Como escolher a cor do quarto do bebê

As cores têm diferentes significados e dizem muito sobre os desejos da futura mamãe

Escrito por Tais Romanelli

Foto: Thinkstock

A gravidez é um momento mágico na vida da mulher que, junto aos demais familiares, aguarda com alegria o nascimento de um novo membro da família! É também um período agitado, de preparação, decisões e até de algumas indecisões – afinal, os futuros papais precisam deixar tudo arrumado para a chegada do bebê!

Exatamente por isso, é comum que surjam dúvidas, que vão desde a escolha do nome da criança, passando pela compra do enxoval, até a escolha da cor do quarto do bebê!

Esta última questão, aliás, é bastante importante, já que – embora algumas pessoas desconheçam ou não deem valor a isso – cada cor tem um significado e diz muito sobre a personalidade da mãe e seus desejos em relação ao bebê.

Abaixo, Aline Mendes, arquiteta e Mestre em Feng Shui, explica o que é importante levar em consideração na hora de escolher a cor do quarto do bebê, bem como os significados das principais cores na análise do Feng Shui.

A importância das cores

De acordo com Aline Mendes, cores são frequências vibratórias, e diferentes comprimentos de onda são captados por nossos olhos de diferentes maneiras. “Dessa forma, cada cor terá uma influência também diversa sobre nosso corpo e nossas emoções, de acordo com sua frequência”, diz.

Ainda de acordo com a profissional, as cores mais fortes têm uma influência mais intensa, enquanto os tons pastel, mais suaves, têm uma influência mais sutil. “Bebês são muito sensíveis a tudo o que se passa no ambiente, e as cores fortes podem ser um estímulo excessivo ao seu sistema neurológico ainda em desenvolvimento. Por isso, o melhor é dar preferência a cores suaves no quarto dos bebês. Claro que podemos ter objetos coloridos decorando o quarto, mas as paredes, cortinas e colchas devem possuir cores claras”, destaca Aline.

Segundo o Feng Shui, devemos seguir a harmonia de tons da natureza, fazendo com que o piso possua um tom mais escuro do que os das paredes, e o teto mais claro do que elas. “Paredes mais escuras do que o chão, ou teto mais escuro do que as paredes, geram um desequilíbrio na dinâmica das energias yin (princípio feminino) e yang (princípio masculino)”, explica a profissional.

Cores, a personalidade e os desejos da mãe

Aline Mendes destaca que os tons quentes estão mais ligados às energias telúricas (da Terra), são estimulantes e, também, acolhedores. “Assim, uma mãe que esteja procurando alegria e movimento em sua vida, tenderá a preferir estes tons. Já as cores frias estão ligadas às energias cósmicas, são calmantes e refrescantes. Uma mãe que esteja buscando tranquilidade, paz, provavelmente terá simpatia por estas cores”, diz.

Mas é preciso estar atento aos excessos, que podem gerar efeitos indesejados. “Um quarto com cores quentes em excesso pode deixar o bebê agitado, e levar a problemas como insônia ou cólicas. Um quarto com cores excessivamente frias pode levar à apatia e à depressão, enfraquecendo o sistema imunológico. Por isso, o ideal é ter um equilíbrio de cores quentes e frias no quarto do bebê”, explica a arquiteta e mestre em Feng Shui.

Significado das cores

Os tons mais frios de azul, na análise do Feng Shui, estão associados à Água. Trazem tranquilidade, calma, introspecção. “Mas, em excesso, podem estimular o medo e a tristeza. Os tons mais quentes de azul, como o turquesa, funcionam energeticamente como o verde”, diz Aline Mendes.
No Feng Shui, o rosa está associado ao Fogo, mas de uma maneira suave. “Traz vivacidade, amorosidade, estímulo na dose adequada, sem excessos”, destaca a profissional.
É uma cor de Terra, traz estabilidade, segurança e conforto. “Em tons vivos, está associado à alegria e é um estimulante dos processos mentais”, diz Aline.
Esta cor, segundo o Feng Shui, pertence à categoria do Metal. É uma cor neutra, com tendência ao yin-frio. “Pode ser muito interessante como base para aplicação de detalhes em outras cores. Mas um quarto de bebê totalmente branco torna-se estéril pela falta de estímulos, e deve ser evitado”, destaca a arquiteta.
Está ligado à abundância, à fertilidade, à criatividade. Em excesso, pode causar agitação ou irritabilidade.
É um tom que, no Feng Shui, associa-se à fase Fogo. “É muito estimulante, sendo a cor mais yang (masculino) do espectro, e deve ser usada apenas em detalhes no quarto de bebês, nunca em grandes áreas, como paredes ou cortinas”, destaca Aline.

Azul x Rosa

Antigamente, associava-se diretamente a cor azul aos meninos, e a cor rosa às meninas. Isso valia para a escolha da cor do quarto, dos detalhes da decoração, bem como para a cor das roupas do bebê. Mas será que ainda hoje existe esta ideia? Ou as mães têm liberdade para escolher suas cores preferidas?

Aline Mendes explica que, em quase todo o mundo, as atitudes yang-masculinas são mais valorizadas, como a ação, a impulsividade, a iniciativa e o predomínio da mente racional. “As qualidades yin-femininas não são tão valorizadas, como a receptividade, a suavidade, o acolhimento e o predomínio dos sentimentos. Essas características são muitas vezes tomadas como fraqueza. Por isso, não é de surpreender que meninas até possam usar a cor azul, tida como masculina, mas, ainda não se aceita normalmente que meninos usem a cor rosa, considerada feminina. Podemos notar essa diferenciação nas roupas e brinquedos disponíveis no mercado”, destaca.

A profissional acrescenta que não podemos ignorar que existem diferenças fisiológicas, emocionais, cognitivas e comportamentais entre meninos e meninas. “Em geral, meninos são mais agitados e, por isso, a cor azul, tranquilizante, lhes faz bem. Da mesma forma, meninas, de uma maneira geral, são mais tranquilas, e uma cor rosa, estimulante, é adequada. Mas trata-se de generalizações, sabemos que existem meninas agitadas e meninos tranquilos. A escolha da cor para a decoração do quarto deve, então, respeitar as características individuais da criança e da família”, finaliza Aline Mendes.

Agora você já sabe que as cores exercem importante influência em um ambiente e tem boas dicas para ajudar na escolha da cor do quarto do seu bebê. Afinal, é fundamental que este se torne um espaço agradável, para abrigar momentos especiais em família!

Assuntos: Bebês

Dicas pela Web