Dicas de Mulher Dicas de Comportamento

Como ter mais amigos na vida adulta?

Confira dicas importantes para conhecer novas pessoas e conquistar amizades duradouras

em 27/03/2014

Foto: Thinkstock

“Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos”. O trecho do poema de Vinicius de Moraes reforça bem a importância da amizade. Porém, é fato que nem todas as pessoas têm o círculo de amizades que gostariam de ter…

Muita gente gostaria de ser, por exemplo, mais popular na escola ou faculdade ou ainda, se relacionar melhor com os colegas de trabalho. Algumas pessoas sentem falta de companhias para sair e viajar; outros, ainda, desejam mais amigos de confiança com os quais possam conversar sobre tudo.

Quando existe a dificuldade em ter amigos

A verdade é que existem mesmo pessoas que têm mais dificuldades para fazer novos amigos e até para manter uma amizade realmente duradoura. A maioria delas desconhece ainda quais são os reais motivos que geram essa dificuldade na hora de se relacionar com os outros.

Marianna Protázio Romão, psicóloga clínica e profissional do Personare, especialista em Teoria e Prática Junguiana e Mestre em Mulheres, Gênero e Cidadania, explica que, depois do primeiro momento de fazer contatos e companheiros de diversão, o tempo, as circunstâncias e a convivência levam certas pessoas a um aprofundamento da relação, exigindo sair da superfície social para a dimensão do afeto. “Nessa altura, fica claro quais pontos aparecem naqueles que têm mais dificuldades em fazer amigos, seja em função de seu momento de vida ou de uma personalidade mais ou menos flexível. Dentre os pontos mais graves, algumas pessoas podem ter mais dificuldades por serem muito críticas, enrijecidas e autorreferentes, ou seja, tomam-se como referência de ‘amigo ideal’ o tempo todo”, diz.

Assim, tais pessoas simplesmente não conseguem abrir-se ao diálogo e mostram dificuldades em escutar o outro, em aceitar as diferenças de opinião e personalidade. “Mostram ainda dificuldades em perdoar, em pedir desculpas, em saber esperar o tempo de cada um e até mesmo em permitir um olhar mais profundo sobre seus próprios pontos fracos”, acrescenta a psicóloga.

Algumas pessoas justificam ainda a dificuldade em fazer amigos à timidez. Porém, essa característica não deve ser motivo para que alguém viva isolado e se prive de viver bons momentos ao lado de boas companhias. Se este for realmente um empecilho, o ideal é procurar ajuda profissional para saber como lidar com seus sentimentos.

Por outro lado, existem muitas pessoas que, apesar de serem bastante extrovertidas, têm certa dificuldade em criar uma amizade verdadeira e duradoura. Não se pode generalizar, mas um motivo para isso pode ser o fato de algumas delas não “pararem” para ouvir o próximo, deixando sempre que seus próprios relatos, opiniões, comentários etc. tomem conta de toda a conversa, sem deixar espaço para o outro falar sobre sua vida, seus sentimentos e desejos.

Pensando nestes e em outros pontos que, de uma forma ou de outra, podem evitar que uma pessoa se relacione bem e faça boas amizades, você confere abaixo uma lista com dicas que podem ajudar (e muito) todos aqueles que querem/precisam fazer novos amigos.

As orientação ficam até mesmo para as pessoas que já têm bons amigos, mas, ainda assim, gostam sempre de fazer novos contatos e ampliar o círculo de amizades.

Foto: Thinkstock

1. Esteja aberta a conhecer novas pessoas

Essa parece uma dica óbvia, mas nem todos sabem, de fato, o que significa estar aberto para fazer novas amizades.

A psicóloga Marianna Romão explica que, ao lidar com qualquer dificuldade, há “ajudantes” comuns que podem facilitar o estabelecimento de novas amizades. “São as capacidades de abertura, de tolerância ao novo e ao diferente, de flexibilidade, bem como a postura constante de reflexão. Ao se deparar com amigos em potencial aonde quer que seja – na academia, no trabalho ou num aniversário -, não deixe de se permitir conhecer essa pessoa a longo prazo, sem julgamentos prévios e com o coração aberto”, diz.

