Como programar uma viagem de férias

Programar uma viagem de férias ajuda a minimizar os riscos de contratempos e permite que você gaste menos e aproveite mais

Escrito por Daniela Azevedo

Foto: Thinkstock

Para ter uma viagem de férias inesquecível, uma coisa não pode faltar: o planejamento. Com ele, é possível aproveitar mais, gastar menos e se livrar de possíveis aborrecimentos. Confira essas dicas e comece a planejar a sua próxima viagem.

Defina o destino

O primeiro passo é definir qual o objetivo da viagem. Você quer descansar ou curtir? Vai com amigos, com a família ou a dois? Prefere praia ou montanha? Esse é o primeiro ponto a ser decidido no planejamento da viagem e evita que uma pessoa que quer agito, vá parar em uma praia tranquila, ou em uma cidade sem vida noturna, por exemplo.

Programe-se financeiramente

Decidir viajar da noite pro dia pode até ser interessante, mas do que adianta aproveitar e voltar da viagem com o peso das dívidas acumuladas? Se você se programar e guardar um valor pré-determinado, ainda que pequeno, quando chegar a época de viajar, poderá contar com essa poupança para negociar valores de pacotes, conseguir descontos pagando à vista ou até para gastar à vontade com passeios, compras e presentes.

Defina a data

Escolher bem a data da viagem é essencial. Se você quiser encontrar temperaturas mais amenas em viagens ao exterior, por exemplo, as melhores épocas são a primavera e o outono. As viagens de férias costumam acontecer em períodos de alta temporada, época em que os preços das viagens, passagens, hospedagens e pacotes turísticos são mais elevados.

Na baixa temporada, os preços podem cair em até 50% em alguns casos, o que pode ser mais atrativo, sobretudo para quem vai fazer viagem com toda a família. Dependendo do local escolhido, até as filas das atrações são menores, permitindo que todos possam aproveitar mais.

A antecedência também é um fator importante, pois pode ajudar você a encontrar preços menores e também a parcelar a viagem em um maior número de vezes, para que quando chegue a data, você já tenha arcado com as principais despesas.

Escolha o meio de transporte

De carro, de ônibus ou de avião? Tudo depende do destino, do perfil e da quantidade de pessoas. O avião tem a vantagem de ser mais rápido, confortável, e para destinos distantes é a melhor opção, mas dependendo do local pode ser mais caro e burocrático, como no caso do limite de bagagem. Comprando com antecedência, você pode conseguir passagens mais baratas, e também existem as promoções de final de semana com preços bem abaixo do normal. Outra opção para economizar com a passagem são as milhas acumuladas em programas de fidelidade para pagar menos e até viajar de graça.

Para quem gosta de aproveitar as paisagens ao longo da estrada, e escolheu destinos mais próximos, viajar de carro e de ônibus são as melhores opções. Para viajar de carro, é imprescindível fazer uma revisão completa para garantir que o carro esteja em condições de viajar, com a documentação em dia, evitando que as férias dos sonhos se transforme em um pesadelo. De ônibus é necessário ficar atento à quantidade de horas de viagem, pois ao contrário de viajar de carro, que você pode parar sempre que quiser, de ônibus as paradas são limitadas. Nos dois casos, levar um kit de mão com água, frutas e algumas guloseimas para o caso de dar fome antes de locais de parada, pode ser uma opção econômica.

Quem estiver pensando em alugar um carro durante as férias, deve ficar atento às leis do país, no caso de viagens ao exterior, e ao contrato de locação, o que também deve ser verificado no caso de viagens nacionais.

Programe a viagem verificando todos os documentos necessários, validade dos passaportes, necessidade de vistos e de vacinas específicas exigidas em alguns destinos. Antes de sair de casa, faça um check list de todos os documentos dos viajantes.

Defina o roteiro

Conhecendo o destino, a companhia da viagem e o transporte utilizado, você já pode começar a planejar o roteiro. Para isso, tenha sempre em mente a quantidade de dias disponível. Não adianta criar um roteiro com visitas a 10 cidades diferentes em um período de 10 dias, por exemplo. Isso faria com que no final, você não tenha aproveitado nenhuma. Considere sempre o tempo gasto em aeroportos, estradas, rodoviárias, traslados e, é claro, as suas horas de sono, pois o descanso também é necessário para aproveitar.

Para destinos com muitas opções de locais a serem visitados, defina períodos maiores. Consulte também os principais pontos turísticos de cada local para não perder nada de importante. Pesquise e peça opinião de amigos que já estiveram no local para escolher as melhores atrações, hotéis e restaurantes.

Atenção às crianças

Quem viaja com crianças, deve ter muita atenção na hora de programar a viagem. Desde o transporte escolhido, até o roteiro, deve-se levar em conta a possibilidade de levar as crianças. Bebês de colo em viagens de avião, por exemplo, precisam de assento especial e você deve checar antecipadamente junto à companhia aérea a necessidade ou não de pagar e a disponibilidade de assentos especiais. De carro, não abra mão da cadeirinha de acordo com a idade estipulada por lei para evitar acidentes e até multas.

Na escolha do hotel, verifique a possibilidade de fornecimento de berços e cheque a programação dos passeios para não entediar as crianças, afinal, elas também merecem aproveitar.

Se o tempo de viagem for muito grande, não esqueça de levar brinquedinhos, joguinhos e lanchinhos para distrair os pequenos, que costumam ficar ansiosos e impacientes durante a viagem.

Cuidado com os exageros

Todo excesso é prejudicial, e quando se trata de viagem, exagerar adquire um sentido ainda mais grave. Na hora de escolher o que vai comer, principalmente se for entrar em contato com uma culinária local, a qual você não está acostumado, vá com cuidado. Alguns pratos como os feitos com frutos do mar podem provocar infecções e alergias em pessoas suscetíveis. O tempero diferente também pode gerar mal estar em algumas pessoas.

Evite exagerar na exposição ao sol, sobretudo nos horários de maior incidência de raios solares e, em hipótese alguma, descuide do protetor solar tanto seu, quanto no das crianças.

Fazer compras durante as viagens pode ser uma delícia, mas procure não se exceder, para quando voltar à rotina normal, poder lembrar da viagem com alegria e não com tristeza e arrependimento ao conferir a fatura do cartão de crédito.

Divirta-se

Seguindo essas orientações de planejamento, e tomando cuidados simples, você pode ficar mais tranquila para aproveitar a viagem. É claro que os imprevistos sempre podem acontecer, mas eliminando os riscos mais prováveis, você já se poupa de inúmeros contratempos e sobra tempo para curtir. Depois disso, é só botar o pé na estrada e se divertir.

Assuntos: Bem-Estar, Viagem

Para você