Como escolher o material adequado para seu deck

Materiais como madeira plástica, porcelanato e bambu tem sido altamente utilizados na construção de decks como substitutos à madeira

Escrito por Fernanda Boito

Foto: Thinkstock

O deck é uma opção de decoração que exprime charme e muito bom gosto. Além de ser um ambiente aconchegante, que proporciona um verdadeiro convite ao lazer e ao convívio entre a família e os amigos, trata-se de uma ótima escolha para agregar beleza às áreas externas da casa, como varandas, piscinas e jardins.

Ambiente inspirado no convés dos navios, o deck em madeira tende a ser o preferido. Nesses casos, o deck pode ser encomendado sob medida ou ainda comprado em placas que são posicionadas sob um piso ou contrapiso já existente.

Além disso, é importante não só atentar-se à madeira utilizada, que, segundo a arquiteta Fabiana Sarmento, da ROSA + SARMENTO Arquitetura, de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, deve ser certificada, resistente e tratada adequadamente, mas também à instalação, optando por mão-de-obra qualificada.

A arquiteta afirma ainda que a manutenção correta do deck é fundamental para aumentar sua vida útil.

Apesar do acabamento em madeira ser o preferido, há, atualmente, materiais alternativos à matéria-prima maciça, utilizados na construção do deck, a citar a madeira plástica, o porcelanato e o bambu.

Madeira plástica

A madeira plástica ou madeira biossintética é utilizada na construção de decks em áreas externas, onde serão expostos ao sol, chuva e outras intempéries. Material de alta durabilidade e de aparência quase idêntica à madeira, os perfis de madeira plástica escorregam menos, não apodrecem ou racham, não soltam farpas, não mofam e não estão suscetíveis a cupins; logo, não demandam manutenção constante, no entanto, podem pesar mais no bolso. A madeira plástica é comercializada por empresas como Ecoplace, Allpex, Madeplast, Ecowood e Ecoblock.

Porcelanato

A indústria de porcelanato tem investido na fabricação de produtos alternativos à madeira, os quais estão cada vez mais fiéis à ela no que diz respeito à aparência. Assim como a madeira plástica, o porcelanato que imita a madeira apresenta alta durabilidade, não apodrece ou decompõe-se e a demanda por manutenção é quase zero.

É importante lembrar que para garantir a aparência fiel, o cuidado na instalação do material deve ser redobrado, já que as emendas devem ficar praticamente imperceptíveis.

O porcelanato que imita a madeira é comercializado no Brasil pelas empresas Pau-Brasil Natural (linha Actual), Portinari (porcelanato da linha Eco Nature), Portobello (linha Ecodiversa Canela Dourada) e Eliane (com diversas linhas: coleção Natural Wood, High Wood, Casa Wood, Eterniwood, Tropical Wood Lantic, Sisal e Parquet).

Bambu

Uma opção que pode pesar menos tanto no bolso quanto na consciência é o bambu. Além de ser um material que mantém o aspecto de madeira, o bambu é altamente resistente, devido à alta quantidade de fibras em sua composição, causa menos impacto ambiental, já que se trata de uma planta renovável, que se reproduz anualmente sem a necessidade de replantio.

Apesar de ser um material resistente, tende a ser utilizado como substituto da madeira na construção de decks em áreas internas. O material é comercializado por empresas como a Ecori, NeoBambu, EcoTecBamboo e Bamboo Floor.

Segundo a arquiteta Fabiana Sarmento, vale a pena ressaltar que, além dos materiais citados, há no mercado uma grande variedade de materiais sintéticos utilizados para substituir a madeira. No entanto, são produtos novos, cuja qualidade ainda não pode ser totalmente garantida.

Assuntos: Decoração

Para você