Dicas de Mulher Dicas de Saúde

Chá de canela: previne o envelhecimento precoce e ajuda a emagrecer

O chá de canela é um importante aliado no emagrecimento e na manutenção da vida saudável

em 29/09/2014

Foto: Thinkstock

Conhecida desde a antiguidade pelos povos orientais, a canela chegou ao ocidente através dos navegantes portugueses, que atravessavam longas distâncias para chegar às Índias a fim de conseguirem especiarias, dentre elas a tão preciosa canela.

Muito apreciada na culinária por seu sabor marcante, a canela tem a seu favor não apenas o gosto agradável. Recentes descobertas científicas colocam a canela no patamar dos alimentos saudáveis e funcionais, auxiliando em diversas funções orgânicas importantes.

Benefícios do chá: por que a canela faz tão bem?

A canela pode ser encontrada nas versões em talo ou em pó e a partir de ambos é possível fazer o tão apreciado chá. A nutricionista e autora do blog Emagrecer Certo, Yamily Benigni, revela que a versão em chá possui muitos benefícios para a saúde, sendo os principais prevenir o envelhecimento precoce, auxiliar o emagrecimento e controlar o colesterol.

“O chá de canela contem antioxidantes que auxiliam na redução dos radicais livres no nosso organismo e previnem o envelhecimento precoce, além de ser termogênico, o que auxilia no aumento metabólico para queimar calorias. O chá da canela também contribui na redução do colesterol ruim, o chamado LDL, é anti-inflamatório natural e melhora a circulação”, pontua.

Os atletas são um grupo que pode se beneficiar muito da canela, tanto na versão em chá quanto em pó.

Yamily aponta ainda que existem estudos que demonstram que o consumo da especiaria aliviar dores musculares intensas graças a nutrientes presentes como a sacarose e o tanino.

Canela: uma aliada contra o diabetes

Estudos recentes vem apontando a canela como um importante aliado na regulação dos níveis de açúcar no sangue. Segundo Yamily, estes estudos ainda não são conclusivos a ponto de permitirem que pacientes diabéticos deixem de tomar a medicação prescrita.

“Mas os estudos já realizados demonstram que ao consumir a canela ocorre um equilíbrio importante ao regular os níveis de glicose no sangue.”, revela.

Qual é o melhor tipo e forma de consumo da canela?

Foto: Thinkstock

Para quem não quer consumir o chá de canela, a especialista explica que todos os tipos trazem benefícios ao organismo, mas que a versão em pó ou talo possui algumas propriedades distintas da versão em chá: “A canela em talo ou pó é digestiva e estimulante, contem cálcio e combate cansaço, depressão, resfriados e dores musculares”, enumera.

No que se refere à ingestão, deve-se ter atenção que algumas pessoas possuem mais sensibilidade ao pó do que ao chá. “Isso pode ocorrer devido a canela em pó ser um pouco mais concentrada do que o talo”, aponta a especialista.

“Se o chá for feito do pó não deve ultrapassar mais de 6 gramas por dia, isso equivale a meia colher de cha pois é mais concentrado”, revela Yamily. Já a versão em saqueta pode ser consumida em até duas xícaras diárias “mas vale ressaltar que tudo em excesso tem seus potenciais riscos”.

Quais são os riscos de consumir o chá de canela?

Foto: Thinkstock

A nutricionista revela que o chá pode fazer mal caso ministrado em excesso. O malefício gerado seria a hipersensibilidade que poderia ser gerada pelo abuso, além de alergias e irritabilidade das paredes estomacais.

“Também pode ocorrer aumento da freqüência cardíaca por ser termogênica e em outros casos precisa ser evitada dias antes de uma cirurgia por poder interferir na função de alguns remédios anticoagulantes”, pondera.

Gestantes são outro grupo que deve ingerir chá de canela moderadamente (ou até mesmo não consumir), pois pode causar contrações uterinas e ameaças de parto prematuro, segundo Yamily.

Algumas pessoas podem apresentar ainda desconfortos intestinais com a ingestão do chá, de acordo com a especialista, que afirma que para cada caso particular, é muito importante o acompanhamento médico e nutricional, que indicará a melhor quantidade e versão a ser ingerida.

Contra-indicações

Foto: Thinkstock

A nutricionista afirma que mulheres grávidas e lactantes devem evitar a ingestão do chá de canela caso não estejam habituadas a consumi-lo.

Caso a mulher já faça uso do chá, o ideal é que diminua o consumo durante o período referido. A atenção se deve às contrações uterinas que podem ser causadas pela bebida.

Já no caso de mulheres com período menstrual atrasado, o chá pode ser um bom aliado: “Além de causar as contrações uterinas a canela também estimula a circulação”, aconselha.

O chá de canela também é contra-indicado em casos de pessoas que ingerem medicamentos para controle da pressão arterial ou anticoagulantes, uma vez que a canela ajuda na circulação “ou em outras palavras, afina o sangue”, como afirma a nutricionista.

Consumir o chá da canela, com moderação, poderá trazer inúmeros benefícios para a saúde. Consulte um médico e veja qual a melhor versão e quantidade para o organismo e faça proveito deste alimento mágico.

Comentários
Dicas relacionadas