Como saber se estou pronta para uma nova relação após o divórcio?

Avaliar o contexto do término do casamento é muito produtivo e contribui com a sua preparação para uma nova fase da vida

Escrito por Luciana Kotaka

Foto: Thinkstock

Quando nos casamos levamos dentro da mala uma série de sonhos dos quais temos a certeza que irão se realizar, afinal o amor pode tudo. Esse momento é muito mágico e tem um colorido todo especial, sentimos que podemos vencer todos os obstáculos que mesmo antes do casamento já existiam, porém são ignorados.

No decorrer do relacionamento muitas dificuldades podem acontecer, algumas que nem imaginávamos que existiam, e nesse momento nem sempre temos habilidade suficiente para resolvê-las. Isso acontece porque entramos muito despreparados para compartilhar uma vida a dois, pois somente o amor não é o suficiente para sustentar um relacionamento onde cada um já tem uma expectativa e um referencial anterior do que é um casamento.

É claro que as pessoas têm diferenças entre si, mas nem sempre essas diferenças são compatíveis e somente após estarmos vivendo sob o mesmo teto que isso fica claro, e é nesse momento que nos damos conta que o outro não pode ser da forma com que gostaríamos.

Quando não achamos uma saída para dissipar as diferenças existentes e tentamos encontrar uma forma de mudar essa situação, pode acontecer de acentuar a incompatibilidade na vida do casal ao invés de resolver o problema. Um dos momentos que isso pode acontecer é na terapia de casal, mas cada caso é um caso. Às vezes a separação é mesmo a opção mais viável.

O Brasil registrou ano passado, em relação a 2010, um aumento de 45,6% no número de divórcios. Segundo as estatísticas do Registro Civil, divulgadas pelo IBGE, foram 351.153 processos judiciais concedidos em 2011. Esse crescimento de quase 50% representou um novo recorde e fez com que a taxa geral de divórcios atingisse seu maior valor na série histórica desde 1984: 2,6%.

Separar não é um caminho sonhado e muito menos fácil, pois com essa tomada de decisão cai por terra os nossos sonhos e desejos, além de um planejamento que antes envolvia o casal e muitas vezes os filhos, voltamos na estaca zero, sentimos que perdemos o chão, ficamos sem estabilidade alguma.

Passado esse momento tão delicado que envolve a dissolução do matrimônio, aos poucos retomamos a vida cotidiana e nesse retorno começamos a olhar o mundo a nossa volta com mais atenção e até mesmo se interessar por outras pessoas. Nem sempre é tão fácil e rápido tudo vai depender de como cada pessoa lida com o luto da separação.

Como sabemos se estamos preparados para recomeçar? A questão é muito simples, porém na grande maioria das vezes é ignorada, isso porque a necessidade de ter alguém ao nosso lado é muito grande, bate a carência, insegurança, mas se envolver rapidamente em outro relacionamento não é o caminho mais recomendado.

O período de luto é importante para que tenhamos tempo de fazer uma auto avaliação, nos permitindo entender qual a responsabilidade tivemos para o casamento ter acabado, assim como avaliarmos os aspectos que nos impediram de aceitar, mudar ou mesmo de compartilhar com o outro de forma mais assertiva.

Somente após essas avaliações é que estamos preparados para não repetirmos erros passados e desfrutar de um novo relacionamento com mais liberdade.

Assuntos: Relacionamentos

Para você