Como escolher um bom creme antienvelhecimento

É preciso levar em consideração a idade da pessoa e seu tipo de pele, entre outros pontos

Escrito por Tais Romanelli

Foto: Thinkstock

Toda mulher, independentemente da idade, gosta de se sentir bem com sua aparência. Exatamente por isso, não abre mão de buscar tratamentos e bons produtos que possam ajudá-la a manter uma pele mais bonita e jovem.

Porém, com a grande variedade de produtos antienvelhecimento existente no mercado, é comum que surjam dúvidas na hora da compra: como fazer uma boa escolha? Quais componentes tornam um creme antienvelhecimento realmente eficaz? Além disso, qual é o momento ideal para começar a usá-lo?

Sara Bragança, médica do Rio de Janeiro, pós-graduada em Dermatologia e membro da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, explica que os cremes antienvelhecimento agem como antioxidantes, hidratantes, estimulando o colágeno. Diferentemente do que muita gente pensa, este tipo de produto já deve começar a ser utilizado por mulheres a partir dos 30 ou 35 anos.

“A escolha de um bom produto depende de vários fatores, como, por exemplo, a idade da pessoa, seu tipo de pele. Porém, ativos como a vitamina C, ácido retinoico, ácido glicólico, entre outros, são muito utilizados”, destaca.

O ácido retinoico, por exemplo, é um derivado da vitamina A e é um ativo que promove várias ações na pele, como melhora da troca celular, da irrigação, das manchas e das fibras de colágeno. Exatamente por isso é uma das substâncias mais conhecidas e indicadas para tratar o envelhecimento.

Os alfa-hidroxiácidos, como o ácido glicólico, são muitos utilizados em cosméticos, cosmecêuticos e medicamentos para o fotoenvelhecimento, pois são hidratantes e promovem o clareamento da pele.

Já a vitamina C é um poderoso antioxidante e, em concentrações altas, também é clareadora e participa na síntese do colágeno. Mas, como já destacado, estes são apenas alguns exemplos de ativos que podem estar presentes em produtos antienvelhecimento.

Mas vale destacar que, apesar de muitos cremes estarem facilmente à venda (seja em farmácias ou na internet), é fundamental consultar um(a) dermatologista, que possa indicar qual é o produto mais indicado para cada mulher – levando em consideração seu tipo de pele, sua idade, os resultados que ela espera do tratamento, entre outros pontos importantes.

Produtos antienvelhecimento

Embora um creme deva ser indicado particularmente para cada pessoa, Sara Bragança cita, como exemplos, bons produtos antienvelhecimento disponíveis no mercado:

Creme Anti-idade La Roche-Posay Redermic por R$174,90 na <a href="http://www.netfarma.com.br/produto/23215/creme-anti-idade-la-roche-posay-redermic-hyalu-c-uv" target="blank_">Netfarma</a>
Creme Anti-idade La Roche-Posay Redermic Olhos por R$140,90 na <a href="http://www.netfarma.com.br/produto/23245/creme-anti-idade-la-roche-posay-redermic-hyalu-c-olhos" target="blank_">Netfarma</a>
Trilift Face por R$165,20 na <a href="http://www.dermage.com.br/rosto/antiidade-de-uso-diario/trilift-face.html" target="blank_">Dermage</a>
Anti-idade Facial Dior Capture por R$370 na <a href="http://www.sepha.com.br/tratamento-anti-idade-facial-dior-capture-totale-one-essential-serum-unissex-50ml-dior-14355.html" target="blank_">Sepha</a>

Como utilizá-los?

Não basta apenas comprar um creme antienvelhecimento e esperar que ele faça “milagres” em sua pele. Para alcançar bons resultados, é muito importante que a pessoa utilize o produto corretamente, conforme indicado pelo(a) dermatologista.

“De forma geral, o ideal é que os cremes sejam aplicados diariamente: um mais específico para o dia, e outro noturno, com princípios ativos diferentes”, explica a médica Sara.

Outra dúvida que surge sobre o assunto diz respeito à necessidade de comprar, também, cremes antienvelhecimento especialmente para a região do pescoço. Eles também são necessários? Ou é possível aplicar o mesmo creme utilizado para o rosto na região do pescoço?

Sara Bragança destaca que “não há contraindicação em usar o mesmo creme para as duas áreas, porém, a utilização de cremes específicos para o pescoço oferece mais hidratação, emoliência e menos ácidos”.

Além dos cremes…

Foto: Thinkstock

É muito importante destacar que os cremes, por melhor que sejam, são apenas coadjuvantes em um processo de combate ao envelhecimento precoce da pele.

Atualmente, muitas clínicas oferecem tratamentos que ajudam a combater os sinais do envelhecimento, deixando a pele da mulher mais bonita e mais jovem. De acordo com Sara Bragrança, tratamentos com luz pulsada, CO2, preenchimentos e toxina botulínica são algumas das opções disponíveis.

Mas, assim como no caso da escolha do melhor produto, somente um(a) dermatologista poderá indicar qual é o tipo de tratamento mais adequado para cada pessoa.

Vale ressaltar ainda que a pele, com o passar dos anos, torna-se um reflexo dos hábitos de vida que a pessoa teve até o período. Exatamente por isso, os cuidados com a saúde da pele devem existir desde cedo.

E uma dica fundamental para isso é utilizar protetor solar sempre, já que os raios UVA e UVB, emitidos pelo sol, são os grandes inimigos da saúde da pele, independentemente da faixa etária.

Além dos efeitos nocivos do sol, outros fatores prejudicam a pele ao longo da vida: o cigarro, o álcool, a alimentação desequilibrada, entre outros pontos.

Dessa forma, é muito importante também adquirir bons hábitos de vida desde cedo, para evitar preocupações excessivas com a saúde e a beleza da pele no futuro.

Assuntos: Pele

Dicas pela Web