2. Reconheça as diversidades

Ao se permitir conhecer uma nova pessoa, sem julgamentos prévios e com o coração aberto, como orientado acima, você perceberá que ela poderá acrescentar muito à sua vida, trazendo novos conhecimentos, pontos de vistas variados etc.

“Sempre podemos aprender com os diversos ângulos de visão e, sobretudo, nem sempre precisamos ter razão ou sermos os mais certos sobre o que opinar, como se comportar, como se vestir ou agir. Somos diversos e é a nossa própria diversidade que enriquece nossas relações com o outro, com o mundo ao redor e com nós mesmos”, destaca a psicóloga Marianna Romão.

3. Não deixe de lado sua personalidade e seus valores

Para conquistar mais amizades, ainda de acordo com a psicóloga Marianna, o fundamental é conseguir articular uma medida de equilíbrio entre a abertura para novas formas de ser e sentir e a preservação de valores fundamentais – o que significa que a pessoa não deve perder o que tem como essencial.

“Ser flexível e animado para novas pessoas e momentos não presume abrir mão da própria personalidade e valores que, juntos, fazem de você a pessoa interessante que é. Dessa maneira, você continuará sendo atrativo para novos amigos e, à medida que a relação se aprofundar, também saberá fazer concessões em prol da individualidade do outro”, explica a especialista.

4. Seja uma boa ouvinte

Cada pessoa tem suas características. Algumas são mais falantes, extrovertidas; outras, mais quietas e discretas. O segredo, porém, está em saber o momento certo para cada ação: falar ou ouvir.

É muito importante que você se abra com o(s) seu(s) amigos, para que eles percebam que na relação entre vocês existe confiança, porém, é fundamental também saber o momento de escutá-lo(s). Esse tipo de “troca”, com certeza, é um ótimo caminho para uma amizade duradoura.

5. Conecte-se às redes sociais

Essa pode ser considerada uma dica mais banal, mas realmente faz diferença. Fazer um perfil no Facebook, criar uma conta no Instagram ou em outras redes sociais de sucesso é uma ótima orientação, especialmente para aquelas pessoas que se consideram tímidas.

Nas redes sociais é possível manter um contato até diário com colegas que não se vê todos os dias, o que pode fortalecer uma relação entre duas pessoas que, antes, não se falavam tanto; conhecer e conversar com pessoas da sua cidade, região ou, simplesmente, que tenham algum gosto em comum com você; reencontrar algum amigo do passado que, por um motivo ou outro, você perdeu o contato, entre muitas outras possibilidades.

Foto: Thinkstock

Além de todas essas dicas, para conquistar mais amigos e manter relações realmente duradouras, é fundamental entender o valor de uma amizade! “Sabemos que fazer amigos não é agregar colegas ou companheiros de diversão na lista do celular. Amizade é um sentimento profundo e construído ao longo do tempo com aquelas pessoas que temos mais afinidade”, explica Marianna Romão.

Ainda de acordo com a psicóloga, a amizade constrói-se por meio do diálogo, da confiança mútua, do compartilhamento de momentos bons e ruins e, por fim, do sentimento de fraternidade. “Sentimento este que inclui aceitar que, assim como entre irmãos, também existirão entre os amigos momentos de desentendimentos, competição, carência e isolamento. Sim, mesmo entre os melhores amigos, faz-se necessário uma postura de concessão/estabelecimento de limites para que o relacionamento seja mantido sem invadir os espaços uns dos outros, tudo em prol do afeto mútuo”, finaliza a especialista Marianna Romão.

As dicas acima são muito úteis para aquelas pessoas que precisam conquistar mais amigos. Mas, também, importantes a todos, para que reavaliem suas relações de amizade e sempre façam a sua parte para mantê-las fortalecidas!

Comentários
Dicas relacionadas