Como os pais podem lidar com crianças hiperativas

Não dê medicamentos para o pequeno sem antes consultar o médico. Atitudes simples e saudáveis podem auxiliar o seu filho a ficar mais calmo

Escrito por Ana Carolina Gabriel

Foto: Thinkstock

“Ele levanta e senta toda hora! Não consegue ficar paradinho assistindo desenho na televisão”. Frases como essas são bem mais comuns do que se imagina. Crianças agitadas demais precisam fazer sempre alguma coisa para desviar a ansiedade. Muitas vezes, levam bronca dos familiares por essa agitação toda! Mas é preciso ter cuidado e não rotular o pequeno sem antes fazer uma avaliação médica. “Crianças que não conseguem prestar atenção na aula ou que simplesmente não param quietas podem ter TDAH (transtorno de déficit de atenção) ou serem hiperativas”, comenta Arlete Codo, pedagoga.

Por isso, buscar auxílio médico é essencial. “Não adianta achar que o seu filho tem TDAH por ele simplesmente ser desatento na escolinha. Somente o médico é quem poderá diagnosticar o transtorno”, diz a pedagoga. A boa notícia é que existem maneiras eficientes de lidar com toda essa agitação, mesmo antes da consulta médica.

Praticar exercícios físicos

Melhor amigo da saúde, o exercício contribui para o bem-estar, reduz o estresse e auxilia no controle da ansiedade. “Dançar, fazer alguma luta marcial, andar de bicicleta, ou praticar algum exercício diariamente, como por exemplo, natação, ajuda a aliviar a tensão e a hiperatividade”, comenta Arlete.

Vale lembrar que é extremamente necessário que o pequeno goste da atividade física escolhida e faça por prazer. “Ele vai se sentir mais relaxado, terá mais sono durante a noite e ficará menos entediado. Forçar a praticar alguma atividade não trará nenhum benefício para a criança, muito pelo contrário!”, afirma a pedagoga.

Videogame tem hora

Limite os horários dos jogos e evite deixá-lo direto no computador ou em frente à televisão. “Crianças hiperativas precisam se distrair e não ficar trancadas em casa nos finais de semana, por exemplo. Vá ao parque, passeie no shopping e promova atividades ao ar livre sempre que puder. Durante a semana, coloque o pequeno em alguma aula com atividade física. Eles precisam se distrair”, recomenda a pedagoga.

Problemas na escola?

Muitas crianças costumam brincar nas aulas e acabar atrapalhando os demais alunos. O ideal é que os pais conversem com o professor para que possam, juntos, conversar com a criança. “Os pais devem ser amigos dos professores, afinal, poderão tentar ajudar a criança juntos. Converse com o seu filho e mostre a importância de se comportar durante a aula. Caso não resolva, você pode adotar uma medida disciplinar”, auxilia Arlete.

Medicação

Jamais dê algum tipo de medicamento para acalmar o seu filho sem antes consultar o médico. “A automedicação pode trazer inúmeros prejuízos à saúde da criança e até desenvolver outros problemas. A melhor solução é levá-lo ao especialista para que ele oriente se é mesmo necessário o uso de algum remédio”, finaliza a pedagoga.

Dicas pela Web