6 coisas que você deve considerar antes de escolher uma nova geladeira

A compra da geladeira certa não depende apenas de preço e design. Conheça outros fatores que devem ser pensados antes da escolha

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

Um dos primeiros eletrodomésticos que precisamos comprar ao montar uma casa é a geladeira – ou você ficará fadada a ter que consumir muitos dos seus alimentos até o fim no instante em que abrir a embalagem, além de não poder armazenar uma série de itens que precisam ficar em baixas temperaturas.

A popularidade da geladeira, porém, não reflete em seu preço, já que este eletrodoméstico representa um dos maiores gastos quando estamos montando uma cozinha.

Mesmo que você já tenha uma cozinha completa, trocar de geladeira não é algo tão simples. Certamente você precisará se programar para adquirir um modelo novo, e isso envolve tanto aspectos como o espaço disponível e quanto dinheiro você pode gastar.

Para não se arrepender depois da compra e só descobrir em casa que sua geladeira nova não atende às suas necessidades, confira nossas dicas de como escolher um bom modelo.

1. O espaço da sua cozinha

Foto: iStock

O primeiro fator a considerar é o espaço que você tem para instalar a sua geladeira, então comece considerando as medidas do seu novo eletrodoméstico. Lembre-se de que uma geladeira precisa ficar a alguns centímetros de distância das paredes e dos móveis para que o ar possa circular e ela funcione corretamente.

Leia também: Alimentos que não devem ser mantidos na geladeira

Além disso, observe o ângulo de abertura das portas e, é claro, se elas abrem para o lado correto.

2. Seus hábitos alimentares

Foto: Getty Images

Se você gosta de cozinhar com alimentos frescos, é mais interessante que esses ingredientes fiquem em uma altura mais acessível para que você os encontre sem tem que mergulhar no compartimento dos vegetais para encontrar o que precisa. Assim, os modelos de geladeira com o congelador na parte de baixo atendem melhor às suas necessidades, já que os alimentos frescos ficam mais à mão.

Se, por outro lado, sua alimentação é à base dos congelados, o modelo tradicional, com o congelador na parte de cima, continua sendo a melhor opção para o seu dia a dia.

3. Sua família

Foto: iStock

Um modelo side by side (geladeira e congelador lado a lado) pode ser uma boa solução para uma família com crianças, pessoas com deficiências ou idosos. Isso porque esse modelo permite que você armazene os alimentos em diferentes alturas, deixando os itens que interessam a essas pessoas mais acessíveis.

4. Seu orçamento

Foto: iStock

Se o seu orçamento está apertado, a dica é recorrer aos modelos tradicionais com o freezer na parte de cima, pois eles costumam ser mais baratos. Pense duas vezes se você realmente precisa de um eletrodoméstico com revestimento em aço escovado ou que seja resistente a impressões digitais.

Leia também: Como saber se a geladeira está desperdiçando energia

Além disso, deixe para outra ocasião os modelos que vêm com dispensador de água ou gelo, pois essas características encarecem o produto e tendem a estragar facilmente.

5. Sua conta de luz

Foto: iStock

A geladeira é responsável por cerca de 14% do gasto total de energia de uma casa, então é essencial prestar atenção às etiquetas de indicação de consumo energético. Lembre-se de que os dispensadores de água e gelo também gastam energia, acrescentando 20% ao total consumido pelo eletrodoméstico.

Geladeiras na configuração tradicional (com o congelador em cima) gastam de 10% a 25% menos energia do que os modelos com o freezer na parte de baixo.

6. Sua rotina de faxina

Foto: iStock

O aço inoxidável é lindo, mas logo fica com uma aparência desagradável quando as impressões digitais começam a tomar conta. Se você não está a fim de passar o dia lustrando sua geladeira, é melhor descartar os modelos com revestimento em aço – ou optar por um modelo com um acabamento que imita o aço e não mancha tão facilmente.

Outra dica é observar como são construídas as divisórias dos compartimentos: aquelas feitas em vidro conseguem evitar respingos e são mais fáceis de limpar do que as divisórias em formato de grade.

Leia também: Dicas para manter o freezer organizado

Como você pôde perceber, a escolha de uma geladeira não se trata apenas do modelo mais bonito ou mais em conta. Sempre leve em consideração as suas necessidades e as formas de uso que você imagina para o seu novo eletrodoméstico para fazer uma boa compra.

Para você