Como sair de um relacionamento abusivo

5 dicas para você conseguir se livrar de um relacionamento que te faz mal

Escrito por Andressa Dias

Os relacionamentos abusivos são mais comuns do que imaginamos e muitas mulheres acabam sofrendo em silêncio, com medo de ficarem sozinhas ou porque amam demais estes homens. Saiba como é possível se livrar desses relacionamentos doentios e dar a volta por cima para retomar a vida e ser feliz.

1 – Perceba o comportamento abusivo

Relacionamentos abusivos não são apenas os relacionamentos violentos, mas sim todo relacionamento que envolve algum tipo de abuso – seja ele físico, emocional ou psicológico. Você não precisa esperar ter um olho roxo para perceber que é a hora de terminar com esse sofrimento.

Muitas mulheres permanecem anos em relacionamentos abusivos, acreditando que uma hora vai passar, mas na verdade o comportamento do parceiro sempre se mantém da mesma forma. Um dia ele a xinga, no outro ele diz que ela não serve para nada e assim por diante, destruindo a autoestima de alguém que provavelmente já não está com a autoestima muito boa.

Com o passar do tempo, algumas mulheres se acostumam com essa situação e acabam nem percebendo que estar habituada a um abuso pode leva-la a sérios problemas psicológicos. Então, mesmo que o abuso seja “apenas” verbal, é importante ficar de olho e não dar espaço para que as atitudes abusivas se repitam.

Descubra se ele é um homem abusivo, verificando se ele apresenta a maioria dessas atitudes:

  • Ele já foi abusivo com outras pessoas;
  • Ele é muito ciumento e possessivo;
  • Ele tanta te manipular e controlar sua vida;
  • Ele te pune por coisas que você faz te privando de algo que você goste;
  • Ele se sente superior à você e/ou à outros;
  • Ele muda de humor bruscamente;
  • Ele é agressivo e impaciente em situações do cotidiano;
  • Ele diz uma coisa, mas faz outra;
  • Desrespeita outras mulheres, como a própria mãe, por exemplo;
  • Se recusa a procurar ajuda ou nem toca nesse assunto.

Homens assim precisam de ajuda e são raros os casos em que eles conseguem mudar pelo amor que sentem por sua parceira. Esse comportamento é como uma doença e deve ser tratado, pois é muito difícil mudar essas atitudes sozinho. Se ele não se dispõe a se tratar e mudar, talvez o melhor caminho seja deixá-lo.

2 – Procure ajuda

Uma vez que a mulher percebeu que está em um relacionamento abusivo, ela deve procurar ajuda de outras pessoas para ter um suporte e conseguir sair dessa e se reerguer. Essa mulher pode começar a compartilhar os acontecimentos com amigas ou familiares ou então procurar um psicólogo.

Nesses casos, é importante lembrar que não se deve enfrentar essa situação totalmente sozinha. Dependendo do tipo de abuso, pode ser perigoso tentar resolver o problema sem a ajuda de outros. Então vale a pena buscar ajuda.

3 – Seja cautelosa

É essencial tomar muito cuidado para que o agressor não perceba que a mulher quer deixá-lo, porque isso poderia causar uma crise nele e fazer com que ele a ataque ou lhe cause algum outro mal. Por isso, se o parceiro tende a ser agressivo ou descontrolado, é melhor se preparar para a separação sem que ele fique sabendo.

4 – Invista na sua autoestima

Para que a mulher consiga se livrar de um relacionamento abusivo, é preciso que ela esteja forte e segura de si. Sendo assim, ela deve batalhar primeiro pela recuperação da sua autoestima que foi minada pelos contínuos abusos neste relacionamento.

O primeiro passo é deixar de levar a sério as críticas do seu parceiro. Desta forma, a mulher o impede de destruir a imagem que ela tem de si. Feito isso, ela deve procurar se valorizar, percebendo suas qualidades e seus atributos positivos. Não deve recusar elogios e deve sempre pensar sobre si de uma forma positiva.

5 – Termine o relacionamento

Esse é talvez o passo mais difícil, mas é também o mais libertador. Você não precisa esperar não sentir mais nada por ele para terminar. Amar o seu parceiro não significa necessariamente que ele te faça bem ou te faça feliz. E mesmo que ele a ame, isso não garante que ele vá mudar e ser mais gentil com você daqui um mês ou daqui dez anos.

Por isso, livre-se desse relacionamento assim que perceber que está forte e amparada o suficiente para aguentar a separação e os possíveis conflitos que ela trará. Pense que no fim isso pode ser a salvação da sua vida e você poderá ter um futuro muito mais feliz e agradável, sem insultos ou agressões.

Ame sua vida e ame-se a si mesma. Assim você conseguirá discernir o que é bom para você e o que te faz mal e conseguirá fazer as escolhas certas para sua felicidade e bem-estar.

Assuntos: Relacionamentos

Dicas pela Web