Como engravidar de um menino?

A principal orientação é que a relação sexual ocorra perto da ovulação ou até depois dela

Escrito por Tais Romanelli

Foto: Thinkstock

Muito casal, ou por já ter uma menina em casa, ou simplesmente por ter esse sonho em comum, deseja ter um filho homem. E existem várias superstições que prometem ajudar a determinar o sexo do bebê, porém, nenhuma delas tem uma explicação convincente e nem comprovação científica.

A crença popular diz, por exemplo, que para engravidar de um menino, é necessário deixar o homem iniciar a relação sexual, além de ter relações à noite e em dias do mês de número ímpar. Em contrapartida: para ter uma menina, é recomendado que a mulher tome a iniciativa para a relação sexual e que ela ocorra durante à tarde, em dias de número par. Não há nenhuma explicação para isso, mas muitos casais pensam que não custa nada tentar!

Algumas pessoas acreditam ainda que, para concentrar mais espermatozoides que carregam o gene Y (que gerará um menino), o homem deve usar roupas – como cuecas, shorts, bermudas e calças – mais largas.

Há quem diga, também, que as mulheres que demoram mais para engravidar têm mais chances de conceber um menino. Isso porque o muco do colo do útero tende a ficar mais espesso, dificultando o movimento dos espermatozoides femininos, que são mais lentos. Mas é importante destacar que todas essas ideias não têm comprovação.

Porém, é verdade que já existem algumas orientações médicas que podem ajudar neste sentido.

É possível escolher ter um menino?

Foto: Thinkstock

Sang Cha, ginecologista e obstetra, explica, primeiramente, como é determinado o sexo de um bebê. “A mulher só produz óvulo com cromossomo x, enquanto o homem produz tanto os espermatozoides x e y. Assim, quando o óvulo é fecundado por espermatozoide x, resulta em menina, e quando é fecundado por espermatozoide y, resulta em menino”, diz.

O médico explica que já existem orientações que podem ajudar a mulher conceber um bebê de determinado sexo – no caso, masculino. “Vale destacar que nem sempre dá certo, mas ajuda em muito a ter o sexo do bebê desejado”, explica.

Sang Cha destaca que a dieta da mulher que deseja ter um menino deve ser rica em potássio e sódio, ou seja, com a presença de carnes e peixes, por exemplo.

Além disso, a relação sexual deve ocorrer perto da ovulação ou até depois dela. Isso porque, os espermatozoides que carregam o gene Y (para meninos) são mais “ágeis” e chegam mais rápido ao óvulo do que aqueles que carregam o gene X (para meninas). Outro motivo é que os espermatozoides masculinos são mais frágeis e menos resistentes do que os femininos.

Outra orientação é que a mulher atinja o orgasmo antes do homem, porque assim ela soltará um muco que diminui a acidez da vagina, o que facilitará o movimento dos espermatozoides que carregam o gene Y, mais sensíveis.

Flávia Piacentini, 35 anos, conta que já tinha duas meninas e, por isso, desejava muito ter um filho homem. O marido também tinha esse sonho e, assim, os dois não mediram esforços para ter um bebê do sexo desejado. “Tentamos de tudo. Já tinha pesquisado na internet e conversado com pessoas mais velhas sobre ideias que podiam me ajudar neste sentido. Por isso não sei dizer ao certo o que foi determinante, mas acredito que tenha sido mesmo a data em que ocorreu a relação sexual”, relata.

Agora, com duas filhas e um filho, Flávia diz que, por enquanto, não pretende ter mais crianças. Mas caso ela e o marido decidam engravidar novamente, eles não terão preferência pelo sexo do bebê. “Se for menina ou menino, o bebê será muito bem-vindo”, diz.

“Mas meu conselho às futuras mães que pretendem ter um menino é conversar abertamente com seu médico sobre esse desejo, para que ele explique quais medidas podem ser tomadas. E a partir daí é contar também com a sorte!”, diz Flávia.

Agora você já sabe: boas orientações médicas podem ajudar os casais a terem um bebê do sexo desejado. Caso seu sonho seja mesmo ter um menino, converse com seu ginecologista/obstetra a respeito e siga corretamente as orientações passadas por ele – tanto as relacionadas à alimentação, como aquelas referentes à relação sexual.

Assuntos: Gravidez

Dicas pela Web