Como ganhar tempo no preparo das refeições

Saiba como oferecer à família um delicioso jantar saudável de forma prática e rápida

Escrito por Juliana Cazarine

Levar as crianças à escola, ir ao trabalho, enfrentar o trânsito na volta para casa e, por fim, preparar o jantar da família. Essa é a rotina da mulher contemporânea, que tem que conciliar a figura de mãe, esposa e profissional. Tamanha responsabilidade e dedicação não deixam espaço para os momentos de lazer ou de cuidados pessoais. Por esse motivo, cada vez mais, as mulheres buscam alternativas para reduzir o tempo dedicado às tarefas diárias, como o preparo das refeições.

Para conseguir essa redução, a opção é conservar congelada a comida da semana. Mas, como alimentação é coisa séria, ainda mais em se tratando de crianças, as mulheres ainda têm receio em aderir essa prática. No entanto, é importante saber que, quando congelado, o desenvolvimento de micro-organismos e o processo de deterioração dos alimentos são desacelerados, tudo dependerá da maneira como serão manipulados antes e depois do congelamento.

Praticidade é o que move o cotidiano da família moderna. Que mulher nunca optou por fritar um hambúrguer do que cozinhar um nutritivo pedaço de carne? Em vez de recorrer aos alimentos de fácil preparo e pouco saudáveis, a solução pode ser descongelar o arroz, feijão e o acompanhamento em poucos minutos. Essa é uma maneira de suprir a necessidade nutricional da família e economizar tempo, já que o preparo do jantar não é a última tarefa do dia.

No domingo, dia de folga e, portanto, de maior tempo livre, é possível preparar o jantar da semana inteira. O segredo é fazer uma seleção crítica do cardápio, cozinhá-lo e mantê-lo congelado em porções. “Depois de cozinhar os alimentos em quantidade suficiente para suprir o período escolhido, basta congelar cada um deles em um recipiente e separá-los em porções diárias”, diz a nutricionista Tamires Oliveira.

Cada porção deverá conter o necessário para uma refeição, é que depois de descongelado, o alimento não deve ser congelado novamente. “Após fazer o descongelamento, a comida deve ser consumida em até 24 horas. Uma boa dica para economizar tempo é tirar os alimentos do freezer e deixá-los descongelando na geladeira”, sugere a nutricionista.

O descongelamento também merece atenção especial. “Cada alimento exige uma maneira própria de ser descongelado. Mas, para que os congelados não percam nutrientes, o ideal é que se use água fervente e que o cozimento seja feito no vapor”, explica Tamires.

Arroz, feijão, carne, peixe e frango, alimentos mais utilizados no dia a dia, podem ser congelados. Portanto, a variedade do cardápio semanal está garantida. E para acompanhá-lo, uma salada é sempre bem vinda. “É importante balancear a refeição com uma salada e uma fruta de sobremesa”, recomenda a nutricionista. Em geral, preparar saladas é fácil: lavar, cortar e temperar.

Última dica: é importante utilizar sempre o que estiver no freezer há mais tempo. Para manter esse controle o ideal é etiquetar tudo o que for congelado. Atente-se às recomendações, economize tempo e preocupe-se apenas em reunir a família em volta da mesa.

Assuntos: Alimentação, Cozinha

Dicas pela Web
Comentários