Dicas de Mulher Dicas de Beleza

Como escolher protetor solar

O protetor deve ser passado diariamente, e não somente na praia ou piscina

em 14/06/2017

Foto: Thinkstock

Atualmente, sabe-se que o uso de protetor solar é fundamental, não somente quando estamos expostas ao sol – na praia ou na piscina -, mas também no nosso dia a dia. Quem ainda não tem esse hábito, deve adquiri-lo o mais rápido possível, a fim de cuidar da sua saúde e evitar o envelhecimento precoce da pele.

Porém, muitas pessoas, apesar de reconhecerem a necessidade de usar protetor solar, ainda têm dúvidas sobre o assunto. Algumas das questões mais recorrentes são: como escolher um bom protetor solar? O que devo levar em consideração na hora da compra?

Abaixo, Sara Bragança, médica do Rio de Janeiro, pós-graduada em Dermatologia e membro da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, fala sobre os principais pontos que envolvem a escolha de um bom protetor solar.

Radiação UVA e UVB

Sara Bragança explica que a radiação UVA é presente durante todo o ano e atinge a pele, praticamente da mesma forma, tanto no inverno como no verão. “Os raios UVA penetram profundamente na pele e são os principais responsáveis pelo envelhecimento dela. Essa radiação também tem uma participação em alergias e predispõe a pele ao surgimento do câncer”, diz.

A médica acrescenta que os raios UVA também estão presentes nas câmaras de bronzeamento artificial, inclusive em doses mais altas do que a radiação solar. Por isso, cuidado com esse tipo de procedimento estético!

Já a radiação UVB, de acordo com Sara Bragança, é parcialmente absorvida pela camada atmosférica da terra e, sua parte que chega à Terra, é responsável por danos à pele. “Ela ocorre mais durante o verão. Esses raios penetram superficialmente na pele e são os responsáveis pelas queimaduras do sol. Esse tipo de raio é mais invisível… Às vezes, as pessoas pensam que só porque não ficaram vermelhas, não foram prejudicadas, mas ele favorece muito o envelhecimento da pele”, explica.

O que significa FPS?

Na hora de escolher um protetor solar, um dos primeiros pontos que observamos é o FPS (Fator de Proteção Solar). Mas será que todo mundo sabe, de fato, qual é sua importância?

Sara Bragança explica que o FPS mede quanto tempo a pele exposta ao sol demora a ficar vermelha. “Quando exposta ao sol sem proteção, ela leva um determinado tempo para ficar vermelha. Esse tempo depende do tipo de pele e do horário da exposição solar. Por exemplo, quanto mais clara a pele, e quanto maior a intensidade da radiação solar, menor é esse tempo”, diz.

Assim, a médica destaca que, quando se é usado um filtro solar com FPS 15, por exemplo, a mesma pele leva 15 vezes mais tempo para ficar vermelha.

Como fazer uma boa escolha?

Foto: Thinkstock

Fica claro que pessoas com pele mais clara devem investir em um protetor solar com maior FPS, já que precisam de maior proteção contra o sol. “Em peles morenas, o FPS pode ser menor, pois a pessoa possui mais pigmento melanina, que é um protetor natural da pele”, explica Sara Bragança.

Outro ponto importante a se observar é o tipo de pele da pessoa. Por exemplo, aquelas que possuem pele oleosa, podem optar por versões oil-free (livre de óleo), mas sempre seguindo orientação do seu dermatologista.

“Costumo indicar texturas mais fluidas para a pele do rosto, principalmente no caso de peles mais oleosas. Por exemplo: géis, fluidos, acquagel, gel creme toque seco etc.”., diz a médica Sara.

Já para o corpo, ainda de acordo com Sara Bragança, protetores em spray e cremes são os mais recomendados devido à praticidade na aplicação. “Considero os protetores em spray ótimos para o corpo e práticos, principalmente na praia e piscina. Eles têm a vantagem de ser aplicados mais facilmente. No entanto, é importante lembrar que o produto deve ser bem espalhado de forma homogênea, com as mãos”, diz.

A médica acrescenta que os protetores mais modernos (atualizados) estão sendo formulados para peles sensíveis e mantendo um fator de proteção em torno de 60 ou mais. “Outra boa noticia são os protetores que se aderem à pele molhada, não sendo necessário secá-la para reaplicar o produto”, explica.

Porém, todo cuidado é pouco: recentemente, foram divulgados pela Proteste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor) os resultados de testes que mostraram que algumas marcas de protetor solar oferecem fator de proteção solar reduzida em relação ao indicado na embalagem, entre outros problemas. Neste sentido, é importante estar sempre atenta às notícias e, também, pedir indicações, sempre que possível, para o seu dermatologista.

Confira na galeria abaixo os protetores melhores avaliados pela Proteste:

Protetor Solar Cenoura & Bronze Spray por R$27,28 na <a href="http://www.onofre.com.br/protetor-solar-cenoura-bronze-spray-sport-fps30-110ml/5175/05" target="blank_">Onofre</a>
Bloqueador Solar Loréal Expertise por R$29,90 na <a href="http://www.netfarma.com.br/Produto/19840/bloqueador-solar-loreal-expertise-avancado-fps-30-locao-oil-free?gclid=CI31n8-9qLwCFZBj7Aod43MA3Q" target="blank_">Netfarma</a>
La Roche-Posay Anthelios Hélioblock por R$39,80 na <a href="http://www.epocacosmeticos.com.br/product.aspx?idproduct=96323&iddept=40241013&partner=GoogleShopping&utm_source=google&utm_medium=shopping&utm_campaign=GoogleShopping&gclid=CMCcgKXCqLwCFUFo7AodH1IADA" target="blank_">Época Cosméticos</a>
Protetor solar Nivea Sun Baby por R$41,00 na <a href="http://www.laffayette.com.br/produto/protetor-solar-infantil-nivea-sun-baby-bloqueador-fps60-125ml.html" target="blank_">Laffayette</a>

Protetor solar manipulado

Outra dúvida bastante comum é em relação aos protetores manipulados. Será que eles são mesmo confiáveis? Sara Bragança explica que eles são uma boa opção para pessoas que desejam algo mais especifico para a pele, assim como a associação de outros ativos na mesma fórmula. “Porém, nem sempre se consegue formular fatores de proteção muito altos”, ressalta.

Reaplicação

Será que é preciso mesmo reaplicar o protetor solar? Sara Bragança explica que, como o suor e o atrito do dia a dia removem o filtro, o produto deve ser reaplicado em intervalos de duas horas, ou sempre após o banho de mar e piscina ou ainda, sudorese excessiva.

Crianças também devem se proteger?

Foto: Thinkstock

A médica Sara explica que filtros solares podem ser aplicados desde os seis meses de idade. “Esses produtos possuem principalmente filtros físicos, que não são absorvidos pela pele, formando uma barreira que reflete a luz, diminuindo o risco de irritação e alergia”, diz.

Proteção para os lábios

Sara Bragança destaca que o uso de batons hidratantes e com filtro solar são bem indicados, especialmente para pessoas que vão à praia ou piscina. “Eles são importantes porque a pele dos lábios é mais sensível e sofre com a exposição solar excessiva”, diz.

A médica acrescenta que eles também devem ser reaplicados a cada duas horas para garantir uma boa proteção.

Então, não se esqueça: o uso de protetor solar é muito importante para nossa pele. Adquira o hábito de aplicá-lo todos os dias e não somente quando for à praia ou piscina. Na hora da compra, opte por um produto com um fator de proteção relevante, de preferência, seguindo as orientações do seu dermatologista.

Comentários
Dicas relacionadas