Como escolher um ar condicionado

Conhecer as funções e características do aparelho é essencial para escolher o modelo certo para deixar o ambiente sempre fresquinho

Escrito por Alessandra Busko

Com o verão chegando, as temperaturas vão subindo cada vez mais e acaba ficando quase impossível permanecer em um ambiente onde não tenha ar condicionado para dar aquela refrescada. Se você está pensando em adquirir um condicionado, mas ainda tem dúvidas sobre qual é o modelo ideal, confira algumas dicas de como escolher um ar condicionado.

Antes de comprar o seu ar condicionado, procure saber as características do aparelho e informe-se bem sobre as suas funções. Nem sempre o aparelho mais bonito ou mais caro que os demais é o melhor.

Para escolher um aparelho que tenha boa qualidade, é preciso avaliar se a potência é compatível com o tamanho do ambiente e em seguida, se o produto não vai gastar demais e fazer a conta de luz pesar no bolso no final do mês.

Confira se a refrigeração é R410A ao invés de R22, que é prejudicial à camada de ozônio. Para que o aparelho seja econômico, é necessário ter bom isolamento térmico. Informe-se quanto à refrigeração e se ar condicionado não faz muito barulho.

A regra básica para não errar na escolha da potência é saber que cada 7500 BTUs refrigeram uma área de até 10 m², com o equivalente a quatro pessoas no local. Já para uma área de 15 m², é necessário um aparelho de 10000 BTUs e assim por diante.

O ideal é manter o aparelho sempre em temperaturas razoáveis, entre 20° e 22°C, o suficiente para manter o o ambiente fresco e agradável.

O ar condicionado portátil é a forma mais prática para ter o aparelho sem precisar fazer perfurações nas paredes. O aparelho possui a mesma função que o ar condicionado não portátil e apresenta essa vantagem de que pode ser colocado em qualquer canto da sala, quarto, escritório entre outros locais.

Conheça algumas funções dos aparelhos de ar condicionado

COP (Coeficiente de Rendimento): Essa função indica a relação entre a energia produzida e a consumida quando a bomba de calor está em aquecimento. Quanto mais alto for o COP, maior é o gasto de energia.

EER (Coeficiente de Eficiência Energética): Indica a relação entre a energia produzida e a energia consumida para produzir a temperatura programada em modo refrigeração. Quanto mais alto o EER, melhor a eficiência do produto.

BTU (British Thermal Unit ou Unidade Térmica Britânica): É a unidade de potência que determina a capacidade de refrigeração do aparelho. Os BTUs variam de acordo com a área a ser refrigerada. Antes de comprar um ar condicionado é preciso saber a área em m², o tipo de aquecimento solar que o local tem o isolamento e aparelhos que irradiem calor, como o rádio, TV ou computador.

Bomba de calor: Quando um aparelho tem este sistema, significa que pode ser usado para esfriamento ou aquecimento, podendo reverter o processo de transporte do calor de um local para o outro.

R410A: Tipo de gás usado para a refrigeração e que não é prejudicial para a camada de ozônio.

Função Turbo: Apenas os modelos de ar condicionado que podem funcionar como aquecedores têm esta função, que permite uma velocidade máxima no início do processo para esquentar ou esfriar os ambientes.

Mono Split / Split Individual: Sistema que necessita de uma instalação de condutas, onde o ar condicionado central é formado por apenas uma unidade externa que alimenta as unidades internas.

Unidade externa: Unidade que deve ser colocada no exterior da casa. A unidade externa condensadora inclui o compressor.

Sistema Inverter ou Hiperinverter: É o sistema que consegue evitar que o compressor diminua o funcionamento sem precisar ligar e desligar o aparelho, o que gera maior gasto de energia. Isso permite alcançar temperaturas programadas mais rapidamente.

Cuidados com o ar condicionado

Para garantir vida longa ao ar condicionado e evitar que peças como o compressor e o termostato quebrem, é aconselhável sempre ligar o aparelho na ventilação por alguns minutos para só então passar para o modo de refrigeração.

Para ficar longe dos riscos do ar-condicionado para a saúde, evitar o acúmulo de poeira e o gasto excessivo de energia elétrica, o aparelho deve ter o seu filtro limpo regularmente a cada 15 dias. Se necessário, é preciso fazer a troca da grelha a cada seis meses.

A manutenção profissional deve ser feita anualmente para checar se o nível de refrigeração e os tubos do ar condicionado estão em ordem. Tudo para poupar o aumento da conta de energia.

O ar condicionado deixa o ar muito seco, comprometendo o funcionamento do sistema respiratório. Por isso, para evitar problemas de saúde como gripes, resfriados e crises alérgica, deixe sempre uma bacia com água ou toalha úmida no local onde ele permanece ligado por muito tempo. Os cuidados devem ser redobrados com o ar condicionado que fica no quarto.

Assuntos: Organização

Para você