Como lidar com a gripe na gravidez

Aprenda como tratar a gripe e amenizar os incômodos que ela causa de maneira segura durante a gestação

Escrito por Giselle Coutinho

Foto: Thinkstock

É muito comum mulheres grávidas desenvolverem resfriados e gripes, pois seu sistema imunológico está debilitado para proporcionar as melhores condições para o desenvolvimento do feto. Apesar de não haver motivo para grandes preocupações com esta doença, é importante tomar alguns cuidados para que não sejam feitos tratamentos que prejudiquem o desenvolvimento e a saúde do bebê em formação.

Assim que a mulher grávida perceber sintomas de gripe, deve procurar orientação médica, e alertá-lo sobre sua gestação, pois uma gripe mal cuidada em pode ocasionar o desenvolvimento de infecções secundárias perigosas, como uma pneumonia, por exemplo.

Somente o médico, ciente de que a mulher está grávida, pode indicar adequadamente quais os remédios ela pode tomar. Ter cautela é muito importante, pois mesmo remédios que parecem inofensivos, como os anti-gripais, não devem ser usados por grávidas.

“Estes medicamentos contêm vasoconstritores como a epinefrina, que pode levar à queda de pressão e causar taquicardia na gestante”, alerta a ginecologista e obstetra Lizandra Marcondes.

Manter uma dieta saudável pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico, pois os nutrientes de bons alimentos são grandes aliados no combate às infecções. Descansar bastante, evitar o estresse e ingerir bastante líquido também pode ser de grande ajuda.

Dicas seguras e naturais para aliviar sintomas da gripe em gestantes

  • Mantenha uma rotina com refeições equilibradas, que incluam frutas, verduras e legumes, pois estes alimentos são fontes naturais de vitaminas, minerais, carboidratos, proteínas e gorduras que contribuirão para o fortalecimento do organismo e a consequente energia para o combate à gripe;
  • Beba bastante líquido, principalmente água, sucos de fruta natural, água de coco e chás diversos. Os chás são especialmente bons para dar sensação de alívio aos resfriados, apenas é importante que estes não contenham cafeína;
  • Se o nariz estiver entupido, não use descongestionantes nasais, tente fazer uma inalação só com soro fisiológico. Se não tiver um inalador em casa, coloque água bem quente em uma bacia, acrescente duas ou três gotas de óleo de eucalipto ou de hortelã e, com uma toalha cobrindo a cabeça, respire com o rosto próximo à solução;
  • Caso esteja com o corpo cansado pelas constantes tosses e sentindo dor de garganta, prepare um chá de camomila com mel e limão, para relaxar e aliviar os incômodos;
  • Faça gargarejos com água e sal para ajudar nas infecções de garganta mais severas;
  • Nas circunstâncias de sinusite, experimente colocar duas gotas de óleo essencial de manjerona em um lenço e inspirá-lo com frequência;
  • Descanse o máximo que puder, pois o sono ajuda o corpo a se recuperar.

É fundamental que durante toda a gestação a mulher mantenha contato frequente com seu médico, pois ele é a pessoa ideal para acompanhar seu estado de saúde, evitar problemas, aliviar sintomas desagradáveis e combater doenças com eficiência e sem riscos para a futura mamãe e seu bebê.

Dar os contatos de seu médico de confiança para os familiares, colegas de trabalho e pessoas de sua convivência é importante para que a durante sua gestação, caso haja qualquer necessidade, você possa ser ajudada em qualquer contexto.

Dicas pela Web