Como cuidar do seu colchão

Se bem conservado, o colchão pode garantir um bom sono por mais tempo

Escrito por Deborah Busko

Escolher o colchão certo é fundamental para dormir bem e recarregar as energias. A densidade do colchão é o primeiro critério que deve ser avaliado antes da compra, pois indica a resistência do produto levando em conta o peso de cada pessoa.

No entanto, uma densidade menor não quer que o colchão é mais duro ou uma densidade maior significa um colchão mais macio. Existem tabelas que indicam qual a densidade mais indicada para o seu corpo, é só consultar nas lojas. Quanto aos colchões de casal, o certo é comprar o colchão na densidade compatível com a pessoa mais pesada.

O colchão deve ser confortável, deixar a coluna alinhada e os músculos relaxados. E como saber qual o ideal? Somente testando vários modelos antes de fazer a escolha. Peça para ficar alguns minutos deitada e se gostar, leve.

Um bom colchão pode durar de 7 a 10 anos, mas isso não depende somente da qualidade do produto. Alguns cuidados de conservação do colchão são essenciais para que você possa prolongar o uso do produto e garantir um bom sono por mais tempo.

A maioria dos fabricantes já usa tecidos antialérgicos e antimofo para revestir os colchões. De qualquer maneira, é recomendável retirar toda a roupa de cama, passar o aspirador de pó e deixá-lo exposto por algumas horas com as janelas do quarto abertas sempre que possível.

A umidade é uma grande inimiga dos colchões. Portanto, não forre o estrado da cama com papelão, jornal, plástico ou outro material que possa reter a umidade.

Utilize sempre um protetor de colchão para conservar melhor o revestimento e evitar que a umidade causada pela transpiração ou outros líquidos atinjam sua estrutura ou provoquem manchas.

Caso as manchas apareçam, use detergente e uma esponja macia para a limpeza. Espere o colchão secar bem para forrá-lo com o lençol.

Além disso, é importante inverter a posição do colchão a cada quatro meses para evitar deformações. A melhor forma para fazer isso é virando o lado da cabeceira para o pé da cama. Considere o tempo de validade indicado pelo fabricante, mas se perceber sinais do desgaste sofrido pelo uso, como deformações na superfície ou molas sensíveis ao toque, é hora de trocar de colchão.

Vale lembrar que escolher um colchão que se adapte às suas necessidades é essencial para ter uma boa noite de sono. As consequências de uma noite mal dormida vão além da sonolência no dia seguinte. Quando você dorme menos do que precisa, a atividade cerebral diminui e funções como atenção, criatividade, equilíbrio e memória ficam comprometidas. Sem contar o humor, que fica péssimo.

Assuntos: Limpeza, Sono

Dicas pela Web
Comentários