confundem ainda mais o organismo.

Para driblar o problema, comece instalando venezianas escuras ou black-outs nas janelas, além de uma luz noturna no corredor ou no banheiro.

Essa última medida evitará a necessidade de acender as luzes normais desses ambientes quando você precisar urinar durante a noite (o que também é muito comum na gravidez). Depois, habitue-se a ir diminuindo gradativamente a quantidade de luz conforme a hora de dormir se aproxima, e evite a todo custo usar o computador ou o celular quando estiver insone.

As luzes desses aparelhos, juntamente com as informações por eles fornecidas contribuirão para que você continue em estado de alerta. Se sentir necessidade de sair do quarto, pegue um livro e vá para a sala: mesmo não sendo o ideal, ao menos não haverá luzes eletrônicas no seu campo de visão.

Cuidado com as “sonecas”

Gestantes sentem bastante sono durante o dia, principalmente se não estão dormindo bem à noite. Portanto, é normal que queiram tirar um cochilo no meio da manhã ou da tarde, até mesmo para que o corpo consiga descansar um pouco. Tome cuidado, porém, com a duração da soneca: 20 minutos no meio da tarde são o suficiente. Evite, também, dormir no fim da tarde ou começo da noite, para não interferir no seu sono noturno.

Prefira alimentos leves

Procure se hidratar ao longo do dia, tomando bastante água. No entanto, conforme a hora de dormir se aproxima, diminua a quantidade ingerida para evitar as idas ao banheiro muito frequentes. Dê preferência a alimentos leves, principalmente à noite, para manter seu coração trabalhando em ritmo normal e diminuir as chances de um mal-estar, por exemplo.

Invista em travesseiros

Mesmo para quem não é gestante, os travesseiros podem fazer maravilhas pelo sono. Mantenha vários por perto. Coloque um entre os joelhos, outro de modo a sustentar suas costas, abrace um terceiro, enfim: arrume-os até encontrar uma posição confortável para dormir.

Refresque-se

Nos dias quentes, dormir pode se tornar uma tarefa ainda mais complicada. Use roupas frescas, use ventiladores ou circuladores de ar (de preferência voltados para a parede e não diretamente para você) e mantenha um copo de água fresca perto da cama.

Trabalhe em equipe

Seu parceiro também se incomoda com o fato de você não conseguir dormir direito. Mais que isso, ele pode te atrapalhar quando se mexe durante a noite. Conversem e cheguem a um acordo sobre, por exemplo, irem dormir mais cedo ou dormirem em quartos separados durante a gestação. Algumas mulheres só conseguem descansar dessa forma.

Dormir bem é fundamental para sua saúde e a do bebê. Assegure-se de que está fazendo o possível para que ambos se mantenham bem, neste sentido.

Assuntos: Gravidez

Para você